POLÍTICA NACIONAL

Covid-19: governo reconhece calamidade pública na Bahia e no Ceará

Publicado


O governo federal reconheceu o estado de calamidade pública na Bahia e no Ceará em razão da pandemia da covid-19. A portaria da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União.

O reconhecimento de situação de emergência ou estado de calamidade pública pelo governo federal reduz a burocracia e facilita, a estados e municípios, o acesso aos recursos da União para ações de socorro. 

Balanço divulgado neste domingo (25) pela Secretaria de Saúde da Bahia mostra que o estado registrou 691 novos casos da covid-19, nas últimas 24 horas. No total, o estado acumula 344.705 casos, desde o início da pandemia. O boletim traz ainda o registro de 22 novas mortes, totalizando 7.475 óbitos no estado.

No Ceará, o boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem (25), aponta 872 novos casos e dois óbitos registrados nas últimas 24 horas no estado. O estado acumula 270.264 casos, e as mortes já chegam a 9.248.

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Comissão mista da Covid-19 quer ouvir ministro da Saúde sobre testes e vacinas

Publicado


Depositphotos
Saúde - coronavírus - Covid-19 - pandemia - vacina - vacinação - Vacina chinesa - vacina russa
A comissão quer discutir com o ministro da Saúde a compra de vacinas em desenvolvimento por diferentes laboratórios

A comissão mista que acompanha as ações do governo federal no enfrentamento à pandemia de Covid-19 aprovou nesta terça-feira (24) a realização de audiência pública com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir testes e vacinas.

Os senadores Eliziane Gama (Cidadania-MA) e Wellington Fagundes (PL-MT) querem ouvir Pazuello sobre o estoque de testes de Covid-19 que podem perder a validade. O assunto será tema, amanhã, de reunião de comissão externa da Câmara dos Deputados.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) sugeriu debate com o ministro sobre a eventual compra de vacinas em desenvolvimento por diferentes laboratórios. Entre outros pontos, ele quer informações sobre a inclusão no Programa Nacional de Imunizações.

Sem data
O presidente da comissão mista, senador Confúcio Moura (MDB-RO), disse que discutirá uma data com o ministro da Saúde. O colegiado já agendou uma reunião com Eduardo Pazuello para o dia 7 de dezembro, para discutir os gastos na pandemia.

O relator da comissão mista, deputado Francisco Jr. (PSD-GO), pretende apresentar o parecer no dia 16 de dezembro. Antes, no dia 14, o colegiado deve ouvir pela última vez o ministro da Economia, Paulo Guedes. A votação do relatório final está prevista para o dia 18.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Roberto Seabra

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana