BRASIL E MUNDO

Cidades do Amazonas recebem apoio do governo para o enfrentamento a Covid-19

Publicado


.

Depois de passar por São Gabriel da Cachoeira, a aeronave da Força Aérea Brasileira pousou, nessa segunda-feira (18), em Tabatinga, também no estado do Amazonas, para abastecer o município com materiais hospitalares. Tabatinga tem 65 mil habitantes e fica na fronteira do Brasil com Colômbia e Peru. O município está a cerca de mil quilômetros de Manaus e só é possível chegar de barco ou avião.

Todos os insumos enviados pelo Ministério da Saúde a Tabatinga foram para abastecer o hospital militar da cidade, que também atende a população civil. Foram sete aspiradores portáteis, sete desfibriladores, 15 oxímetros, 10 ventiladores pulmonares mecânicos, três mil aventais descartáveis, oito mil toucas, 16 mil máscaras e cinco óculos de proteção cirúrgico.

“É momento de unirmos forças, e o Governo Federal, representado aqui pelo Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Defesa, veio fazer esse trabalho. Um trabalho tendo em vista principalmente que os índices tem crescido nos últimos dias. Isso aumenta nossa preocupação, já que a população na região é predominantemente indígena”, disse o Secretário Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva, que acompanhou a missão.

Tanto o Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira como o Hospital de Guarnição de Tabatinga são referência em atendimentos de média e alta complexidade e também recebem pacientes do Alto Solimões e do Alto Rio Negro. Nessas duas regiões, há quase mil aldeias indígenas, de 50 diferentes etnias.

“O nosso trabalho visa exatamente a prevenção, mas também a correção de atitudes, do plano de contingência, de tudo aquilo que for necessário para preservar a vida das pessoas”, ressaltou o Secretário Especial de Saúde Indígena.

Apoio do governo

O Governo Federal vem apoiando estados e municípios para contratação de profissionais de saúde e a aquisição de materiais e insumos para garantir a assistência devida à população. Por exemplo, já destinou ao estado 1,5 milhão de equipamentos de segurança, como máscaras, luvas, toucas e aventais. Também garantiu 10 leitos de UTI volantes, com instalação rápida, com o envio de R$ 1,4 milhão para a manutenção. Além de mais de 232,7 mil testes de diagnóstico e medicamentos.

O Ministério da Saúde informou que, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), atende mais de 751 mil indígenas em todo o Brasil de 311 etnias, distribuídos em 5.997 aldeias.

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Embaixadora das Filipinas é obrigada a deixar o Brasil após agredir empregada

Publicado


source
Embaixadora das Filipinas
Reprodução

Embaixadora das Filipinas é obrigada a deixar o Brasil após agredir empregada

A embaixadora das Filipinas no Brasil, Marichu Mauro, foi convocada de volta ao país da Ásia após ter sido  flagrada por câmeras de segurança agredindo uma empregada doméstica na residência diplomática, em Brasília. A informação foi compartilhada no Twitter pelo secretário de Relações Exteriores do país, Teodoro Locsin Jr.

“A embaixadora das Filipinas no Brasil foi chamada de volta imediatamente para explicar os maus-tratos contra sua equipe”, disse Locsin.

Ainda não há confirmação se a embaixadora já deixou o Brasil. O secretário não deixou claro também se ela vai perder o cargo ou se será substituída. Marichu é diplomata de carreira e foi nomeada embaixadora no Brasil em 2018.

Ela também já atuou em cargos na Bélgica e Itália, além de também representar o país asiático junto a Venezuela como embaixadora não residente, assimo como da Guiana, Colômbia e Suriname.

Em nota, o Departamento de Relações Exteriores filipino informou que a doméstica, de 51 anos, deixou a capital brasileira no dia 21 de outubro e também está de volta às Filipinas.

“O DFA está entrando em contato com ela para garantir seu bem-estar e cooperação na investigação. O DFA garante ao público que conduzirá uma investigação rigorosa”, afirmou.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana