mato grosso

Desenvolve MT retoma oferta de crédito para investimentos e capital de giro associado

Publicados

em


O Governo do Estado, por meio da Agência de Fomento de Mato Grosso (Desenvolve MT), retomou a oferta de crédito para projetos de investimentos, como obras de construção e reformas, compra de máquinas e equipamentos e capital de giro associado.

Há um ano e meio, o foco da agência estava voltado a fornecer capital de giro para ajudar os empreendedores a manter os negócios ativos, pagar contas com fornecedores e salários. Já foi liberado, até o momento, R$ 22,3 milhões aos empresários de Mato Grosso, entre crédito emergencial e crédito para o turismo, recursos do Governo Federal.

O foco, agora, é fornecer crédito para investimento, ligado a projetos de médio e longo prazo, que movem as cadeias produtivas e induzem a geração de empregos e renda.

Para o presidente da Desenvolve MT, o Governo é indutor de investimentos e está preparando o ambiente para a retomada da economia. “Com o programa Mais MT, a agência como agente financeiro do Estado vem contribuir por meio dos eixos de desenvolvimento; emprego, renda e turismo, facilitando o acesso ao crédito aos pequenos empreendedores fortalecendo as cadeias produtivas do Estado”, diz Jair Marques.

Novas Linhas de Crédito

Empresarial

Dentro da categoria empresarial inicialmente serão duas modalidades ofertadas para investimentos.

Investimento e Capital de Giro Associado

A linha de crédito voltada a pessoa jurídica (Microempreendedor Individual – MEI, micro e pequena empresa). Destinado a financiar máquinas e equipamentos e de bens vinculados que envolvam implantação, ampliação e modernização com capital de giro associado.

Com valor de até R$300 mil, com prazo de carência de até 12 meses para começar a pagar. Para financiamento com valor de R$50 mil, terão prazo máximo de 36 meses com até seis meses de carência. A taxa de juros será de 1,08% ao mês para pagamento em dia.

Investimento Máquinas e Equipamentos

Com o crédito no valor de até R$50 ao microempreendedor individual, micro e pequenas empresas podem financiar máquinas e equipamentos novos que permita identificar a marca o modelo e o número de série.

Destinado à pessoa jurídica (Microempreendedor Individual – MEI, micro e pequena empresa), carência de seis meses para começar a pagar, com prazo total de financiamento de até 36 meses, taxa de juros de 0,72% ao mês, para pagamento em dia.

Emergencial

Ainda no esforço de dar suporte à manutenção e minimizar os impactos financeiros causados pela pandemia do coronavírus, a instituição segue ofertando a linha de crédito emergencial. Dentro da categoria, a novidade é a linha de crédito destinado a pequenas escolas particulares de Mato Grosso.

O crédito é destinado a micro e pequena empresa com 24 meses de atividades. Com o crédito no valor de até R$30 mil, com prazo de carência de até seis meses para começar a pagar, com taxa de juros de 6% ao ano.

Fundo Geral do Turismo – FUNGETUR

Para o trade de turismo de Mato Grosso, a linha de crédito com recursos do Ministério do Turismo possui quatro modalidades. 

Destinado a financiar infraestrutura física, máquinas, equipamentos e capital de giro. O valor de financiamento de R$100 mil até R$1 milhão. Com taxa de juros de 5% + Selic ao ano, com carência de 3 meses e 24 meses, conforme a linha de crédito.

A solicitação do crédito continua via plataforma digital. O cliente pode acessar o site da Desenvolve MT www.desenvolve.mt.gov.br e, no topo da página clicar na linha de crédito no banner e fazer a solicitação.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Sefaz apresenta metas da Lei Orçamentária de 2022 em audiência pública

Publicados

em


A Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT) realizou na manhã desta segunda-feira (27.09) uma audiência pública para tratar sobre o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) do exercício de 2022. A peça será finalizada e entregue à Assembleia Legislativa até a próxima quinta-feira (30.09), onde será novamente apresentada e discutida com representantes da sociedade civil organizada.

O secretário-adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano, conduziu a apresentação e destacou que o objetivo da audiência pública foi dar transparência à gestão fiscal, oportunizando a participação popular no processo de elaboração da peça orçamentária na elaboração do orçamento, além ouvir a sociedade e os Poderes e sanar as dúvidas referentes ao projeto de lei. “O objetivo maior era fomentar a participação da sociedade no tocante a alocação dos recursos públicos de Mato Grosso e que estarão da lei orçamentária do próximo ano”.

Durante a audiência pública foram apresentadas as previsões de receitas e despesas de acordo com a previsão de arrecadação, além das metas e prioridades do Governo do Estado para o próximo exercício. Os dados apontam para um cenário econômico positivo com um orçamento R$ 26.585,83 bilhões, com índice de 19,9% maior que a 2021, que ficou em R$ 22,1 bilhões.

O principal destaque da peça orçamentária é o volume de investimentos previstos para o próximo exercício que será de R$ 3.299.130.041,00, representando 15% da receita corrente líquida. Dentre as áreas que vão receber mais investimento público está a de infraestrutura, de educação e de saúde, todas com projetos do Mais MT, o maior programa de investimento de Mato Grosso que vai beneficiar diretamente o cidadão em todas as regiões do Estado.

“O orçamento de 2022 é um orçamento robusto, porque temos uma peça orçamentária que totalizará R$ 26,585 bilhões, com um volume de investimentos que supera R$ 3 bilhões, construído observando a tendência da economia estadual. Então é um documento bem elaborado onde retrata a política fiscal do Estado, as escolhas governamentais e que tem por objetivo atender efetivamente às demandas da sociedade”, explica o secretário adjunto do Orçamento Estadual, Ricardo Capistrano.

No PLOA consta, ainda, o pagamento de reposição inflacionária dos subsídios dos servidores estaduais e o aumento de 8,35% no duodécimo dos Poderes.

As audiências públicas sobre a elaboração do orçamento estadual são ferramentas que viabilizam o debate prévio entre a população e o Poder Executivo sobre as matérias orçamentárias. Este é o momento que o cidadão e os representantes da sociedade civil organizada podem exercer o direito de conhecer melhor o projeto de lei, além de sugerir alterações sobre a aplicação dos recursos em áreas como saúde, educação, segurança pública, infraestrutura e outros.

Participaram da audiência pública representantes do Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado e Assembleia Legislativa. Também estiveram presentes os secretários adjuntos e equipe técnica da Secretaria de Fazenda.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana