NOVA CANAÃ DO NORTE

Demonstração prática ensina agricultores a fabricar defensivos agrícolas de baixo custo

Foram apresentadas aos agricultores maneiras naturais de eliminar da lavoura pragas e fungos que comprometem a qualidade dos legumes, verduras e outros alimentos que são produzidos

Publicado


ImGrower

Demonstração prática ensina agricultores a fabricar defensivos agrícolas de baixo custo e orgânico

Demonstração prática ensina agricultores a fabricar defensivos agrícolas de baixo custo e orgânico

Dezoito produtores rurais participaram de uma demonstração prática de como fazer defensivos agrícolas naturais como, por exemplo, calda bordalesa e biofertilizante orgânico. A demonstração foi feita na Comunidade Novo Caminho, no município de Nova Canaã do Norte (a 699 km ao Norte de Cuiabá). O técnico agropecuário da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Cícero Pereira do Nascimento, fala que o objetivo foi disponibilizar novas tecnologias de baixo custo e de fácil manuseio ao produtor rural. 

 

Ele explica que esses insumos são feitos com sulfato de cobre e cal virgem que, diluídos em água, são transformados na calda bordalesa. O produto é recomendado para o controle de doenças fúngicas em hortas e pomares. “O uso é permitido na agricultura orgânica. O sulfato de cobre é um produto pouco tóxico e melhora o equilíbrio nutricional das plantas”, esclarece.

 

Obter produtos agrícolas mais saudáveis isentos de contaminação por defensivos químicos, reduzir o custo de produção e aumentar a lucratividade foram alguns dos pontos de destaque para a demonstração prática realizada na área do produtor rural João Antônio da Silva Filho.  Numa área de 25 hectares, o produtor possui horta e pomar de laranja, limão e poncã e já utiliza a calda bordalesa de forma eficaz no combate a fungos e pragas.

 

Segundo Cícero, foram apresentadas aos agricultores maneiras naturais de eliminar da lavoura pragas e fungos que comprometem a qualidade dos legumes, verduras e outros alimentos que são produzidos. Durante a demonstração foi entregue aos produtores um material elaborado pelos técnicos da Empaer, trazendo o passo a passo de como deve ser preparada a calda, além de recomendar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários para o manuseio dos elementos químicos.

 

O material elaborado pelos técnicos é didático e possui diversas receitas. São compostos preparados pelo agricultor, não são tóxicos e de baixo custo, como calda de cal e cinzas, alho, fumo, sabão e outras utilizadas para combater insetos, formigas, lagartas, lesmas, pulgões e etc. O material também possui, informações sobre diversos biofertilizantes orgânicos. “Os inseticidas naturais podem ser preparados a partir de plantas ou minerais não tóxicos à saúde humana e ao ambiente”, ressalta Nascimento.

 

O público alvo dessa demonstração prática foram agricultores que comercializam suas produções por meio de associações das quais fazem parte. Cícero comenta que todas as quartas-feiras da semana, os agricultores se organizam na feira para que possam vender a sua produção, além de comercializarem para o Programa de Aquisição de Alimentos (PPA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). 

 

Para mais informações sobre a produção de caldas e biofertilizantes, acesse aqui o material didático sobre defensivos agrícolas orgânicos.

 

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Prefeito lamenta morte do servidor aposentado Vitorino José de Carvalho

Publicado


.

Faleceu na manhã desta segunda-feira (3), o servidor aposentado a Prefeitura de Cuiabá, Vitorino José de Carvalho, aos 72 anos, vítima da Covid-19. Ele estava internado há uma semana em um hospital privado da Capital. 

Vitorino estava aposentado há pouco mais de um ano. Durante mais de 40 anos de serviço público municipal, foi responsável pela folha de pagamento dos servidores. Era diretor financeiro do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cuiabá. Deixa esposa, 3 filhos, uma filha e 5 netos. Todos eles também contraíram a doença. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

O prefeito Emanuel Pinheiro lamentou a morte do servidor aposentado e estimou melhoras a sua família. “Com um pesar enorme recebi a notícia do senhor Vitorino, um homem que teve uma vida dedicada à Prefeitura da nossa capital e, infelizmente, partiu em decorrente desse vírus que estamos tentando de todas as formas combater. Peço a Deus que o acolha e que dê o pronto restabelecimento a toda sua família”, disse.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana