Saúde

Coronavírus avança em Mato Grosso; oito mortes nas últimas 24 horas

Três mortes foram notificadas pelo município de Várzea Grande e duas pelo município de Cuiabá. Os demais óbitos envolvem residentes de Confresa, Rondonópolis e Tangará da Serra.

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) recebeu, na manhã desta terça-feira (02.06), a notificação de mais oito mortes por Covid-19 em Mato Grosso. No total, já são 75 óbitos no Estado.

Três mortes foram notificadas pelo município de Várzea Grande e duas pelo município de Cuiabá. Os demais óbitos envolvem residentes de Confresa, Rondonópolis e Tangará da Serra.

De acordo com os Boletins da SES, as outras mortes causadas em decorrência da Covid-19 em Mato Grosso envolveram pessoas dos municípios de Lucas do Rio Verde, Cáceres, Aripuanã, Rondonópolis, Cuiabá, Barra do Garças, Mirassol D’ Oeste, Sinop, Rio de Janeiro, Nova Mutum, Várzea Grande, Vale de São Domingos, Querência, Ponte Branca, Chapada dos Guimarães, Andradina (SP), Alto Boa Vista, São Pedro da Cipa, Juína e Curvelândia, Cotriguaçu, Pontes e Lacerda, Juara, Alta Floresta, Alto Araguaia, Jauru, Jangada e Acorizal.

As informações oficiais sobre os óbitos constarão no Boletim Informativo desta terça-feira (02), divulgado a partir das 17h.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Homem dos EUA acredita ser o primeiro vacinado contra Covid-19 com sucesso

Publicado


source
Vacina ainda está em teste
undefined

Vacina ainda está em teste

Um homem de Maryland, nos Estados Unidos, acredita ser um dos primeiros vacinados contra a Covid-19 com sucesso. Ele participou de um estudo que relatou ter resultados promissores na produção de anticorpos.

David Rach, o homem em questão, foi a primeira pessoa a ser tratada no estudo da Universidade de Maryland em maio de 2020, onde a gigante farmacêutica Pfizer e a empresa alemã BioNTech estão trabalhando juntas na corrida global para criar uma vacina contra a Covid-19 .

Resultados iniciais mostram que a vacina está funcionando, estimulando o crescimento de anticorpos e taxas iguais ou superiores àquelas de quem tem a doença. “Há um sentimento de alívio, visto que o remédio está produzindo resultados, que a vacina está produzindo anticorpos”, disse Rach ao Daily News .

Rach não pode ter certeza de que recebeu a vacina real ou uma solução salina placebo, mas após uma leve reação de sua segunda dose, ele está convencido de que ele é uma das poucas pessoas no mundo vacinadas contra a Covid-19.

Ele deve ser testado para determinar se ele possui, de fato, imunidade contra a Covid-19 em outubro. Se o teste for bem-sucedido, a Pfizer disse que produzirá 100 milhões de doses antes do final do ano e mais de um bilhão de doses no próximo ano.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana