JURÍDICO

Confira o resultado definitivo da 2ª fase do XXXIII Exame de Ordem Unificado

Publicados

em


A OAB Nacional, por meio da Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado, divulgou, nesta quarta-feira (26), o resultado definitivo da 2ª fase (Prova Prático-Profissional) do XXXIII Exame de Ordem Unificado (EOU).

Resultado definitivo da Prova Prático-Profissional (2ª fase)

Consulta individual – Resultado definitivo da Prova Prático-Profissional (2ª fase)

Respostas aos recursos interpostos contra o resultado preliminar da Prova Prático-Profissional (2ª fase)

A aprovação no Exame de Ordem Unificado é requisito para a inscrição nos quadros da OAB como advogado. O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Poderão realizá-lo os estudantes de direito do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres.

Comentários Facebook
Propaganda

JURÍDICO

Presidente do STJ participa de evento do CNJ para promover Justiça itinerante no Brasil

Publicados

em

Conteúdo da Página

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, participou nesta segunda-feira (23) da abertura do webinário Justiça Itinerante, evento organizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o objetivo de promover iniciativas dos tribunais para levar a jurisdição aos pontos mais remotos do país.

“A Justiça Itinerante permite a presença do Estado-Juiz em locais geograficamente distantes dos fóruns e de difícil acesso para os jurisdicionados, e torna possível a implementação de um novo modelo de prestação jurisdicional que viabiliza sobremodo o acesso à Justiça, principalmente aos hipossuficientes e mais vulneráveis”, afirmou o ministro.​​​​​​​​​

Humberto Martins elogiou esforços do CNJ para levar Judiciário para as áreas mais remotas do país.​ | Foto: Lucas Pricken

Martins lembrou que, na condição de corregedor nacional de Justiça, editou em 2019 a Recomendação 37, incentivando a instalação e a implementação da Justiça Itinerante nos Tribunais Regionais Federais, Tribunais Regionais do Trabalho e Tribunais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal.

“É inquestionável que a Justiça Itinerante promove um real encontro e a aproximação entre a Magistratura e todos os jurisdicionados. É nosso dever e nossa missão trazer à luz os invisíveis e vulneráveis, possibilitando a eles o acesso às políticas públicas e a redução das desigualdades”, afirmou o presidente do STJ.

Aproximação do Judiciário ao cidadão

Para o secretário-geral do CNJ, Valter Shuenquener, a Justiça Itinerante fortalece a ideia defendida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, ministro Luiz Fux, de aproximação do Judiciário ao cidadão.

“Serão discutidos temas caros ao CNJ neste papel fundamental de levar o Judiciário aos locais mais remotos do país”, comentou Shuenquener.

Participaram do webinário os conselheiros do CNJ Vieira de Mello Filho e Giovanni Olsson, bem como a juíza Carolina Nerbass e representantes de diversos tribunais para apresentar exemplos de projetos desenvolvidos com foco na Justiça Itinerante.

Fonte: STJ

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana