POLÍTICA NACIONAL

Comissão discute prioridade para pessoas com deficiência na vacinação contra a Covid

Publicados

em


Paulo H. Carvalho/Agência Brasília
Cadeirante de máscara em ponto de ônibus

A Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência discute na próxima terça-feira (18) a priorização na vacinação contra Covid-19. A reunião acontece no plenário 12, às 14 horas, com transmissão interativa.

A audiência foi solicitada pela deputada Rosana Valle (PSB-SP), com apoio da deputada Carla Dickson (PROS-RN).

No requerimento, elas destacam que as pessoas com deficiência ficam mais expostas aos riscos da pandemia, “seja pela necessidade de “ver” com as mãos, de “caminhar” com o auxílio destas (cadeirantes e muletantes), ou que tenham dificuldade no uso da máscara e nos protocolos de higiene por questões sensoriais ou de entendimento”.

“As vacinas ficam escassas e a ordem original dos grupos prioritários vem sendo alterada, constantemente, por pressões e critérios diversos”, reclamam. As parlamentares ressaltam ainda que grande parcela das pessoas com deficiência tem comorbidades, o que justificaria a vacinação em conjunto.

Foram convidados:

  • a assessora técnica da Coordenação do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde Caroline Gava Alves;
  • a presidente da Aliança Distrofia Brasil, Karina Züge;
  • a consultora de Inclusão e Diversidade da Aliança Distrofia Brasil, Luciana Trindade;
  • o presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Porto Alegre e vice-coordenador do Fórum Municipal dos Conselhos da Cidade, Nelson Kahlil;
  • o coordenador de Articulação Política do PSB Inclusão Ceará, Francisco Marcos Rodrigues de Souza;
  • o presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde,  Wilames Freire Bezerra;
  • o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Carlos Eduardo de Oliveira Lula.

Da Redação – CL

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Cinco municípios elegeram novos prefeitos neste domingo

Publicados

em


Eleitores de cinco municípios foram às urnas neste domingo (13) para eleger novos prefeitos e vice-prefeitos. As novas eleições ocorreram em Sidrolândia (MS), Nova Prata do Iguaçu (PR), Petrolândia (SC), Campestre (MG) e Espera Feliz (MG). O novo pleito foi marcado porque os prefeitos eleitos em 2020 tiveram registro indeferido.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a legislação determina que sejam realizadas novas eleições quando o candidato mais votado em uma eleição para uma prefeitura tiver o seu registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral de forma definitiva.

Em Petrolândia (SC), foi eleito o candidato Irone Duarte, do Partido Progressista (PP), que obteve 2.195 votos (47,98% do total de votos válidos). O vice eleito na chapa é Egoni, também do PP.

No município de Espera Feliz (MG), foi eleito Oziel Gomes, do Partido Social Democrata (PSD), com 5.484 votos (45,43%). O vice-prefeito eleito é o Sr. Edinho, do PSD.

Em Nova Prata do Iguaçu, Serginho Faust, do Partido Liberal (PL), foi eleito com 3.455 votos, que representam 51,09% dos válidos. Faust é servidor público municipal e tem 53 anos. O vice-prefeito eleito é Odair Pez, também filiado ao PL.  

O candidato Marquinho Turquinho, do Democratas (DEM), foi eleito neste domingo para prefeito de Campestre (MG). Ele obteve 5.790 votos, o que representa 50,7% dos votos válidos. Seu vice na chapa é Dr. Zenun, também do DEM.

Já em Sidrolândia (MS), a candidata Vanda Camilo do PP, ficou em primeiro lugar para a prefeitura, com 10.768 votos (52,4% dos votos válidos). A vice-prefeita eleita na mesma coligação é Rose Fiuza, do PP. 

Edição: Denise Griesinger

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana