Covid-19

Cuiabá está entre as cidades menos vulneráveis ao coronavírus no Brasil

A capital do Estado de Mato Grosso é a única a figurar entre as dez menos vulneráveis.

Publicado

Cuiabá é a sexta cidade com os melhores índices | Foto: Drone Cuiabá

Um estudo realizado pelo Instituto Votorantin listou os municípios mais e menos vulneráveis à pandemia de Covid-19 . No topo da lista das cidades mais suscetíveis a complicações decorrentes do novo coronavírus (Sars-Cov-2) está  Mojuí dos Campos, no Pará. Entre as menos vulneráveis, destaque para São Bernardo do Campo, cidade da região metropolitana de São Paulo, no segundo lugar seguida de Nova Lima, em Minas Gerais.

O levantamento levou em consideração atos públicos de diferentes bases, como a do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Sistema Único de Saúde (SUS), Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANSS).

O que faz classifica uma cidade como mais ou menos menos vulnerável? Entre os índices mais importantes, estão número de leitos disponíveis na UTI e de respiradores . No entanto, o IVM também considera fatores como a proporção da população idosa, o PIB per capita e a situação fiscal da cidade. O Índice varia de 0 a 100: quanto mais alto o valor, maior é a vulnerabilidade.

Veja também: Com mais 19 mil casos, Brasil já é o terceiro país mais atingido pela Covid-19

As cidades com o maior índice de vulnerabilidade estão concentradas nas regiões Norte e Nordeste , encabeçadas pelo município de Mojuí dos Campos, no Pará. A cidade possui apenas 10 leitos de UTI e o mesmo número de respiradores. Em seguida estão Wanderley, com nenhum leito e três respiradores e Ibirataia, com 8 leitos de UTI por 100 mil habitantes e 13 respiradores para a mesma proporção.

São Bernardo do Campo (SP) e Nova Lima (MG) , a segunda e a terceira cidades brasileiras menos vulneráveis , possuem, respectivamente, 27 e 23 leitos de UTI para cada 100 mil habitantes, e 56 e 41 respiradores na mesma proporção, respectivamente.

No Pará, onde fica o município de maior vulnerabilidade, o governador Hélder Barbalho anunciou na última sexta-feira (16) a prorrogação do  lockdown , fechamento total das atividades, em vigor em dez cidades, incluindo a capital Belém, até 24 de maio.

Leia mais: “Quem tem juízo escute a medicina”, rebate Mandetta sobre ‘tubaína’ de Bolsonaro

O estado já registrou 10.867 casos de coronavírus e 1.063 mortes pela doença. No Brasil, já são 218 mil casos e 14.817 óbitos segundo o último balanço.

Veja as 10 cidades mais vulneráveis

  1. Mojuí dos Campos – PA
  2. Wanderley – BA
  3. Ibirataia – BA
  4. Sítio do Quinto – BA
  5. Jussiape – BA
  6. Delmiro Gouveia – AL
  7. Ubaitaba – BA
  8. São Francisco – MG
  9. São Raimundo Nonato – PI
  10. Faro – PA

As 10 cidades menos vulneráveis

  • Colina (SP)
  • São Bernardo do Campo (SP)
  • Nova Lima (MG)
  • Flores da Cunha (RS)
  • Colômbia (SP)
  • Cuiabá (MT)
  • Extrema (MG)
  • Porto Reral (RJ)
  • Olímpia (SP)
  • Gavião Peixoto (SP)

Saiba mais: Dois estudos sugerem que anticorpos podem neutralizar Covid-19

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Apesar da pandemia, estreia de anime atrai milhões de japoneses ao cinema

Publicado


source
Recorde de bilheteria em cinemas no Japão
Reprodução/Shopping Praiamar

Recorde de bilheteria em cinemas no Japão

A estreia de “Demon Slayer: Kimetsu no Yaba the Movie: Infinite Train” , filme lançado na última sexta(16) no Japão registrou recordes de bilheteria de cinema no país.

3,4 milhões de pessoas , que representam 3% de toda a população do país asiático foram aos cinemas no último fim de semana para assistir a animação, que conta a história de um jovem que se torna um lutador que caça demônios, baseado em um mangá (quadrinhos de origem japonesa) muito popular no Japão.

No início da pandemia, as salas de cinema ficaram fechadas , mas aos poucos foram reabertas com a retirada de restrições, e apesar dos registros de infecção estarem estáveis na casa das centenas, os estabelecimentos estão abertos com metade de sua capacidade total.

O país nipônico já registrou 93.933 casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e 1.679 mortes . Na última terça(20), foram 353 novos casos e 2 mortes .


Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana