POLÍTICA NACIONAL

Comissão rejeita permissão para alterações em rodas, pneus e suspensão de automóveis

Publicados

em


A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Lei 2623/19, que permite, nos termos definidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que sejam modificados elementos estruturais dos automóveis, como suspensão, rodas e pneus.

Apresentada pelo deputado Giovani Cherini (PL-RS), a proposta  altera o Código de Trânsito Brasileiro, com o argumento de que a customização de carros é “extremamente popular”.

Gustavo Sales/Câmara dos Deputados
Dep. Hugo Leal (PSD - RJ)
O relator, Hugo Leal, recomendou a rejeição da customização

O parecer do relator, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), foi contrário ao projeto e ao PL 5236/19, apensado. “De fato, a prática de se modificar automóveis é antiga, motivada principalmente pela estética e pela sensação de exclusividade que a personalização proporciona. Contudo, a vaidade, ou o legítimo retorno financeiro de alguns empreendedores, não pode se sobrepor ao interesse coletivo na busca da segurança veicular no trânsito”, avaliou.

“A alteração na suspensão ou no conjunto de rodas e pneus é frequentemente associadas a acidentes, geralmente fatais”, acrescentou o relator. Segundo ele, centenas de acidentes são causados por modificações nesses componentes do automóvel, “seja pela utilização de material de baixa qualidade, por falha na execução dos serviços ou, simplesmente, por incompatibilidade da modificação com as características estruturais do veículo”.

De caráter conclusivo nas comissões, a proposta será arquivada, a não ser que haja recurso contrário.​

Reportagem – Lara Haje
Edição – Cláudia Lemos

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro concede medalha de mérito a Lira, Pacheco, Michelle e 12 ministros

Publicados

em


source
Bolsonaro, Lira e Pacheco
Reprodução

Bolsonaro, Lira e Pacheco

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concedeu a Medalha do Mérito Oswaldo Cruz a alguns ministros, presidentes do Congresso e até à primeira-dama, Michelle Bolsonaro. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (28).

Entre os 12 ministros condecorados estão Paulo Guedes (Economia), Fábio Faria (Comunicações), Milton Ribeiro (Educação), Luiz Ramos (Secretaria-Geral da Presidência) e Walter Braga Netto (Defesa). 

Entre os aliados, receberam a homenagem o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o general Joaquim Silva e Luna, indicado por Bolsonaro para presidir a Petrobras.

O médico-cirurgião que realizou a operação do presidente após a facada em setembro de 2018, Antônio Luiz de Macedo, também receberá a honraria.

A homenagem é concedida a pessoas que tenham se destacado “de forma notável ou relevante” e contribuído para o bem-estar físico e mental da coletividade brasileira.


Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana