POLÍTICA MT

Deputado propõe que feirantes adotem o sistema de ‘drive thru’ em feiras livres

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A fim de possibilitar a volta do comércio das feiras livres, mantendo a renda dos pequenos produtores, e ofertar à população produtos frescos e nutritivos, o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) apresentou durante a sessão remota a indicação nº 1812/2020 que propõe adotar o sistema de ‘drive thru’ em feiras livres.

As feira livres deixaram de acontecer devido a pandemia. Porém, vendo a importância dessa comercialização, tanto para os produtores quanto para a população, que gosta de alimentos frescos e produtos artesanais, é viável um local para que o poder público pudesse controlar a entrada das pessoas e orientar sobre os cuidados necessários em relação à Covid-19.

Para o deputado estadual Elizeu Nascimento, apesar de todas as dificuldades existentes para evitar a proliferação do vírus, a economia precisa girar de forma criativa, sem deixar de lado a segurança das pessoas. “Criamos esse novo formato de feira, pois as pessoas querem e precisam consumir alimentos de qualidade, e nossos feirantes não podem ficar sem seu sustento” afirmou Nascimento.

A proposta tem a finalidade de possibilitar o comércio por parte dos feirantes, mantendo a renda dos pequenos produtores do estado do Mato Grosso, onde indicamos a todos os municípios, e os seus respectivos gestores, a adotarem o sistema de ‘Drive Thru’ em feiras livres.

O novo formato para a comercialização dos alimentos está sendo adotado em diversas cidades brasileiras, onde a logística é bem trabalhada para garantir a segurança de todos, além dos feirantes, os clientes utilizam máscaras de proteção e álcool gel, e os profissionais das prefeituras poderão medir a temperatura de quem estiver presente no local.

As medidas implementadas também poderão ter distanciamento das barracas, cordão de isolamento entre o consumidor e o produtor, produtos embalados individualmente para não haver muita manipulação e a possibilidade de comprar sem sair do carro, aliadas a outras ações eficazes.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA MT

Projeto proíbe prazo de validade de exame que atesta Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Publicado


Deputado Faissal Calil apresentou projeto de lei em sessão plenária na ALMT

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão plenária da última quarta-feira (25) na ALMT, o Projeto de Lei nº 986/2020, que trata  de alterar o prazo de laudo médico pericial que atesta o Transtorno do Espectro Autista  (TEA) por tempo indeterminado.

A proposta do parlamentar deve atender todos os usuários de estabelecimentos da rede pública e privada que buscam o tratamento  do autismo no estado de  Mato Grosso.

Segundo o deputado, o parecer médico poderá ser emitido por um profissional da rede de saúde pública ou privada, observando a legislação pertinente.

“O presente PL visa estabelecer que o laudo médico pericial que ateste o Transtorno do Espectro Autista não deve apresentar prazo de validade. O autismo não se trata de uma enfermidade passageira ou intermitente considerando especialmente que, mesmo na hipótese de eventual melhora no quadro clínico, o paciente deverá prosseguir com os devidos cuidados e tratamentos pelo resto de sua vida. Se tratando de uma doença de caráter permanente, é injustificável a emissão de laudos com validade determinada e totalmente descabida de qualquer exigência de atestado atualizado para comprovação da condição de autista”, justificou Faissal.

O deputado ainda destacou que a avaliação médica sem prazo de validade “facilitará muito a vida das pessoas com este transtorno e suas respectivas famílias”.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana