POLÍTICA MT

Deputado Claudinei visita casa de repouso de Guiratinga

Publicados

em

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) visitou na última sexta-feira (21), a Casa de Repouso Gaetana Sterni, localizada no município de Guiratinga (MT). A entidade presta atendimento ao público maior de 60 anos, não tem fins lucrativos e capacidade para acolher 50 idosos, mas devido à pandemia da Covid-19, atualmente conta somente com 37 pessoas.

A coordenadora da casa, Maria Lúcia, explica que hoje a instituição possui 16 funcionários que são registrados e atuam nas áreas de cuidador de idosos, técnico de enfermagem, cozinha, lavanderia e serviços gerais. “Não tivemos casos de Covid-19 aqui. Tanto que todos já realizaram o teste e todos foram negativados e não reagentes e isso é uma vitória, devido ao avanço da doença no município. Continuamos preocupados e mantemos as medidas preventivas com os funcionários para não disseminar o vírus aos idosos que não saem da casa”, explica.

Na oportunidade, o deputado Claudinei entregou um termômetro digital para que possa ser utilizado para monitorar a temperatura das pessoas que adentram a entidade. “Este equipamento que foi doado vai ser utilizado justamente para verificar a temperatura. Isso não vai só ajudar os idosos, mas as pessoas que chegam de fora, como as visitas de pessoas e fornecedores”, ressalva.

Também, marcaram presença o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues (PSDB), conhecido por Bolinha, e o presidente da Obra Kolping de Mato Grosso, padre Aladim Leodines Loureiro.

Pandemia – Na última atualização do Boletim Epidemiológico da Prefeitura de Guiratinga, já são 86 casos confirmados de Covid-19, com dois óbitos no município.

Entidade – A Casa de Repouso Gaetana Sterni é uma instituição mantida pela igreja católica e fundada no dia 22 de maio de 1977, com o propósito de cuidar de pessoas idosas carentes e que precisam de parcerias para manter a entidade.

 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA MT

PLDO-2022 estima receita e despesa de R$ 24 bilhões

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

Está em tramitação na Assembleia Legislativa, desde o último dia 1º de junho, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, mais conhecido como PLDO-2022. A proposta do governo do Estado de Mato Grosso estima entre receita e despesa o montante de R$ 24,368 bilhões. É com base na LDO que o Poder Executivo elaborar o Projeto de Lei de Orçamentária Anual (PLOA). 

Antes de o PLDO-2022 ser colocado para a votação em Plenário, a Assembleia Legislativa e a equipe econômica do governo Estado devem realizar duas audiências públicas de forma híbrida (presencial e remota) para discutirem com a sociedade civil organizada as prioridades de investimentos em 2022. O calendário de prazos à apresentação de emendas e das audiências não está definido.  

Para o exercício financeiro de 2022, a proposta define uma meta do superávit primário no valor de R$ 429,3 milhões.  Os valores, de acordo com o PLDO, estão em sintonia com os cenários políticos, econômico e social, resultado da realidade econômica e financeira do Estado. 

A estimativa prevista para as despesas com pessoal e encargos sociais é de R$ 13,9 bilhões. O governo deve desembolsar a quantia de R$ 400,8 milhões com juros e encargos da dívida pública. O total geral da despesa empenhada soma o valor de R$ 20,7 bilhões. Para investimentos, no próximo ano, a estimativa é de R$ 2,011 bilhões. 

No projeto, o governo estima uma renúncia fiscal líquida de R$ 5,3 bilhões. A fatia maior é do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) de R$ 4,8 bilhões. Com o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) a renúncia prevista é de R$ 177,3 milhões. Já as renúncias de juros e penalidades são da ordem de R$ 270,2 milhões. 

Para a projeção da renúncia fiscal, de acordo com o PLDO/2022, foram considerados, além dos normativos vigentes em exercícios anteriores, os efeitos das alterações decorrentes da celebração de novos Convênios ICMS celebrados no âmbito do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). 

O índice de reposição inflacionária prevista no Reajuste Geral Anual (RGA), conforme o PLDO/2022, para servidores efetivos e temporários é de 5,05%. Com isso, o impacto para os cofres públicos deve ser de R$ 489,7 milhões no próximo ano. O projeto estima, ainda, o montante de R$ 71,9 milhões para as progressões e promoções de carreira dos servidores públicos. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana