mato grosso

Comunidades do Sucuri, Tarumã e Três Pedras recebem doações de cestas básicas

Publicado


.

As famílias em situação de vulnerabilidade social agravadas pelos efeitos da pandemiadas comunidades do Sucuri, Tarumã e Três Pedras, localizadas na zona rural de Cuiabá, receberam 250 cestas básicas da campanha Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus, na manhã da sexta-feira (18.09).  A ação do Governo do Estado é liderada de forma voluntária pela primeira-dama, Virginia Mendes, e realizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

O secretário adjunto de Assuntos Comunitários da Setasc, Édio Martins, esteve nos locais executando as entregas. “As comunidades que estamos visitando estão localizadas em regiões afastadas, que precisam da atenção e do cuidado do Estado para conseguirem passar por esse período”, ressaltou.

A líder comunitária, Angel Auxiliadora da Silva, destacou a importância da parceria para as comunidades. “Agradeço muito por essa parceria. Sabemos que só por meio dela é que nossas famílias estão sendo contempladas hoje”, externou.

Ilda Gomes de Jesus, 45 anos, uma das beneficiadas com a ação social, é assistida pela Associação de Catadores de Resíduos Reciclável da comunidade do Sucuri.  “Eu trabalho há muitos anos com reciclagem, mas o que recebo aqui é muito pouco e agora, com meu marido doente, a situação apertou. Esta cesta vai ajudar muito”, disse.

Conhecido na comunidade de Tarumã como “zinho”, José Carlos, 46 anos, outro contemplado, disse que por ser autônomo as dificuldades aumentaram com a pandemia. “Trabalho para mim mesmo então, tudo é mais difícil. Em casa somos em oito pessoas. A despesa é alta e sem o alimento não dá. Achei a iniciativa ótima”.

Os moradores em situação de risco social do bairro Jardim Paula II, em Várzea Grande, também receberam os donativos. Foram entregues para as famílias 70 sacolões com alimentos e produtos de higiene pessoal e limpeza. “Fui atrás da primeira-dama por essa ajuda e ela me atendeu com essa gratificação maravilhosa”, comentou a presidente do bairro, Lenilda Afonso José.

Mais entregas

O Governo do Estado também assistiu com doações as associações de Permissionários do Transporte Escolar de Mato Grosso (Aspetret), de Moradores do bairro 1º de Março, do Residencial Wantuil de Freitas, e do Jardim Europa. Ao todo, foram doadas 476 cestas básicas.

A presidente do bairro Jardim Europa, Rosa Barbosa, agradeceu as doações. “Agradeço por esse trabalho excelente que a primeira-dama, Rosamaria e toda sua equipe vem realizando em prol do social e da nossa comunidade”.

“Estou aqui em nome de todos para agradecer o Estado pela ajuda que está sendo essencial para a nossa categoria que está há seis meses está parada”, completou Jussania Santos, presidente da Aspetret.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Programa Mais MT vai investir R$ 265 milhões na regularização e permanência do agricultor no campo

Publicado

O maior programa de investimentos da história de Mato Grosso, o Mais MT, prevê R$ 265 milhões para ações na área de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária. Este é um dos 12 eixos temáticos contemplados pelo programa, que deve investir R$ 9,5 bilhões em quatro anos (2019-2022).

Conforme o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, as ações do MT Produtivo, já em execução pela pasta, receberão o total de R$ 185 milhões. O montante será utilizado principalmente para aquisição de equipamentos e maquinários, implantação da assistência técnica on-line, apoio às cadeias produtivas e ampliação dos canais comerciais.

“O programa Mato Grosso Produtivo vai dar condições para que aquele produtor da agricultura familiar possa trabalhar, ganhar dinheiro, ter qualidade de vida no campo e continuar desenvolvendo as suas atividades na sua propriedade. Se você pegar os últimos 10 anos, foram investidos em torno de R$ 10 milhões por ano. Hoje a realidade é diferente”, ressalta, sobre a importância dos investimentos na área.

Com o Mais MT, o investimento anual do Governo para a agricultura familiar passa a ser de mais de R$ 45 milhões ao ano, mais de quatro vezes mais do que a média da última década.

O uso da tecnologia no campo é o diferencial das ações do programa, que permite que o agricultor possa produzir mais e melhor, com maquinários, assistência, e tecnologia adequada ao cultivo.

“Ficou para trás o agricultor que usa a própria força, a enxada para o cultivo. A tecnologia será importante para que a economia possa se desenvolver, crescer, para que possamos ver o Estado rico para todos aqueles que querem trabalhar e construir”, afirma Silvano.

Em Mato Grosso, cerca de 127 mil famílias sobrevivem diretamente da agricultura familiar, entre assentados e proprietários de pequenas áreas particulares, em todos os municípios do Estado. “Temos hoje municípios com 40 famílias de agricultores, e casos como Colniza, que possui quase 4 mil. Este é o público alvo do programa”, pontua.

Regularização fundiária

E a regularização fundiária anda de mãos dadas com as melhores condições de vida no campo, afirma o presidente do Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), Francisco Serafim de Barros.

Com o Mais MT, o Intermat investirá R$ 80 milhões no programa Regulariza MT, que inclui ações de ampliação da estrutura para regularização urbana e rural e execução do Programa Terra a Limpo.

“Estamos implantando o programa de regularização fundiária em todos os municípios de Mato Grosso. Inicialmente, o carro chefe é o Programa Terra a Limpo, que investirá R$72,9 milhões e irá viabilizar o assentamento de 70 mil famílias rurais, o que envolve o Intermat e o Incra dentro do convênio”, explica o presidente.

O Terra a Limpo tem o objetivo central de promover a resolução de conflitos e a segurança jurídica pela posse da terra, beneficiando famílias de agricultores de 87 municípios, com recursos do Fundo Amazônia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Serafim ressalta o trabalho de emissão de títulos urbanos no Estado, principalmente na Baixada Cuiabana. “Temos a missão de regularizar mais de 30 mil lotes que estão pendentes, são famílias que estão aguardando a regularização há mais de 30 anos. A política de regularização fundiária é muito importante no âmbito social, econômico e também ambiental”.

O Mais MT foi lançado pelo governador Mauro Mendes na última quarta-feira (28.10). O programa que prevê o maior investimento da história está dividido em 12 eixos estruturantes, que atendem as seguintes áreas: Segurança; Saúde; Educação; Social e Habitação; Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda; Infraestrutura; Turismo; Cultura, Esporte e Lazer; Simplifica MT; Eficiência Pública; Meio Ambiente; Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana