mato grosso

Curso de especialização gratuito em Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional

Publicados

em

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) abre processo seletivo para o curso de especialização em Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional, a ser ofertado no Câmpus Universitário de Sinop. Com carga horária de 420 horas, o curso terá duração de 20 meses e será ofertado de forma gratuita, não havendo cobrança de inscrição no processo seletivo ou de mensalidades.

Clique aqui para acessar edital completo.

São ofertadas 40 vagas, para portadores de diploma de curso superior em qualquer área do conhecimento. Destas, cinco são destinadas a servidores efetivos ou contratados vinculados a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) e 35, para ampla concorrência.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas no período de 19 de maio a 18 de junho, exclusivamente pelo endereço eletrônico: [email protected]

O candidato deverá encaminhar os seguintes documentos (em PDF): Ficha de inscrição preenchida e assinada (conforme edital); RG, CPF e Certificado de reservista (para o sexo masculino); Comprovante de vínculo (somente para servidores da Seciteci); Diploma de curso de graduação ou declaração de conclusão; Histórico escolar da graduação; Barema preenchido e comprovado.

O processo seletivo ocorrerá em duas etapas: realização de inscrição (eliminatória) e avaliação de barema (classificatória).

Estrutura do curso

As ações formativas serão desenvolvidas na modalidade remota enquanto durarem as restrições impostas pela pandemia de Covid-19, retornando-se à modalidade presencial assim que forem suspensas. As disciplinas serão ofertadas por meio de módulos, sendo um por mês, nas quintas e sextas-feiras no período noturno e sábado nos períodos matutino e vespertino.

O corpo docente da especialização é formado por professores da Unemat e convidados de outros órgãos ou Instituições Públicas de Ensino Superior que possuem reconhecida qualificação e atuação na área das Ciências Humanas.

O curso terá início em 9 de julho, com a oferta da primeira disciplina em 22 e 23 do mesmo mês.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Serviço de vistoria veicular é ampliado em Mato Grosso

Publicados

em


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) já conta com 65 empresas especializadas em vistoria veicular credenciadas em todo Estado, ampliando a oferta do serviço para 41 municípios. Com isso, o cidadão tem a opção de realizar o serviço nas unidades do Detran ou procurar alguma dessas empresas para fazer a vistoria do veículo. CONFIRA AQUI AS EMPRESAS CREDENCIADAS

“O credenciamento das empresas especializadas em vistoria veicular demonstra o compromisso do Governo do Estado em criar mecanismos para desburocratização e descentralização do serviço do Detran para facilitar a vida do cidadão”, destacou o presidente do órgão, Gustavo Vasconcelos.

As vistorias feitas por essas empresas podem ser utilizadas para o processo de transferência de propriedade do veículo, processo de mudança da Placa de Identificação Veicular (PIV), nos processos de alteração de características do veículo, substituição de motor, regravação de chassi, entre outros que exijam a apresentação de vistoria veicular.

Neste momento de pandemia do Covid-19, H3N2, Influenza, o cidadão que precisa realizar o serviço de vistoria veicular e quer evitar deslocamento, pode solicitar o atendimento domiciliar para a realização do serviço junto a essas empresas credenciadas. 

No Detran, a vistoria é realizada na sede da Autarquia, em Cuiabá, na vistoria pesada, no Distrito Industriário, na Ciretran de Várzea Grande e demais 62 Ciretrans, e nas agências municipais no interior do Estado.

Para realizar o serviço nas unidades do Detran é necessário fazer agendamento prévio através do site do órgão (www.detran.mt.gov.br).  

Somente em 2021 foram realizadas 596.528 vistorias em veículos. Desse total 306.102 foram feitas por empresas credenciadas.

Vistoria

O serviço de vistoria tem como objetivo verificar a autenticidade da identificação do veículo e de sua documentação, legitimidade da propriedade, se o veículo dispõe de equipamentos obrigatórios e se estes estão funcionando; alterações das características originais do veículo e de seus agregados. E, caso constatada alguma alteração, se esta foi autorizada, regularizada e se consta no prontuário do veículo na repartição de trânsito.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana