mato grosso

Cuiabá comemora 302 anos com investimentos do Governo em infraestrutura viária, esportiva, educacional e na área de saúde

Publicados

em


A população cuiabana comemora o 302º aniversário da capital mato-grossense, nesta quinta-feira, 8 de abril, com ações do Governo do Estado em infraestrutura viária, esportiva, educacional e na área de saúde, cujos investimentos exclusivamente estaduais somam mais de R$ 313 milhões, além de R$ 207,5 milhões de recursos federais para a retomada do Hospital Universitário Júlio Muller.

Entre as realizações estão obras remanescentes da Copa do Mundo de 2014, como a Avenida Parque dos Barbados e o Centro Olímpico da UFMT, entregues em 2020; e também de outras gestões, como a Estrada do Coxipó do Ouro, o Residencial Nico Baracat e a duplicação de trecho da rodovia Helder Cândia (Estrada da Guia).

Obras entregues

Com 1,6 quilômetro de extensão, a Avenida Parque do Barbado, que deveria ser entregue há sete anos, foi finalmente concluída em 2020. Os investimentos foram de R$ 29,33 milhões e a obra interligou as Avenidas Fernando Correa da Costa e Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho).

Obra remanscente da Copa do Mundo, a  Avenida Parque do Barbado foi inaugurada em 2020 – Marcos Vergueiro 

Também em 2020, o Governo do Estado, por meio da Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística) concluiu a duplicação de 4,9 quilômetros da MT-010 (Rodovia Arquiteto Helder Cândia), no trecho entre o entroncamento da estrada para Chapada dos Guimarães e o trevo de acesso ao Rodoanel. Com investimentos de R$ 38,2 milhões, a rodovia ainda recebeu drenagem, sinalização, paisagismo, iluminação e ciclovia.

Duplicação da Rodovia Arquiteto Helder Cândia, a Estrada da Guia – Marcos Vergueiro  

E após décadas de espera, os moradores da comunidade do Coxipó do Ouro foram interligados à Capital por asfalto. Em dezembro do ano passado, o Governo do Estado concluiu a pavimentação de 8,5 quilômetros, com uma ciclovia de 7,76 quilômetros entre a MT-251 (Estrada para Chapada dos Guimarães) e a entrada do distrito. Foram investidos R$ 10,5 milhões.

Além disso, o governo concluiu a restauração do asfalto e melhorias na infraestrutura da Trincheira do Complexo Viário do Tijucal, como substituição de drenos cuja eficiência estava comprometida. Foram investidos R$ 32,9 milhões.

Após três décadas de espera, comunidade do Coxipó do Ouro teve sua estrada asfaltada – Michel Alvim  

Outra obra remanescente da Copa do Mundo, o COT (Centro Olímpico de Treinamento) da UFMT, com 5,4 mil m2 de área construída e capacidade para 1.500 pessoas, foi concluído em janeiro de 2020. Com investimentos de R$ 17,1 milhões, o espaço conta com pista de atletismo com padrão internacional, campo de futebol com quatro torres de iluminação, banheiros, inclusive para pessoas com deficiência, salas de aula, camarotes, lanchonete, sala antidoping, auditório, elevador com acessibilidade e mirante.

Outra obra remanescente da Copa do Mundo, COT da UFMT foi finalmente concluído – Mayke Toscano 

Em junho de 2019, após cinco anos de espera, 360 famílias receberam as chaves de sua casa própria no Residencial Nico Baracat, cujos investimentos totais foram de R$ 22,386 milhões. Responsável pelas obras de drenagem e esgoto no bairro Osmar Cabral, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 6 milhões na conclusão do residencial.

Na área de Saúde, o governo assumiu a gestão do Hospital Estadual Santa Casa, após paralisação dos serviços no primeiro semestre de 2019. Até então, uma instituição filantrópica, o hospital foi totalmente modernizado e ampliado, com investimentos de R$ 3 milhões em recursos próprios do Estado. Atualmente, a unidade é uma das referências para o tratamento dos pacientes da Covid-19.

Obras em execução

Mais uma obra remanescente da Copa do Mundo de 2014, os 3,67 quilômetros da Avenida Oito de Abril receberam investimentos de R$ 27,2 milhões, para execução dos serviços de pavimentação, ciclovia, reconstrução de calçadas e passeios, contenção em trechos com risco de desabamentos, reforço no fundo do canal e lajes das rotatórias nas Avenidas Senador Metello, Ranulfo Paes de Barros e Barão de Melgaço, além de paisagismo e iluminação. Sua conclusão está prevista para este ano.

Outro trecho da MT-251, com 44 quilômetros interligando Cuiabá à Chapada dos Guimarães, passa por restauração. Com investimentos de R$ 13,19 milhões, a obra é realizada entre o Trevo do Manso (entroncamento da MT-351) e Chapada dos Guimarães.

Iniciada em outubro do ano passado, a ponte de concreto sobre o Rio Bandeira (na MT-400), vai atender a um pedido antigo dos moradores da região, será de fundamental importância na interligação entre as comunidades de Porto das Bandeiras, Tarumã e Sucuri, além de propiciar o acesso à Capital por um caminho mais seguro.

O investimento na construção da ponte, que terá 40 metros de extensão, é de R$ 2,2 milhões. A Sinfra já concluiu a fundação, blocos e pilares de sustentação e a previsão de término é para 2024.

Saúde

Além do Hospital Estadual Santa Casa, o governo retomou as obras do Hospital Universitário Júlio Muller, considerada pelo governador Mauro Mendes um compromisso de sua gestão. Com 58,5 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 147 hectares (1,47 milhão de m2) e localizado no KM 16 da MT-040, entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger, o novo hospital já conta com cerca de R$ 96 milhões do Ministério da Educação (MEC) assegurados. Ao todo serão investidos R$ 207,485 milhões. A contrapartida do Estado também já está garantida.

Obras do Hospital Universitário Júlio Muller foram retomadas – Marcos Vergueiro 

Também foram retomadas as obras do Hospital Central, após mais de três décadas paralisadas. O investimento será de R$ 92,9 milhões somente na construção do hospital, que conta com um cronograma de aproximadamente 22 meses de execução, com previsão de entrega para novembro de 2022.

O Governo do Estado ainda investe R$ 14,1 milhões na reforma e ampliação do Hospital Adauto Botelho, cuja previsão de conclusão é novembro deste ano, além R$ 665,8 mil em melhorias estruturais do Centro de Atenção Psicossocial Adauto Botelho (Lar Doce Lar).

Educação

Uma escola nova e duas em reformas, com investimentos somando R$ 13,425 milhões, das quais duas estão previstas para serem entregues na próxima semana, vão reforçar o ensino nos bairros cuiabanos.

No bairro Pedra 90, será inaugurada nos próximos dias a recém-construída Escola Estadual Mário de Castro, com 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Investimento de R$ 7,831 milhões.

A nova EscolaEstadual Mario de Castro, no bairro Pedra 90, Mayke Toscano 

E no bairro Coophema, na região do Coxipó, será inaugurada a Escola Estadual Hermelinda de Figueiredo reformada e com refeitório novo. O investimento é de R$ 2,725 milhões; enquanto a também escola estadual Cleinia Rosalina de Souza, no bairro Residencial Itamarati passa por uma reforma geral. Investimento de R$ 2,869 milhões.

Gasoduto

No início de março deste ano, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), da MT Gás e MT Par, deu ordem de serviço ao projeto executivo do gasoduto no Distrito Industrial de Cuiabá, para, dentro de três meses, licitar obra, cujo prazo de conclusão é final de 2022. A previsão de investimentos é de R$ 13 milhões em toda a obra.

O gasoduto tem um ramal inicial de 27,5 quilômetros para atender à demanda de três milhões de metros cúbicos ao mês de três a cinco anos, podendo chegar a 6 milhões de metros cúbicos de consumo mensal.

Atualmente, o Distrito Industrial de Cuiabá sedia 260 empresas, entre as quais cerca de 70 indústrias poderão ser beneficiadas com o gás natural.

(*) Colaboração das assessorias de imprensa da Sinfra, SES e Seduc

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Dom Aquino comemora 63 anos com ações do Governo em infraestrutura e agricultura familiar

Publicados

em


Dom Aquino, no Vale do Rio São Lourenço, 8.171 habitantes, distante 172 quilômetros de Cuiabá no sentido sudeste, comemora 63 anos como município nesta quarta-feira, 14 de abril, com ações do Governo do Estado em infraestrutura e agricultura familiar.   

Por meio da Sinfra/MT (Secretaria de Infraestrutura e Logística), foram restaurados 67,5 quilômetros da rodovia MT-344, entre o entroncamento da BR 070 com a MT-140, em Campo Verde, e o entroncamento da BR 163/364, em Jaciara, passando por Dm Aquino.  Foram investidos R$ 45,276 milhões nesta obra.

Uma parceria com o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental da Região Sul (Cidesasul) é responsável pela manutenção de duas rodovias que cortam o município – MT-454 e MT-260. É parte de um total de 231,32 quilômetros de rodovias não pavimentadas em sete municípios da região, cujos investimentos somam R$ 14,6 milhões do Governo do Estado e R$ 147 mil de contrapartida do consórcio.

Agricultura familiar

Por meio da SEAF (Secretaria de Estado de Agricultura Familiar), Dom Aquino recebeu dois resfriadores de leite com capacidade de até mil litros, de um total de 200 unidades distribuídas a 62 municípios mato-grossenses. Investimentos de R$ 2,1 milhões, dos quais R$ 1,6 milhão do Estado e R$ 499 mil de emenda parlamentar estadual.

Município recebeu dois resfriadores de leite com capacidade de até mil litros – Secom/MT

Saúde e repasses – A SES (Secretaria de Estado de Saúde) repassou ao município 700 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 30.111 comprimidos, entre azitromicina (3.860), ivermectina (2.944) e dipirona (23.307), também distribuído em gotas, com 572 frascos.                  

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 14,4 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab, além de R$ 1,938 milhão em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares, entre 2019 e 2020.

Economia

Segundo o IBGE, o setor agropecuário, com R$ 208,3 milhões, respondeu por 56,5% do PIB (Produto Interno Bruto) Municipal de 2018, avaliado em R$ 368,558 milhões. Serviços (R$ 70,545 milhões), administração pública (R$ 49,68 milhões), impostos (R$ 23,03 milhões) e indústria (R$ 16,99 milhões) fecham a soma. O PIB per capita, de R$ 44.951,64, é o 37º de Mato Grosso.

Um plantel de 3.677 vacas ordenhadas, de um rebanho bovino com 105,9 mil cabeças, produziu, em 2019, 4,345 milhões de litros de leite, abastecendo o laticínio local. A pecuária dom-aquinense conta ainda com um rebanho galináceo com 71,2 mil cabeças, da quais 4,3 mil galinhas e 23 mil dúzias de ovos; 5.894 suínos, 2.230 equinos e 1.459 ovinos, além de uma produção de 135,8 mil toneladas de peixes em cativeiro.

Vizinha de grandes produtores agrícolas como Campo Verde e Primavera do Leste, Dom Aquino tem no algodão (92,4 mil toneladas), no milho (99,7 mil toneladas) e na soja (112,3 mil toneladas), o carro-chefe de sua agricultura. Produz ainda abacaxi, banana, borracha e mandioca.

É o terceiro maior município mato-grossense plantador de eucalipto, com uma área de 14,5 mil hectares em 2019 e produção de 37 mil m3 de lenha, por silvicultura.

O município abriga também uma envasadora de água mineral.

História

Há um século, garimpeiros se fixaram na região, iniciando a povoação do atual município, cujo primeiro nome foi Mutum, por causa da abundância do  pássaro.

Foi emancipado em 1958, de Poxoréo, ainda com este nome, alterado, em 1965, para Dom Aquino, em homenagem a Dom Francisco de Aquino Corrêa, arcebispo de Cuiabá e governante mato-grossense. Em 1985 foi criado o distrito de Campo Verde sob sua responsabilidade, mas emancipado três anos depois, em 1988. Atualmente conta com o distrito de Entre Rios.

Segundo o site da prefeitura, conta com fontes de águas cristalinas e tem potencial para o turismo de aventura – especialmente em tempos normais -, por causa de seus cânions, cavernas e cachoeiras, que oferecem opções para a prática de rapel, escalada e trilhas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana