POLÍTICA NACIONAL

Comissão que vai acompanhar o enfrentamento de queimadas define plano de trabalho nesta quinta

Publicado


.

A comissão externa da Câmara dos Deputados destinada a acompanhar e promover estratégias para enfrentar as queimadas em biomas brasileiros promove, nesta quinta-feira (24), a primeira reunião do grupo.

Divulgação
Meio Ambiente - queimada e desmatamento - Desastre ambiental provocado por queimadas no pantanal - animais feridos - brigadistas carregam animal
Parlamentares acompanharam trabalho de combate ao incêndio e resgate de animais no Pantanal

A pauta da reunião, que será feita por videoconferência, inclui avaliação da diligência realizada no Pantanal no fim de semana e propostas para o plano de trabalho da recém-criada comissão.

A reunião será realizada às 10h30 no plenário 5 da Câmara.

No mesmo dia, a coordenadora da comissão, deputada Professora Rosa Neide (PT-MT), juntamente com outros integrantes do grupo, concederá entrevista coletiva sobre as ações dos parlamentares.

A entrevista está marcada para as 12 horas por videoconferência. A entrevista será transmitida pelo perfil da bancada do PT no Facebook.

Da Redação – AC

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Aliados de Lula e Ciro ficam em dúvida se aliança para 2022 será mesmo formada

Publicado


source
Lula e Ciro Gomes
Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Lula e Ciro Gomes em encontro em 2018

Aliados próximos ao ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ainda estão com dúvidas se os dois formarão mesmo uma aliança de esquerda para 2022. A informação é do jornal Folha de S. Paulo . Ambos têm um longo histórico de trocas de farpas, sendo que o pedetista já chegou a chamar o PT de “um bando de ladrão e mentiroso” e acusou Lula de ser o líder de “falcatruas”.

No início do mês passado,  Lula e Ciro tiveram um encontro e conversaram de forma reservada por um longo período. Na ocasião, eles teriam feito as pazes e discutido movimentos de oposição ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Desde então, os ataques entre os dois pararam, mas uma aliança ainda é vista com desconfiança por líderes dos partidos do dois lados. Segundo aliados de ambos, o encontro pode ter amenizado alguns desentendimentos, mas as diferenças políticas permanecem.

Um cacique do PT diz duvidar que as desavenças sejam zeradas a tempo de permitir uma aliança para a eleição de 2022. O próprio petista afirma que, ainda que o partido sinalize uma união, Ciro “não acredita” que a sigla vá apoiá-lo.

Do lado do PDT, o ceticismo é ainda maior. De acordo com um aliado, Ciro considera ter sido traído pelo PT na corrida de 2018 e acha que a legenda ainda trabalha para manter sua hegemonia na esquerda.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana