mato grosso

Consórcios Intermunicipais Vale do Arinos e Vale do Juruena são reativados

Publicados

em


Nesta terça – feira (19), equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec) esteve em Juara (730 km de Cuiabá) e em Juína (734 km de Cuiabá) para a reestruturação dos consórcios intermunicipais Vale do Arinos e Vale do Juruena. A medida tem como objetivo realizar ações conjunta entre os munícipios e garantir mais qualidade nos serviços prestados à população;

“No Vale do Arinos havia uma restrição muito forte aos consórcios, mas eles se motivaram, escolheram o presidente e se organizaram para estarem prontos o mais rápido possível”, explica o Secretário Adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, Celso Banazeski.

Para o Prefeito de Juara, Carlos Sirena, que foi eleito presidente do consórcio, a ação é motivo de orgulho. “Acreditamos muito nas ações do Governo de Mato Grosso, porque a gente vê um trabalho bem criterioso e estruturado e, por isso, quisemos fazer parte também”, assegura.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, reforça que “é fundamental que os municípios se organizem nos consórcios para viabilizar projetos”.

O consórcio Vale do Arinos é composto pelas cidades de Brasnorte, Itanhangá, Juara, Novo Horizonte, Porto dos Gaúchos e Tabaporã. Durante a manhã, a reunião foi em Juiná para a reativação do Consorcio Vale do Juruena formado pelos municípios Aripuanã, Castanheira, Colniza, Cotriguaçu, Juína e Juruena.

“Essa reunião foi importante para estabelecermos uma estratégia de desenvolvimento regional junto ao Governo de Mato Grosso. Pois, o consórcio amplia as oportunidades de se obter recursos estaduais para as demandas da nossa cidade e região”, explicou Paulo Veronese, prefeito de Juína e presidente do consórcio.

Até o final do mês ocorrerão várias reuniões pelo Estado de Mato Grosso para reestruturação dos consórcios. Veja a agenda aqui.   

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Gestantes são orientadas sobre nascimento e pós-parto em “roda de conversa”

Publicados

em

Como saber que chegou a hora? A amamentação é para todas? E o que acontece depois do parto? Dúvidas como essas podem ser muitas, e o acesso à informação é um dos fatores mais importantes para um período de gestação, nascimento e puerpério saudáveis. E para respondê-las, nada mais democrático que uma roda de conversa.

 VEJA TAMBÉM: Melhore o seu sono com os suplementos BioHigh

Por isso, o Ateliê Gestando Artes realiza, quinzenalmente, a partir deste sábado (06), rodas conduzidas pelas profissionais da Associação de Doulas do Mato Grosso (ADOMATO). Atendendo às normas sanitárias estabelecidas em novo decreto estadual, diante do agravamento da pandemia em Mato Grosso, a atividade será online nos dias 6 e 20 de março e 3 e 17 de abril, das 15h às 17h. As inscrições podem ser realizadas AQUI.

Mitos e verdades sobre o parto normal, temas como fases do trabalho de parto, aleitamento materno, puerpério e rede de apoio serão abordados durante as rodas de conversa, que tem como público principal mães e gestantes atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Cuiabá. De acordo com a doula Daniela Monteiro, que é proponente do projeto, são bem-vindas puérperas (recém-mães) e todos os agentes na cena do parto: gestantes, acompanhante ou familiar e profissionais de saúde.

“Quando as pessoas se unem à espera de um bebê, é muito comum e natural que aconteçam grandes trocas de experiências. Existe muita partilha e riqueza nesses momentos. Por isso, dentro do projeto Ateliê Gestando Artes também realizamos as rodas de conversas. Uma prática que está vindo à tona em meio a um movimento de humanização do nascimento crescente no Brasil”, explica Daniela, que também é artista e proponente do projeto.

No entanto, para a profissional, as discussões que envolvem o parto natural e humanizado ainda estão muito concentradas nos grandes centros – seja da cidade, ou do próprio país. “A gente vê essas rodas de conversa acontecendo, facilitadas por doulas, parteiras, obstetras e fisioterapeutas pélvicas. Então existe uma certa cultura dessas rodas, mas ela ainda tende a estar restrita a uma pequena parcela da sociedade. Precisamos amplia-las”, destaca Daniela.

Descentralizar o movimento de humanização do nascimento é, portanto, um dos objetivos do Ateliê Gestando Artes, que, até o dia 17 de abril, dará assistência a gestantes pacientes das Unidades de Saúde da Família (USF) dos bairros Jardim Industriário e Pedra 90, em Cuiabá.

O projeto é realizado com recursos da Lei Aldir Blanc, viabilizados pelo Governo do Estado de Mato Grosso, através da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), e Governo Federal, via Secretaria Especial de Cultura.

Oficinas e escuta terapêutica

Atendendo à proposta de um espaço para partilha de informações, o Ateliê Gestando Artes também deu início, no último sábado (27), à atividade de escuta terapêutica, também chamada de Oficina da Palavra. Durante os encontros, que estão acontecendo virtualmente (13/03, 27/03 e 04/04) por conta da pandemia, gestantes participam de um momento de trocas entre si, conduzido pela psicóloga e artista Thaisa Souarez.

A programação ainda segue com oficinas com a artista e pedagoga Alice Pereira, que realizará duas oficinas de manualidades (10 e 17/03) e, nas duas semanas seguintes, a artista Thaís Magalhães, que soma com as oficinas de modelagem em argila (24 e 31/03). Já a fotógrafa Ju Queiroz ensina técnicas de auto-retrato (07 e 14/03), importante ferramenta de autoestima.

As oficinas artísticas continuam sendo realizadas de forma presencial, em espaço aberto e ventilado, na sede do Ateliê Gestando Artes, localizado no bairro Jardim Industriário. No local, todas as medidas de segurança contra o contágio da covid-19 estão garantidas: controle de entrada, aferição de temperatura, distanciamento social, distribuição de máscaras e álcool em gel.

Vale lembrar, crianças são bem-vindas e têm a assistência necessária para que suas mães possam participar das atividades.

A programação completa e informações sobre cada atividade podem ser acompanhadas pelas redes sociais do Ateliê Gestando Artes no Instagram e no Facebook.

Serviço

Rodas de Conversa – Ateliê Gestando Artes

Datas: 6 e 20 de março; 3 e 17 de abril

Horário: 15h às 17h

Inscrições: https://forms.gle/KdHZQyzLEYQXwX5z8

Mais informações: (65) 99297-5205 (WhatsApp) ou [email protected]

O Ateliê Gestando Artes está localizado na Av. 30, qd. 23, casa 15, Bairro Jardim Industriário I

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana