BRASIL E MUNDO

China lança sonda para recolher material da superfície lunar

Publicado


A China lançou com êxito a sonda espacial Chang`e-5 para recolher material da superfície lunar, na primeira missão desse gênero desde os anos 70.

O lançamento da sonda foi feito nessa segunda-feira (23), a bordo do foguete Longa Marcha-5, a partir do Centro de Lançamento de Wenchang, na província de Hainão (sul).

“A sonda entrou com precisão na órbita previamente estabelecida. A missão foi concluída com êxito”, afirmou o diretor do Centro de Lançamento e responsável pela missão, Zhang Xueyu. 

De acordo com a agência de notícias estatal chinesa Xinhua, esta é uma das “missões espaciais mais complexas e desafiadoras” que a China já realizou.

“A missão vai ajudar a promover o desenvolvimento científico e tecnológico do país e estabelecer uma base importante para futuros pousos tripulados na Lua”, disse o vice-diretor do Centro de Exploração Lunar da Administração Espacial da China, Pei Zhaoyu.

A Chang`e-5 deverá colocar vários módulos na superfície lunar para recolher cerca de dois quilos de amostras.

A nave vai levar dois dias para chegar à superfície e a missão vai durar cerca de 23 dias, iinformou Pei. As amostras vão chegar à Terra em meados de dezembro.

Ação chinesa

A missão vai tornar a China o terceiro país capaz de recolher amostras de material lunar, depois dos Estados Unidos e da antiga União Soviética.

A missão, batizada em homenagem à deusa chinesa da Lua Chang`e, está entre as mais ousadas da China desde que o país colocou um homem no espaço, pela primeira vez, em 2003, tornando-se a terceira nação a fazê-lo, depois dos EUA e da Rússia.

A sonda chinesa Chang`e 4 foi a primeira a pousar no lado relativamente inexplorado da Lua, que não é visível a partir da Terra, e fornece medições completas da exposição à radiação da superfície lunar, que são vitais para qualquer país que planeje enviar astronautas à Lua.

Em julho passado, a China tornou-se um dos três países a lançar uma missão a Marte, que vai procurar sinais de água no planeta vermelho. As autoridades chinesas disseram que a nave Tianwen 1 está em curso para chegar a Marte por volta de fevereiro.

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

SP reajusta de R$ 4,40 para R$ 4,83 o vale-transporte para metrô e trens da CPTM

Publicado


source
Metrô de São Paulo
Cris Castello Branco

Valores pagos por meio de bilhetes ou em dinheiro vai continuar o mesmo

O governo do estado de São Paulo reajustou de R$ 4,40 para R$ 4,83 o valor da tarifa do vale-transporte  para trens do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pago pelos empregadores aos seus funcionários. A decisão foi publicada na edição deste sábado do Diário Oficial.

De acordo com o ofício, a nova cobrança começará a valer a partir do próximo sábado (23). O valor da tarifa do Cartão BOM , Bilhete Único comum ou paga em dinheiro por meio da compra de bilhetes nas bilheterias das estações continuará em R$ 4,40.

Com o reajuste, o valor fica igual ao cobrado desde 1º de janeiro 2020 pela SPTrans nos ônibus municipais da cidade de São Paulo.

Você viu?

Tanto governo do estado quanto prefeitura não reajustaram o preço da passagem comum de metrô, CPTM e ônibus urbanos municipais neste ano.

Essa não será a primeira mudança sentida no transporte público em 2021. A partir do dia 1º de fevereiro, a gratuidade da passagem para usuários entre entre 60 e 64 anos que utilizam o transporte municipal deverá deixar de valer . Apenas pessoas com 65 anos ou mais continuam com a isenção do pagamento da tarifa, pois o benefício é garantido pelo Estatuto do Idoso.

Com essa alteração, 186 mil pessoas na faixa etária atingida pelo fim do benefício terão até o dia 31 deste mês para usar o Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa e rodar de graça nos ônibus da cidade de São Paulo. Segundo a SPTrans.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana