TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Corregedoria promove Páscoa das crianças e adolescentes acolhidos

Publicados

em


A Corregedoria-Geral de Justiça do Estado do Mato Grosso (CGJ-MT), por meio da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja) realiza comemoração da Páscoa para crianças acolhidas nas casas lares de Cuiabá e Várzea Grande. Foram entregues chocolates para as crianças e adolescentes como forma de lembrar a data da celebração pascal.

 
Os advogados Lorena Gagaglione e Yendis Costa, atuaram nesta ação como parceiros nas compras dos chocolates. As crianças e adolescentes acolhidos na Casa Cuiabana 2 receberam a visita e ganharam os chocolates, comemorando a Páscoa que será no próximo domingo (17/4). A ação também contou com o apoio da juíza auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ), Christiane da Costa Marques Neves e a secretária-geral da Comissão Estadual Judiciária de Adoção do Estado de Mato Grosso (Ceja), Elaine Zorgetti Pereira, acompanhou todo o evento.
 
Elaine ressaltou a imensa alegria de ter parceiros, pois assim, todos os anos são possíveis realizar o evento da “Comemoração da Páscoa dos Acolhidos”, não só para celebrar a Páscoa, mas também para lembrar-se da existência deles. Pois precisam da convivência familiar e social, tendo um dia de alegria, um dia para adoçar a vida. Em especial para as crianças acima de oito anos e para os adolescentes. “É muito importante ter parceiros dispostos a ajudar, só assim, ações como esta podem ser realizadas.” Também citou que uma das madrinhas provedoras, Elaine Pelicano, ajudou na ação.
 
Com a voz embargada e visivelmente emocionada, a advogada Lorena disse que a maioria das crianças presentes, tem a idade da sua filha, o que a deixou com o coração “apertado”. “Muitas vezes essa é uma realidade que a gente ignora, e ajudar é muito bom, muito bom mesmo. É bom para nós e para eles. Aqui, recebi abraços, e faz tempo que eu não sentia isso”. Declarou.
 
 
Para o advogado Yendis, o sentimento de pertencimento o motiva, pois não é só doar os chocolates, mais também o seu tempo, sua vida para estar ali. E deseja fazer muito mais. “Vamos tentar reunir com as comissões da AOB, para fazer um intercambio, com a Corregedoria e a OAB para tornar isso mais público, para que outras pessoas possam saber desse projeto e auxiliar”.
 
 
Patrícia Carla Cardoso, assistente social da Casa Lar 2, lembrou-se dos benefícios das visitas e das doações comemorativas para os acolhidos. “É muito importante ter ações como essa, pois é um momento de socialização e interação. Deixando-os totalmente animados e se sentindo pertencentes à sociedade”, disse a assistente social.
 
 
Durante a visita, foram dadas mais informações sobre o Programa Padrinhos, que consiste em auxiliar crianças acima de oito anos que ficam nas casas lares. Assim surgiu a ideia de unir-se com a Corregedoria-Geral e com a comissão da OAB, para abraçarem o projeto. Os advogados citaram que uma de suas funções é a de salva guardar a cidadania, a democracia, as ações sociais. Papel esse que eles defendem e usam na profissão, em prol da sociedade, para ajudar as outras crianças do Programa Padrinhos, sendo prestadores de serviço.
 
 
De acordo com o Sistema Nacional de Adoção e Acolhimento (SNA) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Mato Grosso têm 534 crianças e adolescentes acolhidos, destas 51 estão disponíveis para adoção. A entrega dos chocolates nesta data comemorativa será realizada em todas as unidades de Cuiabá e Várzea Grande. Sendo um total de 99 crianças e adolescentes.
 
 
Ações desta natureza contam com o apoio da juíza da 1ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, Gleide Bispo Santos, e do juiz da Vara Especializada da Infância e Juventude de Várzea Grande, Carlos José Rondon.
 
 
Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual.
Descrição das imagens: Imagem 1: Foto colorida com uma mulher de cabelo liso cumpridos usando óculos com a armação preta a camisa é branca e de alça preta.
Imagem 2: Foto colorida com um homem de óculos, usando terno cinza e gravata.
Imagem 3: Foto colorida com uma mulher sorrindo e de cabelos ruivos, usando um blazer marrom e camisa com tom azulado.
Imagem 4: Foto colorida com uma criança sentada na mesa de vestido rosa e comento chocolate com os dedos na boca e as mãos lambuzadas.
Imagem 5: Foto colorida com uma mulher de pele clara, cabelos negros, olhos azuis, em pé, sorrindo, usando uma blusa preta com listras brancas.
Imagem 6: Foto colorida com a advogada ao lado da criança que está comendo o chocolate.
Imagem 7: Foto colorida com o advogado entregando o chocolate para uma adolescente, ambos estão em pé.
 
 
Assessoria de Comunicação CGJ
 

 

Comentários Facebook
Propaganda

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Judiciário oferecerá oficinas de Empreendedorismo para jovens que cumprem medidas socioeducativas

Publicados

em

O Poder Judiciário de Mato Grosso realizará a partir desta terça-feira (16 de agosto) o ‘Ciclo de Oficinas no Socioeducativo: Arte e Empreendedorismo na Socioeducação’, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SESP).
 
O evento é uma iniciativa do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo de Mato Grosso (GMF), que oferecerá palestras e oficinas de empreendedorismo, de 16 de agosto a 23 de setembro, aos (às) adolescentes que cumprem medida socioeducativa na unidade masculina e feminina do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Cuiabá, Complexo Pomeri.
 
A ação tem o objetivo de oportunizar novas possibilidades e perspectivas aos adolescentes a partir do empreendedorismo. Eles aprenderão a criar uma marca, fazer gestão das redes sociais da empresa, precificar produtos, comercializar a mercadoria e demais assuntos relacionados ao ato de empreender, para que assim possam, em liberdade, garantir um novo futuro.
 
A entrega do projeto será de um plano para micro ou pequeno negócio pronto para a execução e com a identidade visual. Os cursos serão realizados por meio de parceria no formato voluntariado, com profissionais que irão ministrar cursos gratuitamente para oficinas de artesanato, culinária, danças étnicas e operacionalização de eventos, com a finalidade de promover aos adolescentes, por meio da capacitação e apoio técnico, oportunidades de emprego, geração de renda e inclusão social.
 
Palestra Magna – Após o início das atividades, os jovens participarão no dia 19 de agosto da ‘Palestra Magna: Autoestima e Empreendedorismo’, com a presença do supervisor do GMF, desembargador Orlando Perri. Serão oferecidas oficinas para produção de mandalas, tortas de frango no pote e restauração de móveis.
 
Também será disponibilizado aos jovens todo material de apoio com conteúdos relacionados às oficinas. A ideia do projeto do Judiciário é que as ações possam ser expandidas futuramente para todas as Comarcas que possuam unidades do Socioeducativo no Estado.
 
 
Marco Cappelletti
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana