MULHER

Curso gratuito de T.I. para mulheres está com vagas abertas

Publicados

em

source

A NTT Ltd., empresa líder em infraestrutura e serviços de TI, em parceria com a WoMakersCode, organização que estimula e capacita mulheres para entrar no mercado tecnológico, irá lançar no dia 11 de julho o programa IT for Girls, iniciativa que visa despertar o interesse das mulheres pelo ambiente de TI. O projeto é gratuito e tem a expectativa de atingir mais de três mil pessoas que desejam conhecer mais sobre as inúmeras oportunidades disponíveis no mercado da tecnologia, área que favorece as atividades em home office e tem atraído o público feminino, também por possibilitar ficar mais tempo com os filhos e a família.

Daniela Gartner de braços cruzados.
Foto: Divulgação

Daniela Gärtner

“O programa tem como objetivo mostrar às mulheres em início ou transição de carreira as inúmeras oportunidades profissionais que podem ser construídas na área de tecnologia, e não somente envolvendo programação. Além disso, o IT for Girls quer incentivar a formação de mulheres em tecnologia para ajudar a suprir o gap de profissionais de TI e auxiliar na construção de um ambiente de TI com mais equidade de gênero”, disse Daniela Gärtner, diretora de Recursos Humanos LATAM da NTT Ltd.

“O curso terá 10 aulas ao vivo, com duração de 45 minutos e contará com mulheres especialistas da NTT Ltd., que são referências no mercado em suas áreas de atuação.” Na primeira semana, as interessadas aprenderão sobre quais as principais áreas do universo de TI (Infraestrutura, Desenvolvimento de Software, Governança, Experiência e Suporte ao Cliente), como o que faz, para que serve, quais os desafios do dia a dia, as habilidades necessárias, entre outros tópicos. As aulas serão ministradas sempre por especialistas da NTT Ltd., executivas que são referências em suas áreas.

Na segunda semana, as alunas terão instruções de recrutamento, recebendo orientações de como se destacar nas redes sociais (especialmente no LinkedIn), como montar um currículo e um portfólio mesmo sem experiência profissional, entre outras dicas do que se deve fazer e evitar na hora de uma entrevista, apresentadas pelos times de RH e recrutadores da multinacional. O programa será realizado online, em formato de talk show e expedirá um certificado de conclusão.

Curso é gratuito e será ministrado digitalmente
Foto: Reprodução/Freepik

Curso é gratuito e será ministrado digitalmente


O conteúdo ficará disponível na plataforma da WoMakersCode, organização parceira do programa IT for Girls, que também auxiliará na divulgação e no suporte às inscrições. Com mais de 200 mil mulheres já impactadas no Brasil, a WoMakersCode já apoiou a recolocação de mais de três mil profissionais e acredita que a educação é o caminho para o combate e redução da desigualdade. As mulheres que fazem parte da rede têm acesso a eventos, cursos, mentorias de carreira e programas de formação de maneira gratuita.

“Mostrar as diversas carreiras na tecnologia é um passo fundamental para trazer cada vez mais mulheres ao mercado de trabalho. A parceria com a NTT tem como objetivo fomentar o interesse e entendimento das oportunidades na área de tecnologia e inovação, trazendo mulheres como protagonistas da transformação digital”, explica Mariana Ribeiro, co-fundadora da instituição sem fins lucrativos.

A NTT Ltd. tem se dedicado a uma série de iniciativas de ESG visando a inclusão e a capacitação de profissionais no mercado de trabalho, pois acredita que o seu papel social é contribuir para um futuro melhor, mais inclusivo e conectado, ajudando na construção de uma sociedade com igualdade de oportunidade para todos. Recentemente, a empresa também lançou a NTT Academy, que visa atingir mais de 4 mil pessoas interessadas em atuar no setor de TI, até o final de 2022, por meio de programas gratuitos feitos em parceria com os principais players do mercado.

O IT for Girls se inicia em 11 de julho e está aberto às mulheres que desejarem saber mais sobre o universo de TI. As inscrições são gratuitas e vão do dia 20 de junho a 08 de julho.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

MULHER

Gravidez silenciosa: ‘’Descobri que estava grávida com oito meses’’

Publicados

em

No último sábado (25.06), a atriz Klara Castanho (21) revelou, após ter sido exposta pela apresentadora Antônia Fontenelle, ter dado à luz depois de ter sido vítima de um estupro. Em uma carta aberta, a jovem declarou que descobriu a gravidez nos últimos momentos da gestação.

‘’Meu ciclo menstrual estava normal, meu corpo também. Eu não tinha ganhado peso e nem barriga […] entre o momento que descobri a gravidez e o parto se passaram poucos dias’’, afirmou a artista.

Sem sintomas, sem ganho de peso e sem quaisquer sinais, Klara afirmou que não fazia ideia de que estava grávida. Pelos termos médicos, a atriz passou por uma gravidez silenciosa.

Carta aberta da atriz comoveu milhares de fãs
Carta aberta da atriz comoveu milhares de fãs

Grávida sem sintomas?

De acordo com a ginecologista e mestre em Ciência Médicas pela Universidade Fluminense (UFF), dra. Viviane Monteiro, a gravidez silenciosa é a gestação que vai evoluindo sem que seja feito um diagnóstico e geralmente sem nenhuma percepção de algum sinal ou sintoma compatível.

‘’A principal característica da gravidez silenciosa é justamente essa falta de sintomas e geralmente é mais comum em mulheres que apresentam amenorreia, que é a falta de menstruação em idade fértil, ou mulheres com intervalos longos entre uma menstruação e outra”, afirma.

Para a médica, mulheres atletas ou com sobrepeso são as maiores vítimas da gravidez silenciosa, já que sofrem com a possibilidade de não menstruarem ou menstruarem esporadicamente. A percepção do próprio corpo também pode ser alterada para esse público, já que a definição dos músculos ou o acúmulo de gordura podem afastar a possibilidade de uma gravidez da mente.

Na maioria dos casos, grávidas silenciosas não notam a pausa da menstruação
Na maioria dos casos, grávidas silenciosas não notam a pausa da menstruação

A especialista reitera que os sintomas de uma gravidez são nítidos e é necessário observá-los: ‘’Há alguns sinais de gravidez, como não tolerar um cheiro específico de comida ou comer um alimento, náuseas e um cansaço maior. Existe também o aumento da frequência urinária, mamas mais doloridas e mais inchadas’’.

No entanto, o principal sintoma da gravidez é a amenorreia, termo médico para a falta de menstruação. Na maioria dos casos, as ‘grávidas silenciosas’ alegam não terem menstruado durante a gravidez. Viviane rebate essa crença: ‘’Há mulheres que também apresentam sangramentos irregulares durante a gravidez, que não são sangramentos menstruais, que podem parecer, mas que são de outra fonte que podem ser algum descolamento de saco gestacional, uma implantação baixa placentária, ou seja sangramentos provenientes da própria gravidez’’

Para a maioria das grávidas silenciosas, a barriga cresce sem ser notada
Para a maioria das grávidas silenciosas, a barriga cresce sem ser notada

‘’Mulheres grávidas não menstruam, mas podem sim ter sangramentos que devem ser investigados, mas se a mulher não tem conhecimento da gravidez ela pode achar que está menstruando, mascarando a gravidez e protelando esse diagnóstico de gestação’’, finaliza.

‘Eu não sabia que estava grávida’

Além de Klara Castanho, outras milhares de brasileiras também foram surpreendidas com um teste positivo para a gravidez no final da gestação. Uma delas é a estudante de Gestão Empresarial, Suzana Dias (21).

Em 2019, Suzana era recém-formada no ensino médio e começou a namorar com um colega. ‘’Foi meu primeiro namorado. A gente não se cuidava, né? Eu não tomava remédio nem nada. A gente sabia que poderia ter o risco de acontecer [uma gravidez], mas a gente nunca imagina. Eu era muito nova e apaixonada’’

maeSuzana e Lorenzo, seu filho ‘surpresa’

Durante todo o ano, a jovem não teve nenhum sintoma ou mudança corporal. ‘’Eu fiz o teste de farmácia e todos deram negativos. Eu percebi que estava engordando. Eu não passei mal’’.

Na véspera do natal de 2019, a estudante resolveu fazer o teste Beta HCG, exame médico indicado para casos de suspeita de gravidez. No resultado, a surpresa: ela estava grávida.

‘’Fiquei muito nervosa por causa do medo, né? Tinha muito medo de contar para os meus pais e para os meus familiares. Não sabia de quantos meses eu estava e nem tinha muita barriga’’.

Apavorada, a jovem decidiu não contar sobre a gestação para a família. Os pais de Dias só descobriram o fato um mês depois. ‘’Contei para meus pais no dia 20 de janeiro. No dia 21, eu fiz meu primeiro ultrassom e descobri que eu estava grávida de 9 meses’’.

Dois dias depois, Suzana deu à luz ao filho. Com 4 quilos e 49 centímetros, Lorenzo Dias nasceu com muita saúde: ‘’Hoje em dia a gente brinca falando que minha gravidez foi de 3 dias, porque eu contei para os meus pais numa segunda-feira, e, na quinta, o bebê nasceu’’.

Mãe surpresa

Depois da surpresa de uma gravidez silenciosa, a maior dificuldade de Suzana foi de se adaptar à nova realidade: em menos de um mês, ela se tornou mãe:  ‘’Tadinho, ele não tinha ele quase não tinha roupa porque foi muito rápido o processo’’

Do dia para a noite, a vida de Suzana se transformou completamente. Noites de sono foram trocadas por madrugadas de amamentação; o banho longo depois de um dia cansativo se torna uma ducha rápida; as prioridades de antes, é claro, ficaram no passado.

‘’Num dia, eu era uma jovem normal, né? E no outro, mãe, então foi muito complicado’’.

Além da maternidade inesperada, a estudante também teve que lidar com críticas e julgamentos. Familiares e conhecidos alegavam que Dias era ‘’louca’’ e que teria supostamente ‘’escondido a gravidez por meses’’.

Parto de Lorenzo em janeiro de 2020
Parto de Lorenzo em janeiro de 2020

Dois anos depois do parto, Suzana reflete que seus pais foram essenciais em seu processo de descoberta como mãe. ‘’Sem eles sem o apoio deles, eu não iria conseguir, porque a mãe solteira infelizmente é muito julgada’’.

Para as futuras mamães, a jovem afirma que o cuidado com a saúde mental e a ajuda da família são fundamentais. ‘’Meu conselho também é não ligar muito para a opinião dos outros. Eu sei que é difícil. Eu sei que na hora a gente fica muito frustrada, a gente fica assustada, porque a nossa reação’’.

‘’Eu sei o quanto é difícil. Mas o conselho que eu dou é nunca desistir, sabe? Sempre siga em frente. Nunca tenha vergonha de sua gravidez’’, finaliza.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana