diamantino

Cursos na Fundação Cultural preservam identidade histórica de Diamantino

Publicados

em


Pintura, escultura, gastronomia, entre tantas outras atividades para preservação da cultura material e imaterial de Diamantino são desempenhadas pela Fundação Cultural.

O espaço dedicado na perpetuação e propagação das tradições mato-grossenses é um centro multiplicador do conhecimento, com os diversos cursos ofertados que ampliam rendas e mudam histórias.

Dos doces aos artesanatos; do método tradicional de fabricação do sabão em barras aos segredos das receitas dos alimentos típicos; uma pluralidade de ensinamentos são compartilhados no local. Parcerias com o Senar auxiliam na democratização do conhecimento.

A histórica instalação localizada no Centro Histórico de Diamantino além de servir para multiplicação dos saberes também é importante para contemplação do acervo.

Com uma equipe engajada para atender os munícipes e os turistas que visitam Diamantino, a Fundação Cultural é um cartão postal que colabora no ponto de vista conceitual e de valores patrimoniais na riqueza histórica do município, além de manter viva a cultura diamantinense.

O prefeito Manoel Loureiro Neto (MDB) enfatizou que para conservação e promoção da identidade é preciso valorizar o legado histórico de Diamantino que necessita ser constantemente multiplicado por meio dos cursos e de todo o trabalho desenvolvido pela gama cultural do município.  

Comentários Facebook
Propaganda

diamantino

Prefeitura de Diamantino inicia vacinação contra Influenza A e B

Publicados

em


Entre os dias 13 de abril e 09 de julho, a Prefeitura Municipal de Diamantino, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Vigilância Sanitária, realizará a campanha de vacinação contra a Influenza A e B. Os calendários foram definidos de forma exclusiva para evitar aglomerações e encontro com o público da campanha de vacinação contra a Covid-19.

A campanha será realizada em 3 etapas, sendo a primeira para crianças com idade entre 6 meses até 6 anos de idade, puérperas (mulheres que tiveram filho até 45 dias), indígenas e trabalhadores da saúde, sendo em razão da baixa quantidade de imunizantes recebidos, priorizadas as gestantes, que deverão agendar o atendimento na unidade de saúde de seu bairro para o dia 20 de abril.

De acordo com a bióloga Michelle Nobile, a vacinação ocorrerá por etapas e conforme convocação do recebimento do imunobiológico em quantidade insuficiente para atender toda a demanda do município. “Recebemos neste primeiro momento 690 doses da vacina contra a influenza, o que será insuficiente para atender toda a população definida no primeiro grupo, por este motivo, realizaremos prioritariamente a imunização das gestantes e puérperas, sendo estas, indispensável o agendamento prévio”, explica. “Posteriormente, conforme o recebimento de novas doses, serão vacinadas as crianças com idade até 6 anos” conclui Michelle.

Na segunda fase de vacinação, programada para ter início em 11 de maio, a expectativa é de que sejam vacinados idosos com idade a partir de 60 anos e professores e por fim a 3ª etapa entre os dias 09 de junho até 09 de julho, imunizando pessoas com comorbidades, policiais militares, civis e penais, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros e população carcerária.

Com exceção a população carcerária e acamados que deverão ser imunizados in loco, os grupos prioritários deverão buscar agendar o atendimento na Estratégia de Saúde da Família (ESF) do seu bairro a fim de que sejam evitadas aglomerações e filas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana