POLÍTICA MT

Deputado Moretto e secretário levam demandas da fronteira ao ministro da Justiça

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

O deputado Valmir Moretto (Republicanos) esteve em Brasília (DF), na companhia do secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, para apresentar demandas da faixa de fronteira mato-grossense ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. A agenda aconteceu na quarta-feira (14), no Ministério da Justiça e Segurança Pública, no Distrito Federal.
O senador Carlos Fávaro (PSD) e o comandante do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), coronel Fábio Ricas, também estiveram presentes.
Dentre as demandas apresentadas estão a aquisição de um Imageador aéreo, para que seja acoplado em aeronaves de patrulhamento, inclusive com tecnologia ‘flir’, que possibilita a captação de imagem térmica, identificando movimentações noturnas; além de investimento para viabilizar reformas e construção de sedes para a Delegacia de Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE); Delegacia de Fronteira (Defron) e do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).
Também foi solicitado, em caráter de urgência, a destinação de um helicóptero para a região. O equipamento irá apoiar nas ações policiais e monitoramento.
“A nossa região Oeste e seus municípios sempre necessitarão de atenção redobrada das forças de segurança, devido sua extensa faixa de fronteira. Tivemos grandes avanços no combate à criminalidade com a instalação de câmeras ORC e atuação do Gefron. Somos a porta para Mato Grosso e para o Brasil. Tenho certeza que a ação conjunta trará mais segurança e bons resultados para Mato Grosso”, pontuou Moretto.
Segundo o ministro, as demandas são justas e o Ministério vai ajudar. “A fronteira brasileira é muito importante. Foram várias demandas extremamente justas e importantes para a região de fronteira, para os policiais e para a sociedade mato-grossense. O Ministério vai ajudar, vai atuar, e estaremos juntos trazendo dias melhores aos mato-grossenses”, disse Anderson Torres.
Câmeras OCR – O secretário Alexandre Bustamante destacou a utilização de câmeras de tecnologia (OCR) em pontos estratégicos da fronteira, que foram compradas com dinheiro de emendas do deputado Moretto.
“São as grandes ferramentas de tecnologia na região de fronteira. O deputado Moretto alocou recurso de emenda (parlamentar) e é responsável direto por grande parte das apreensões de drogas. Até o final do ano teremos 10 câmeras em pontos estratégicos para o combate à criminalidade”, destaca Bustamante.
 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA MT

Lúdio Cabral requer explicações do governador sobre dinheiro público gasto em festa no Salto das Nuvens, em Tangará da Serra

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) requereu ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e ao secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, informações e documentos sobre o apoio do governo estadual e o dinheiro público gasto na festa realizada na cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, na sexta-feira passada (15), no chamado “1º Encontro de Líderes e Empreendedores do Brasil”.

“Não haveria problema em realizar um seminário ou mesa-redonda para apresentar e debater o potencial de Mato Grosso para desenvolvimento econômico. Mas a informação que temos, de pessoas que estiveram no evento, é que o palestrante falou apenas 20 minutos, e o restante do tempo foi apenas festa. Uma festa milionária, um banquete regado a uísque, com show de cantores nacionais. A festa tem a marca do governo de Mato Grosso entre os apoiadores. O governo colocou dinheiro público nesse evento? Quanto de dinheiro público foi gasto com essa festa? São perguntas que fizemos no requerimento”, disse Lúdio.

No requerimento aprovado na sessão de quarta-feira (20), Lúdio Cabral busca ter acesso às planilhas detalhadas dos gastos feitos pelo governo estadual, além das cópias dos processos de contratos, convênios, ou termos assinados pelo governo, e detalhamento das ações do governo e do dinheiro público gasto para realizar o evento na cachoeira Salto das Nuvens.

“Mato Grosso tem 3,5 milhões de habitantes, dos quais 2 milhões estão inscritos no Cadastro Único da Assistência Social, em situação de insegurança alimentar, e 500 mil pessoas abaixo da linha de pobreza, passando fome. Não tem lógica o governo estadual gastar dinheiro com uma festa como essa. É um desrespeito com a população de Mato Grosso, que ainda sofre com a pandemia de covid-19. O estado com a pior gestão do país na pandemia, a maior taxa de mortalidade, quase 14 mil famílias em luto por conta da covid-19, e o governador fazendo uma festa milionária como essa?”, destacou Lúdio.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana