BRASIL E MUNDO

China não tem interesses egoístas na Ucrânia, afirma ministro

Publicados

em


source
Ministro das Relações Exteriores chinês afirmou não estar indiferente ao conflito
Reprodução/R7 20.03.2022

Ministro das Relações Exteriores chinês afirmou não estar indiferente ao conflito


O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, conversou nesta segunda-feira (4) com o seu homólogo ucraniano, Dmytro Kuleba, e disse que o governo chinês “não busca interesses geopolíticos egoístas na Ucrânia ” nem está “indiferente ao conflito” iniciado pela Rússia em 24 de fevereiro.

Este é o segundo telefonema entre os chanceleres em cerca de um mês. “A China tem apenas uma expectativa sincera que é a paz e congratula-se com as conversações entre a Rússia e a Ucrânia, apelando às partes para que se engajem nas negociações, apesar das dificuldades que enfrentam e das diferenças”, disse Wang.

Em nota, Pequim reforça que “manterá uma posição objetiva e justa e continuará a desempenhar um papel construtivo à sua maneira”.

Durante o telefonema, que ocorreu três dias após a cúpula dos líderes da China e da União Europeia, Wang ressaltou a importância de tiras as lições da crise e encontrar uma maneira “de manter a segurança na Europa, convidando as partes interessadas a conduzirem um diálogo igualitário”.

Além disso, os dois chanceleres debateram a necessidade de “criarem um quadro de segurança europeu equilibrado, eficaz e sustentável, baseado no princípio da segurança indivisível”.


Leia Também

“A China acredita que o lado ucraniano tem sabedoria suficiente para fazer escolhas de acordo com os interesses fundamentais de seu povo”, acrescentou Wang, agradecendo o governo de Kiev por seus esforços para ajudar na evacuação segura dos cidadãos chineses.

Kuleba, por sua vez, disse que a China é um grande país, “uma força positiva na salvaguarda da paz”, e enfatizou que “a Ucrânia está disposta a manter a comunicação bilateral, esperando que continue a desempenhar um papel importante no fim do conflito”.

Por fim, o ministro ucraniano acrescentou que “concordou com as opiniões da China sobre a questão da Ucrânia e agradeceu a assistência humanitária ao seu país”.

Na semana passada, a União Europeia e a China realizaram um encontro virtual de alto nível e, apesar do debate de diversos assuntos, a guerra na Ucrânia a as relações com a Rússia foram o centro das discussões.

Os europeus voltaram a cobrar Pequim para que ajude no processo de paz e não tente ajudar Moscou a burlar as duras sanções econômicas impostas pelo bloco contra os russos. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Delegado da Polícia Federal pede apreensão do celular de Aras e Guedes

Publicados

em

Procurador-geral da República, Augusto Aras
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Procurador-geral da República, Augusto Aras

Responsável por inquéritos sensíveis ao governo de Jair Bolsonaro, o delegado de  Polícia Federal Bruno Calandrini solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) duas medidas que geraram mal-estar em integrantes da corporação. 

A primeira foi um pedido de busca e apreensão do telefone celular do procurador-geral da República Augusto Aras e do ministro da Economia Paulo Guedes, já negado pelo ministro Luís Roberto Barroso, que não viu elementos para justicar tais ações. 

A segunda foram diligências contra a própria cúpula da PF, que está sob análise da ministra Carmen Lúcia.

O pedido de diligências contra a cúpula da PF foi revelado no sábado pelo portal “Metrópoles” e seria motivado por suspeitas de interferência de diretores da PF na investigação sobre o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro. Os alvos dessas diligências e o teor estão mantidos sob sigilo.

O caso deflagrou uma crise interna na atual gestão do diretor-geral Marcio Nunes de Oliveira. A avaliação entre integrantes do órgão é que foi uma tentativa do delegado Bruno Calandrini para se blindar da sindicância aberta após ele acusar que houve interferência na investigação do ex-ministro Milton Ribeiro.

Calandrini foi notificado para prestar depoimento sobre o caso, mas até agora não compareceu. Segundo interlocutores, há um receio do delegado que a sindicância seja usada para puni-lo pela atuação no caso.

O delegado Calandrini chegou a escrever, em mensagem a seus colegas, que houve interferência para impedir a transferência do ex-ministro para Brasília após sua prisão. Mas a direção da PF argumentou que não houve tempo nem disponibilidade de aeronave para realizar o deslocamento.

No pedido de busca e apreensão contra Aras e Guedes, Calandrini também havia pedido medidas contra o advogado do ministro, Ticiano Figueiredo.

O requerimento tinha como base a divulgação de um diálogo entre Aras e Ticiano no qual o advogado pedia que o procurador-geral intercedesse para suspender um depoimento de Guedes à PF em uma investigação sobre desvios no fundo de pensão dos Correios, o Postalis. Guedes havia sido citado em um depoimento. Barroso, entretanto, considerou que não havia elementos para autorizar a medida e arquivou o pedido.

Os pedidos provocaram descontentamento na PF. Os delegados que integram a atual gestão avaliam que havia poucos elementos para justificar as medidas. Calandrini não consultou seus superiores ao apresentar os pedidos e os protocolou diretamente no STF.

Procurada, a PF não comentou. A assessoria de Aras afirmou que não iria se manifestar porque o caso já havia sido arquivado.

O advogado Ticiano Figueiredo, que defende o ministro Paulo Guedes, afirmou em nota: “Se isso for verdade mesmo, esse é um ato que se revela autoritário, odioso e destoa do trabalho relevante dos delegados da Polícia Federal. Causa perplexidade, já que exercer, de forma plena, o direito de defesa dos clientes, é um dos pilares do Estado Democrático de Direito e não pode, jamais, ser criminalizado por quem quer que seja”.

Também procurado, Calandrini não respondeu aos contatos da reportagem.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana