BRASIL E MUNDO

Cientistas descobrem fungos que transformam moscas em “zumbis”

Publicados

em


source
.
Faculdade de Ciências/Universidade de Copenhague

Esporos do fungo parasita Strongwellsea acerosa

Duas novas espécies de fungos, que transformam moscas em “zumbis” ,  foram identificadas por pesquisadores da Universidade de Copenhagen, na Dinamarca. A descoberta foi publicada no periódico científico Journal of Invertebrate Pathology.

Identificadas como Strongwellsea tigrinae e Strongwellsea acerosa, elas infectam dois tipos de mosca dinamarquesa – Coenosia tigrina e Coenosia testacea. Seu grande diferencial está no fato de que, em vez de ejetarem esporos depois que os hospedeiros morrem – processo comum aos fungos -, essas novas espécies fazem suas vítimas viverem por dias, realizando atividades normais e socializando com outras moscas, enquanto consomem suas reservas de gordura, órgãos reprodutivos e finalmente seus músculos.

Depois de alguns dias, os hospedeiros ficam deitados de costas, sofrem espasmos por algumas horas e depois morrem. A tática incomum de manter o hospedeiro vivo enquanto libera esporos é chamada de transmissão ativa do hospedeiro. Trata-se de uma forma eficaz de obter acesso a outras vítimas saudáveis.

Os cientistas dinarmaqueses acreditam que os fungos possam estar produzindo substâncias que “dopam” seus hospedeiros, o que significa que podem permanecer frescos o suficiente para viver por dias após a infecção – apenas entrando em colapso quando não houver mais nada para ser “aproveitado”.

“Suspeitamos que esses fungos produzam substâncias semelhantes às anfetaminas que mantêm os níveis de energia de uma mosca elevados até o fim”, explica o principal autor do estudo, Jørgen Eilenberg, do departamento de Ciências Vegetais e Ambientais da Universidade de Copenhagen. 

Acredita-se que esses parasitas infectem apenas uma pequena porcentagem de indivíduos – entre 3 e 5% em uma população saudável de moscas. 

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

CPI da Covid busca ouvir 15 membros do governo Bolsonaro

Publicados

em


source
CPI da Covid busca ouvir 15 membros do governo Bolsonaro
Reprodução: iG Minas Gerais

CPI da Covid busca ouvir 15 membros do governo Bolsonaro

Uma minuta da estratégia de trabalho da  CPI da Covid revelou que pretende convocar para prestar depoimentos, pelo menos, 15 membros do governo Bolsonaro que passaram pela condução no combate federal a pandemia de covid-19. As informações são do jornal O Globo .

Entre os possíveis convocados, destacam-se:

Ministro da Saúde – Marcelo Queiroga;

Ex-ministros da Saúde – Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich, Eduardo Pazuello;

Ex-secretários do Ministério da Saúde – Antonio Elcio Franco, Mayra Pinheiro e Airton Cascavel;

Ex-ministro das Relações Exteriores – Ernesto Araújo;

Ministro da Economia – Paulo Guedes;

Secretários e ex-secretários – Bruno Funchal (secretário do Tesouro Nacional), Edson Pujol (ex-comandante do Exército), Fábio Wajngarten (Comunicação), Flávio Rocha (Assuntos Estratégicos), Nilza Emy (secretária Nacional do Cadastro Único do Ministério da Cidadania) e Otávio Brandelli (secretário-geral do Itamaraty).

A ata obtida também contempla audiências públicas com especialistas na área de combate a pandemia do novo coronavírus. Entre os mencionados pelos senadores envolvidos na comissão parlamentar de inquérito, destacam-se:

Você viu?

– Átila Iamarino;

– Miguel Nicolelis;

– David Uip (FMUSP);

– Ludhmila Hajjar (FMUSP);

– Roberto Kalil Filho (FMUSP);

– Natália Pasternak (USP);

– Marcia Castro (Harvard);

– Margareth Dalcolmo (Fiocruz).


A proposta de convocação e o plano de trabalho ainda precisam ser aprovados pela CPI e, no momento, encontram-se em fase de discussão . Os principais pontos de discussão da comissão também foram dividos em subrelatorias.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana