ENTRETENIMENTO

Daniela Albuquerque fará filme no Egito é diz que foi comparada a Sophia Loren

Publicados

em


source
Daniela Albuquerque atua em filme no Egito
Reprodução/Instagram

Daniela Albuquerque atua em filme no Egito


O jornalismo entrou na vida de Daniela Albuquerque por conta de um anúncio numa caixa de achocolatado, como ela já mesma contou. Agora é a vez de a apresentadora se aventurar na sétima arte. Algo que já era um sonho de menina. Desde o tempo em que, “pobre”, fazia vaquinha para alugar filmes numa locadora. Em fevereiro ela vai para o Egito filmar cenas do longa “Sem saída”, de Osnei de Lima.

Osnei foi o primeiro a dirigir Daniela em sua nova empreitada. Em breve, ela será vista na telona como a judia Sarah, uma mulher sofrida, casada e mãe de três filhos, em “Barão Hirsch – O Judeu de Quatro Irmãos”, uma filmagem de época.

“Eu me entreguei totalmente a isso. Demorei para sair da personagem e quando acabava as cenas, eu ainda estava sentindo, sabe?”, revelou ela ao “TV Fama”.

O bom desempenho da estreante foi bastante elogiado pela equipe do longa e logo ela já estava escolhida para o próximo. Muito pelo flerte que tem com a câmera. Quem a viu em cena, passou a comparar Daniela a Sophia Loren, a estrela italiana, hoje com 87 anos.

Tanto que nos bastidores ela nem era chamada mais pelo nome, somente por “Sophia Loren brasileira”: “Fico lisonjeada, imagina… Mas deve ser por causa dos olhos grandes”, conta ela na coluna “Terraço Paulistano”, da Veja SP.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

ENTRETENIMENTO

André Martinelli sobre psicóloga no “BBB”: “Hoje precisam mais”

Publicados

em


source
André Martinelli relembra de quando participou do
Divulgação

André Martinelli relembra de quando participou do “BBB 13”

Nesta quarta-feira (26), os participantes do “BBB 22” tiveram acesso pela primeira vez ao atendimento da psicóloga do programa. André Martinelli, que participou do “BBB 13” e do “No Limite”, analisa que hoje em dia os brothers estão mais interessados no atendimento psicológico do que quando esteve na casa mais vigiada do país.

“Tinha psicóloga. Eu não cheguei a falar com ela dentro do programa. Acho que teve uma pessoa que fez atendimento. Antigamente não mostrava muito, não tinha tanto atendimento. Hoje, as pessoas estão precisando mais. Tinha médico também e uma vez até chamei. É um atendimento limitado, sem conversa. É sobre sintomas e como resolver”, relembra o modelo em entrevista ao Podmiga.

Além da procura pela psicóloga do programa, o modelo também enxerga outras mudanças na dinâmica do “BBB” com o passar dos anos. Em 2013, quando esteve no reality, as redes sociais não eram tão fortes quanto atualmente e ele diz que essa força da internet acaba impactando também nas proporções do cancelamento dos participantes.

“Hoje em dia a internet movimenta pensamentos. O pensamento de ódio flui mais na internet do que o de amor. A web quer engajar. Tem muita gente disposta a odiar as outras e elas se sentem bem com isso. Mudou muito da minha época [BBB13] para cá. Eu acho muito precoce você julgar uma pessoa em dois dias. É o caso do Rodrigo, que era amado, mas agora as pessoas não querem perto. Porque está com a energia carregada”, diz.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana