turismo

Destino dos Famosos: Alter do Chão, a calmaria do Caribe brasileiro

Publicados

em

 

source
Grazi Massafera e a filha, príncipe Charles, Rafa Brites e Felipe Andreoli já foram curtir Alter do Chão
Grazi Massafera e a filha, príncipe Charles, Rafa Brites e Felipe Andreoli já foram curtir Alter do Chão

 

Quem busca por tranquilidade, belas praias à beira de um dos rios mais famosos do Brasil e muita aventura pela natureza vai gostar do que Alter do Chão tem a oferecer. O vilarejo está localizado no município de Santarém, no Pará, e tem ganhado força entre os turistas brasileiros na última década – tendo ganhado o título de Caribe brasileiro, uma definição que faz jus ao destino.

Samara Felippo, Giselle Batista, Whindersson Nunes, Príncipe Charles, Grazi Massafera, Felipe Andreoli e Rafa Brites estão entre os famosos que já foram conferir de perto a natureza exuberante do local e as enormes faixas de areia que intervém nas águas doces. O destino também recebe personalidades famosas internacionais, sendo uma das visitas mais lembradas a do príncipe Charles, em 2009.

Devido às praias doces, as florestas magníficas e regiões que abrigam uma biodiversidade impressionante, Alter do Chão é um dos principais destinos brasileiros de quem quer desfrutar um ecoturismo de primeira. O local também é uma preferência de quem é adepto do turismo sustentável. Esse contato com a natureza pode ser intensificado em trilhas, visitas a picos de morros e até práticas esportivas como canoagem pelas águas serenas da região.

A cultura na região é forte, seja na culinária ou nas diversas apresentações de carimbó que animam a cidade. A boa infraestrutura das praias e a grande quantidade de bares e restaurantes à beira-mar tornam o destino ainda mais favorável para quem quer curtir com tranquilidade.

É mais indicado optar por ir até Alter do Chão na época de seca para conseguir ter as praias mais delimitadas. No entanto, o período das cheias é considerado o mais bonito por valorizar ao máximo as paisagens naturais do vilarejo; no entanto, é o período que mais recebe chuvas, o que pode não permitir que alguns passeios sejam realizados.

Como chegar em Alter do Chão?

Só é possível chegar até Santarém por Belém, Manaus e Brasília. Com saída de São Paulo, é possível encontrar voos a partir de R$ 2 mil*. A chegada é pelo Aeroporto Internacional de Santarém – Maestro Wilson Fonseca.

De lá, é possível chegar até Alter do Chão de transporte público. Pegue um ônibus que sai da Avenida Tapajós e, lá, pegue outro ônibus na Praça Barão de Santarém. O trajeto dura em torno de 40 minutos. Quem quer mais praticidade pode optar por um táxi ou por transfers, mas os preços podem ser mais caros.

Se estiver saindo de Manaus ou Belém e tiver tempo, vale cogitar chegar até Alter do Chão de barco.

O que fazer em Alter do Chão?

Rio Tapajós é o cenário mais importante de Alter do Chão e um dos rios mais populares do Brasil. Foto: Melhores Destinos/Reprodução

 

A Praia da Ponta da Pedra é uma das mais famosas e requisitadas de Alter do Chão. Foto: TripAdvisor/Reprodução

 

Praia do Pindobal tem águas claras e tranquilas. Foto: TripAdvisor/Reprodução

 

Floresta Nacional dos Tapajós abriga árvores de quase 70 metros. Foto: Melhores Destinos/Reprodução

 

A Ilha do Amor é uma península no meio do Rio Tapajós. Foto: TripAdvisor/Reprodução

 

Rio Tapajós

É um dos rios mais conhecidos do Brasil por desaguar no rio Amazonas. O trecho do Tapajós passa em Santarém, onde possui um forte significado e é presença marcante. O entorno do rio abriga mangues e fauna que podem ser exploradas por passeios ou mergulhos.

É possível ainda realizar cruzeiros de até cinco dias ou passear por algumas horas em uma lancha, barco ou canoa. Os passeios podem ser combinados com agências na orla de Santarém. É possível fazer a visita com guia ou priorizando as regiões das praias.

Praia da Ponta da Pedra

A praia fica às margens do Rio Tapajós e é uma das mais famosas de Alter do Chão. É uma das regiões com cenário mais bonitos do vilarejo, principalmente por conta das formações rochosas que cercam parte da orla e emolduram o mar verde. Um bom programa por lá é cruzar o Tapajós em direção ao Canal do Jari, onde há uma simpática comunidade local. É indicado ficar ali tempo o suficiente para o almoço, já que a diversidade de restaurantes no local pode acrescentar e muito na experiência.

Praia do Pindobal

Essa é considerada a praia mais buscada pelos turistas. O motivo: a região é sinônimo de descompressão e tranquilidade. Ao chegar ali, basta se entregar às águas claras e tranquilas e aproveitar os charmosos quiosques. A Praia do Pindobal também é ponto badalado durante a noite: casas de shows, restaurantes e apresentações de carimbó agitam a região.

Floresta Nacional dos Tapajós

Também conhecida como Flona, trata-se de um complexo que abriga árvores de quase 70 metros de altura, que são as sumaúmas e os igarapés. É o local perfeito para os turistas que gostam de realizar caminhadas e atividades que proporcionam conexão com a natureza e a mata. A floresta se divide entre as comunidades de Maguari e Jamaraquá, sendo que cada uma delas possui trilhas diferentes. Prepare-se para se aventurar entre cipós, lagos e praias.

Ilha do Amor

Ótima infraestrutura e o charme de estar localizada em uma pequena península no Rio Tapajós tornam o destino inesquecível. A Ilha do Amor fica em frente da orla da cidade e tem areia branca e águas cristalinas. Além de ser um bom lugar para relaxar, é possível degustar a culinária local nos quiosques ou praticar esportes como canoagem e futevôlei. Um programa para se fazer pela manhã é aproveitar as primeiras horas do dia para fazer uma trilha na Serra da Piraoca, de onde é possível ver alguns pontos de Alter do Chão de Cima.

*Preços consultados em 6 de maio de 2022.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Propaganda

turismo

Ilha de Canouan: o lugar onde os bilionários se escondem

Publicados

em

source
O grupo Mandarin Oriental instalou seu primeiro hotel no Caribe
Divulgação

O grupo Mandarin Oriental instalou seu primeiro hotel no Caribe

Corre nas altas rodas do Hemisfério Norte que os bilionários já têm um destino para se esconder dos milionários: a Ilha de Canouan, parte do Arquipélago das Granadinas, no Caribe. Embora pareça exagerado, o lugar se tornou o novo hot spot do luxo, jogando St. Barth, até então a queridinha das celebridades, para trás da fila.

Chegar a esse pedaço do mapa exige um tiquinho de esforço. Voos diários partem de Miami — ou seja: é necessário ter um visto americano — direto para Barbados, parada fundamental nessa conexão. Da terra de Rihanna, que tem sua imagem estampada por todos os lados, um jato particular leva os turistas VIPs até ao aeroporto de Canouan, construído com madeira e palha (não esqueça de levar na mala de mão o certificado da vacinação contra a febre amarela). A ilha tem 7,6 quilômetros e cerca de dois mil habitantes. “Temos mais tartarugas do que gente”, afirma um funcionário do campo de aviação.

Ilha de Canouan
Divulgação

Ilha de Canouan

De certos pontos, com a ajuda de binóculos, é possível avistar as vizinhas estreladas: Bequia, Mustique e Petit St. Vincent, que costumam atrair pessoas abastadas, dispostas a espalhar seus iates por marinas poderosas — a de Canouan é abarrotada de lojas e restaurantes e é avaliada em US$ 250 milhões. Mas nesse pedaço de terra o que salta aos olhos são as ruas calmas e as montanhas desobstruídas, que entregam nas curvas uma visão espetacular de uma das maiores barreiras de corais do Caribe. Os moradores — a maioria agricultores e pescadores — também encantam com sua simpatia e desenvoltura na cozinha em pratos como fruta-pão assada e peixe-gato frito.

No meio dessa “simplicidade”, o grupo Mandarin Oriental instalou seu primeiro hotel no Caribe. São 26 suítes, dois tipos de vilas — oito Patio Villas (que seguem a linha contemporânea) e seis Lagoon Villas (com layout colonial). Alguns quartos têm acesso direto à praia. O que mais impressiona, no entanto, é o sistema computadorizado que controla iluminação, cortinas, ar-condicionado e som por meio de um tablet. Há ainda serviço de mordomo privê.

“As 32 ilhas e ilhotas de São Vicente e Granadinas têm sido um refúgio tropical precioso para viajantes, com praias idílicas e isoladas e acres de terreno intocados e exuberantes”, diz Pietro Addis, gerente-geral do Mandarin Oriental Canouan.

 A ilha tem 7,6 quilômetros e cerca de dois mil habitantes. O paraíso faz parte do Arquipélago das Granadinas, no Caribe
Divulgação

A ilha tem 7,6 quilômetros e cerca de dois mil habitantes. O paraíso faz parte do Arquipélago das Granadinas, no Caribe

Na propriedade, há duas cabanas sobre as águas que funcionam como salas de spa, com tratamentos exclusivos executados por terapeutas asiáticos. Experimente os tratamentos do sono e os faciais com ingredientes naturais da região. Há outras salas ativadas ao lado de montanhas. No roteiro cabem ainda aulas de kitesurf e pesca em alto mar, na Union Island.

“O hotel reúne o que mais amo num destino: o mar azul-turquesa a perder de vista, as praias praticamente desertas, o serviço impecável e a exclusividade. Achei incrível a decoração cor-de-rosa”, avalia a travel blogger Lala Rebelo, que esteve no local em fevereiro de 2020.

O grupo Mandarin Oriental instalou seu primeiro hotel no Caribe
Divulgação

O grupo Mandarin Oriental instalou seu primeiro hotel no Caribe

E não para por aí. O próprio Mandarin organiza esses passeios para outras ilhas da região, como Tobago Cays, onde pode-se almoçar em pleno mar. A trilha para Mount Royal é imperdível e tem vista privilegiada do arquipélago. À noite, a pedida é uma visita ao Scruffy’s Bar — a dica é provar a cerveja local Hairoun.

Dentro do hotel há cinco restaurantes, especializados em culinárias asiática e europeia. Guarde para seu último pôr do sol na ilha o brinde no 13º buraco do campo de golfe do espaço. Dali, é possível contemplar de um lado o Oceano Atlântico e do outro o mar do Caribe.

Siga o perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana