mato grosso

Denúncia de racismo em shopping de Cuiabá; Veja o vídeo da confusão

Publicados

em

Por Edmundo Pacheco | Portal Mato Grosso

Uma denúncia de racismo registrada no final da tarde desta segunda-feira (14.06) num shopping de Cuiabá movimentou as redes sociais. A denúncia é do servidor público federal Paulo Arifa, 38 anos. Ele contou ter comprado um par de sapatos e uma muda de roupas em duas lojas do shopping, para participar de uma reunião de trabalho que havia sido antecipada. “Escolhi o calçado, paguei no caixa e a moça perguntou se eu queria sacola, eu disse que não. Ela retirou o dispositivo de segurança, eu calcei ali mesmo e fui para a loja de roupas”, contou o rapaz.

Na saída, foi abordado por seguranças do shopping e funcionários da loja que, segundo ele de forma agressiva, exigiram a nota fiscal da compra e tentar levá-lo para um reservado para fazer uma revista. Nervoso e assustado, Arifa conta que teve dificuldades para achar a nota. “Na saída do provador já fui abordado. Demorou para cair a ficha que a abordagem era comigo”, disse.

“Quando me vi cercado por seguranças querendo me conduzir, lembrei do caso do João Alberto. Achei que algo pior poderia acontecer comigo”, completou. Segundo o servidor, que é negro, os funcionários do shopping deram empurrões, ele pisou em falso e sofreu uma torção no pé. Depois de alguns minutos de confusão, ele achou a nota fiscal e foi liberado pelos seguranças.

Em nota, a direção do shopping disse que abriu um processo administrativo interno para apurar o caso e prometeu ‘tomar todas as medidas cabíveis para que ocorrências como essa não se repitam’.

Veja o vídeo da confusão:

PRA LEMBRAR

O João Alberto a que o servidor público se referiu é o homem negro, espancado até a morte (no dia 19 de novembro de 2020) por seguranças no estacionamento de um supermercado, em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos se desentendeu com uma funcionária. Na porta do mercado foi abordado e deu um soco em um dos seguranças. Os seguranças então o imobilizaram e iniciam uma sessão de espancamento que terminou com a morte do homem.

Essa semana a rede de supermercados fechou acordo de R$ 115 milhões de indenização com a viúva de João Alberto. Seis pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público, e respondem pelo crime na Justiça.

*Com informações do G1

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Diminui a taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 em Mato Grosso

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 406 internações em UTIs públicas e 269 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 68,12% para UTIs adulto e em 31% para enfermarias adultos.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (01.08), 490.574 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.795 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 261 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 490.574 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.416 estão em isolamento domiciliar e 465.859 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 406 internações em UTIs públicas e 269 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 68,12% para UTIs adulto e em 31% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (99.732), Rondonópolis (34.868), Várzea Grande (32.809), Sinop (23.554), Sorriso (17.156), Tangará da Serra (16.840), Lucas do Rio Verde (14.624), Primavera do Leste (13.033), Cáceres (10.685) e Barra do Garças (9.978).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 376.852 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (31.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.917.855 casos da Covid-19 no Brasil e 556.370 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.880.273 casos da Covid-19 no Brasil e 555.460 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (01.08).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana