BRASIL E MUNDO

CPI da Covid: Pazuello alega suspeita de Covid-19 e comunica que não vai depor

Publicados

em


source
Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde
Tony Winston/MS

Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , comunicou à CPI da Covid que não deve comparecer presencialmente ao seu depoimento, marcado para esta quarta-feira.

Segundo o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (REDE-AP), Pazuello alega que teve contato com pessoas com suspeita de Covid-19 e, por isso, não pode comparecer ao Senado.

A comissão , que se reúne hoje para as oitivas dos ex-ministros da Saúde Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta, deve deliberar em breve sobre como proceder diante do comunicado de Pazuello.

Pazuello já foi contaminado pela Covid-19 e ficou afastado do Ministério da Saúde no período de recuperação. A contaminação anterior não exclui o risco de recontaminação.

No último fim de semana,  Pazuello participou de uma reunião reservada dentro do Palácio do Planalto com assessores do governo federal. Fora da agenda pública, o encontro ocorreu no sábado e tinha como objetivo treinar o militar para participar da sessão na CPI.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Autor do ataque a creche em SC se encontra em estado grave no hospital

Publicados

em


source
Fabiano, de 18 anos, foi o autor do ataque na creche em SC
Reprodução

Fabiano, de 18 anos, foi o autor do ataque na creche em SC

Em Florianópolis , em Saudades, o estado de saúde do responsável pelo ataque a facadas que matou cerca de cinco pessoas , Fabiano Kipper Mai , de 18 anos, é grave e ele se encontra entubado e sedado. As informações foram apuradas pelo Metrópoles.

Segundo a mais recente atualização de seu boletim médico, ele tentou suicídio após matar três crianças, uma professora e uma funcionária do ensino infantil de Santa Catarina.

Primeiramente, ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Pinhalzinho, cerca de 11 quilômetros do local do ataque. Em seguida, por questões de segurança, foi realocado para outra unidade de saúde, em Chapecó.

De acordo com a direção do Hospital de Pinhalzinho, a transferência do criminoso ocorreu devido ao possível linchamento que ele poderia receber dos residentes da região. Ainda na escola, Fabiano tentou suicídio com uma espada que também foi usada durante ataque.

A Polícia Civil de Santa Catarina é a responsável pelo andamento das investigações. Ainda não se sabe a motivação do crime , se foi por desavenças ou problemas pessoas do autor do ataque. Ele não apresenta ligação com os profissionais da creche e nem com as crianças.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana