artigos

Conheça Mais

Publicado

Por Francisney Liberato

Evoluir na vida compete renunciar ao que é confortável. A zona de conforto não forma gigantes.

Você já comprou um novo aparelho de celular que, por sua vez, era bem diferente do que possuía? Por exemplo, você estava utilizando um aparelho de celular da Apple e comprou um aparelho da Samsung.

No manuseio do novo aparelho, são perceptíveis as diferenças. A configuração dos botões, funcionalidades, aplicativos e outros detalhes são diferentes. De todo modo, independente das variações e mudanças, você está feliz e satisfeito por ter um novo celular.

Passadas as primeiras horas, a sua alegria e paciência já não são mais as mesmas, uma vez que você percebe que está perdendo muito tempo para aprender ou, quem sabe, reaprender, o manuseio de novas funcionalidades.

Até que chega o momento em que você, finalmente, perde a paciência e se irrita com o celular e pela situação.

O que podemos concluir com a situação acima, a princípio, é: a falta de conhecimento e domínio sobre algo resulta em estresses e dissabores.

Vale ressaltar que isso ocorre em quaisquer ramos de nossas vidas, como no trabalho, nos estudos, nos relacionamentos, na aprendizagem de um novo idioma, em viagens etc.

Como resolver isso afinal? A única forma que conheço e aplico é: fazer o assunto desconhecido se tornar o mais conhecido possível, pois tudo que é novo em nossas vidas, em quaisquer aspectos, nos causa grandes dificuldades, mas com o tempo, estudando, sendo paciente e persistente, tudo se torna possível.

Quer reduzir esse nível de irritabilidade? Convido-o a conhecer mais, estudar mais, pesquisar mais. Hoje o que é novo amanhã já não será, e quanto mais atualizarmos a nossa mente mais distantes estaremos da zona de conforto e, enfim, teremos ótimos resultados.

Francisney Liberato Batista Siqueira é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Chefe de gabinete de Conselheiro do TCE-MT, Palestrante Nacional, Professor, Coach, Mentor, Advogado e Contador, Autor dos Livros “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência” e “A arte de ser feliz”.

 

Comentários Facebook
publicidade

artigos

Obesidade X Covid-19: quem vence essa guerra?

Publicado

Por Danilo Macena

A obesidade é uma doença crônica não transmissível que afeta não só o estado de Mato Grosso, mas sim o mundo, desenvolvendo diversas outras patologias decorrentes do excesso de gordura corporal, dentre elas a diabetes, hipertensão, bem como o aumento do agravamento de algumas doenças como as cardíacas, respiratórias, gastrointestinais, distúrbios do sono e a tão temida Covid19.

Em meio à pandemia que desde março de 2020 começou a afetar mais gravemente nosso País, o quadro das pessoas com excesso de peso e obesidade se agravou no estado de Mato Grosso. O grande vilão? O isolamento social e como consequência dele a ausência ou perda gradativa no controle das emoções, o aumento da ansiedade, preocupações, perdas e, consequentemente, o sistema de recompensa mental ativado, levando as pessoas aos excessos alimentares e de álcool.

No pico da pandemia, quando as mortes diárias aumentaram muito, uma dúvida se tornou recorrente no meu consultório: mas doutor, o meu excesso de peso pode levar a complicações caso eu pegue Covid19? A minha resposta imediata passou a ser sim e explicar para os meus pacientes que pessoas com excesso de peso e obesidade entram no grupo de risco podendo ocasionar o desdobramento mais preocupante da Covid-19, a morte.

A parte boa é que esse agravamento pelo fator obesidade pode ser evitado com hábitos alimentares saudáveis durante o isolamento, com escolhas alimentares adequadas, evitando excessos e desenvolvendo hábitos saudáveis que respondem de forma simples no organismo, como por exemplo, o aumento da imunidade e a perda de peso, prevenindo agravos maiores.

Conversando hoje com um paciente que é enfermeiro ele me relatou o seguinte: “doutor., perdi amigos jovens que eram obesos e o que posso lhe afirmar é que os obesos que entravam nas UTIs dos hospitais que trabalho com a Covid-19, raramente saiam de lá vivos!”

A obesidade afeta o mundo, Cuiabá é sexta capital do País com maior número de obesos. Nós, Nutricionistas, estamos no combate a esse mal, na linha frente, a ferro e fogo em meio a pandemia para que o indivíduo obeso que diretamente está mais vulnerável ao vírus, tenha sua saúde aumentada.

E como profissional de nutrição, se eu puder te dar um conselho na guerra obesidade x Covid19, descrevo que neste caso a atenção aos excessos é de extrema importância nessa luta. Além de evitar comprar alimentos que desenvolvam quadros de excesso, como industrializados, guloseimas, refrigerantes e álcool, aposte nas frutas, vegetais, cereais, água gaseificada, água saborizada, se permitindo também, às vezes, consumir os demais com equilíbrio.

Danilo Macena é nutricionista, membro da IFBB Academy (Internacional Federation Of Bodybuilding), pós-graduando em Nutrição Esportiva do Treinamento Regular à Alta Performance, pós-graduando em Análises Clínicas e em Bioquímica e Fisiologia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana