TECNOLOGIA

China aprova lei para conter coleta de dados, mas governo não será afetado

Publicados

em


source
China aprova lei de proteção de dados
Unsplash/Macau Photo Agency

China aprova lei de proteção de dados

A China aprovou nesta sexta-feira (20) a lei local de proteção de dados na internet, que visa reduzir a coleta de informações dos usuários por parte das gigantes de tecnologia. De acordo com a agência de notícias estatal Xinhua, a nova legislação entra em vigor no dia 1º de novembro.

A lei é uma resposta, sobretudo, à crescente preocupação da população com vazamentos de dados e algoritmos. Com as novas regras, empresas públicas e privadas terão que reduzir a quantidade de informações que coletam dos chineses, além de pedir consentimento para tal.

Apesar disso, o Estado chinês não será afetado pela lei. O governo poderá continuar coletando uma grande quantidade de dados dos usuários, que muitas vezes são usados para rastrear conflitos políticos.

Gigantes de tecnologia

As grandes empresas locais, como Didi e Tencent, constantemente criticadas pelo governo pela coleta massiva de dados, devem ter suas ações freadas. A lei de proteção vai impedir “o uso de dados pessoais com o objetivo de elaboração de perfis de usuário”, disse um porta-voz do Parlamento à agência Xinhua.

Além disso, a chamada “discriminação algorítmica” deve ser contida. Na China, é comum que empresas vendam produtos e serviços na internet com preços diferentes de acordo com o histórico de compras de cada usuário.

O texto ainda prevê que dados pessoais de cidadãos chineses não poderão ser transferidos para países com leis de proteção de dados inferiores às da China. Isso pode afetar, sobretudo, as gigantes de tecnologia dos Estados Unidos, já que o país não tem uma lei de proteção de dados nacional.

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

Intel anuncia Core de 12ª geração com tecnologia híbrida e até 16 núcleos

Publicados

em


source
Intel lança nova geração de processadores
Unsplash/Bench Accounting

Intel lança nova geração de processadores

A Intel anunciou nesta quarta-feira (27) os processadores Alder Lake-S, que consistem na 12ª geração de chips Core. Esta leva é formada por seis modelos para desktops, todos focados em desempenho. O mais avançado é o Core i9-12900K, um processador com 16 núcleos e frequência de até 5,2 GHz (em boost).

Esse lançamento é importante para a Intel por vários motivos. O mais importante deles é a abordagem híbrida: os chips Alder Lake combinam núcleos de alto desempenho com núcleos de alta eficiência (econômicos no consumo de energia). Trata-se de um método similar à tecnologia big.LITTLE, por exemplo, que está presente há anos em chips com arquitetura Arm.

Se tomarmos o Core i9-12900K como exemplo, veremos que o chip tem oito núcleos Efficient (econômicos no consumo) e oito núcleos Performance (focados em desempenho). Além disso, a novidade conta com 24 threads. Por que não 32? Simples: os núcleos Performance têm dois threads cada; cada núcleo Efficient possui apenas um.

Vale destacar que os núcleos Efficient são baseados na arquitetura Gracemont e prometem 40% mais desempenho em relação aos núcleos Skylake, mantendo o mesmo padrão de consumo destes.

Já os núcleos Performance são baseados na arquitetura Golden Cove e prometem até 19% mais desempenho do que os núcleos Cypress Cove das unidades Core de 11ª geração para desktops.

Intel Thread Director

Para permitir que núcleos com diferentes propostas trabalhem em conjunto, a companhia implementou uma tecnologia chamada Intel Thread Director. Cabe a ela trabalhar em tempo real para monitorar a execução de instruções e, assim, ajudar o sistema operacional a direcionar cargas de trabalho para o núcleo mais adequado.

A tomada de decisão é baseada em vários parâmetros, mas, via de regra, os núcleos Performance (P) assumem os processos em primeiro plano que são mais exigentes, enquanto os núcleos Efficient (E) ficam com aqueles que estão em segundo plano ou são menos complexos.

Leia Também

De modo geral, essa estrutura permite aos processadores Alder Lake-S terem um ganho de desempenho de até 19% no IPC (sigla em inglês para “instruções por ciclo de clock”) em relação aos chips Core de 11ª geração.

Sem mais demora, estes são os chips anunciados (modelos com a letra ‘K’ são desbloqueados para overclock; chips com a letra ‘F’ não têm GPU integrada):

Modelo Núcleos Threads Clock (GHz) Boost 3.0 (GHz) L3 + L2 (MB) Voltagem / turbo (W) Gráficos
Core i9-12900K 16 (8P + 8E) 24 3,2 (P) / 2,4 (E) Até 5,2 30 + 14 125 / 241 UHD 770
Core i9-12900KF 16 (8P + 8E) 24 3,2 (P) / 2,4 (E) Até 5,2 30 + 14 125 / 241
Core i7-12700K 16 (8P + 4E) 20 3,6 (P) / 2,7 (E) Até 5 25 + 12 125 / 190 UHD 770
Core i7-12700KF 16 (8P + 4E) 20 3,6 (P) / 2,7 (E) Até 5 25 + 12 125 / 190
Core i5-12600K 10 (6P + 4E) 16 3,7 (P) / 2,8 (E) 20 + 9,5 125 / 150 UHD 770
Core i5-12600KF 10 (6P + 4E) 16 3,7 (P) / 2,8 (E) 20 + 9,5 125 / 150

Memória DDR5, PCIe 5.0 e mais

Além da abordagem híbrida, os chips Alder Lake-S se destacam por (finalmente) terem compatibilidade com tecnologias atuais. Para começar, os novos processadores suportam memórias DDR5, alcançando com elas uma taxa de até 4.800 MT/s (megatransfers por segundo).

Memórias DDR4 (até 3.200 MT/s) também são suportadas, bem como as tecnologias PCI Express 5.0 (com até 16 vias), Wi-Fi 6E e Thunderbolt 4.

Porém, para usufruir de tudo isso, é necessário recorrer a uma nova placa-mãe. Primeiro porque os chips Alder Lake-S exigem um novo chipset, como o também recém-anunciado Z690. Em segundo lugar, os novos processadores trabalham com um soquete diferente, o LGA 1700.

Intel Core de 12ª geração: disponibilidade e preços

De acordo com a Intel, os novos processadores serão lançados nos primeiros mercados em 4 de novembro, mas já estão em pré-venda. Nos Estados Unidos, os preços sugeridos são estes:

  • Core i9-12900K: US$ 589
  • Core i9-12900KF: US$ 564
  • Core i7-12700K: US$ 409
  • Core i7-12700KF: US$ 384
  • Core i5-12600K: US$ 289
  • Core i5-12600KF: US$ 264

Em princípio, a mesma data vale para o Brasil, mas, até o momento, não há informação de preços para o país.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana