economia

Correios do Paraná vive surto de Covid-19, mas empresa esconde, diz sindicato

Publicados

em


source
Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios
Agência Brasil

Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios


O Sintcom-PR (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Comunicações Postais, Telegráficas e Similares do Paraná) denunciou que os Correios estão escondendo um surto de Covid-19 dentre seus funcionários do Paraná . o Centro Internacional de Cargas que fica em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba não está monitorando os casos entre funcionários da unidade.

A Secretaria de Saúde da prefeitura de Pinhais afirmou que identificou um surto do contágio do novo coronavírus no local no final de maio. 77 casos foram confirmados entre os funcionários desde então. O órgão afirmou, por meio de nota, que os Correios adotaram medidas para conter a disseminação do vírus. 

Em nota ao UOL, os Correios no Paraná afirmaram que o sindicato mentiu e que dissemina “notícias infundadas, que geram preocupação desnecessária à população”.


540 dos 660 funcionários do Centro são terceirizados, diz o sindicato . Os empregados vão ao trabalho mesmo sabendo que estão infectados porque, se não forem, têm o salário descontado ainda que apresentem atestado.

Funcionários têm usado as redes sociais para denunciar a falta de condições de higiene, como banheiros sem água disponível, aglomerações nos setores e pouco álcool em gel disponível.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Oito em cada 10 brasileiros buscaram crédito na pandemia, diz pesquisa

Publicados

em


source
Brasileiro buscam crédito para pagamento de dívidas e compra de alimentos
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Brasileiro buscam crédito para pagamento de dívidas e compra de alimentos

Uma pesquisa feita pelo Serasa em parceria com Opinion Box aponta que 79% dos brasileiros buscaram créditos durante a pandemia. Segundo o levantamento, as tentativas de obter ajuda financeira se devem à crise econômica provocada pela pandemia de Covid-19, que geraram aumento do desemprego e reajustes nas contas diárias.

O estudo ressalta que a maioria dos brasileiros procurou o cartão de crédito como opção para gastos durante à crise. 62% da população usou o crédito para compras em supermercados, com preferência para alimentação e higiene pessoal. O uso do cheque especial também foi direcionado para gastos domiciliares. 

Outra forma encontrada pelos brasileiros para encarar à crise foi a contratação de empréstimos pessoais ou consignados. Os valores foram destinados para pagamentos de dívidas. Já financiamentos foram usados na compra de carros ou casas. 

Recusa de crédito 

Segundo Serasa, cerca de 37% da população que solicitou crédito especial tiveram seus pedidos recusados por bancos e financeiras durante a pandemia. Cerca de 40% tiveram a recusa por falta de renda mensal ou baixa possibilidade de pagamento do empréstimo. Já 35% dos créditos recusados foram por inadimplência de clientes. 

A maioria dos recusados buscaram alternativas digitais, como empréstimos em corretoras ou bancos digitais. Enquanto outros tentaram buscar valores com amigos ou parentes e 28% desistiram das tentativas de crédito. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana