Saúde

Chega ao Brasil novo teste de Covid-19 cujo estoque foi zerado pelos EUA

Publicado


source
anticorpos
Christopher Burg Tedt/Science Photo Library

Teste identifica proteínas em atividade e promete resultado mais rápido

Um teste de Covid-19 que promete eficácia comparável ao RT-PCR e com resultados em até 15 minutos foi lançado pela farmacêutica Abbot no Brasil. O exame, chamado de Panbio Covid-19 ag, é muito semelhante ao BinaxNOW, lançado pela mesma farmacêutica nos EUA. Na ocasião, o maís adquiriu 150 milhões de testes.

O novo teste da Abbott utiliza fluidos extraídos da faringe para apurar a quantidade do novo coronavírus (Sars-CoV-2) e não necessita equipamentos especializados para ser utilizado. Por identificar as proteínas na fase de atividade, o teste é considerado mais confiável que a maioria dos testes rápidos que identificam a resposta imunológica do corpo.

Para comprovar a eficácia, a Abbott realizou um estudo clínico no Brasil que contou com 585 amostras. Cerca de 92% dos resultados dos testes comprovaram estar corretos. A empresa ainda não revelou quantas unidados chegaram ao país ou preços oficiais.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Taxa de transmissão da Covid-19 no Brasil cai para 1,02, aponta Imperial College

Publicado


source
O índice representa uma queda em relação à semana passada, quando o Rt registrado foi de 1,30  — o maior desde maio — mas ainda é considerado alto.
Foto: Pixabay/Ilustrativa

O índice representa uma queda em relação à semana passada, quando o Rt registrado foi de 1,30 — o maior desde maio — mas ainda é considerado alto

A taxa de transmissão (Rt) do  novo coronavírus (Sars-CoV-) no Brasil caiu para 1,02, mostra monitoramento do Imperial College de Londres, no Reino Unido. A atualização da estimativa foi divulgada nesta terça-feira (1) e considera dados coletados até a segunda-feira (30).

Isso significa que, segundo a estimativa da universidade britânica, que tem 95% de exatidão, cada 100 pessoas contaminadas transmitem a doença para outras 102. 

De acordo com o Imperial College de Londres, pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (Rt de até 1,11) ou menor (Rt de 0,94). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 111 ou 94, respectivamente.

O índice representa uma queda em relação à semana passada, quando o Rt registrado foi de 1,30, o maior desde maio, mas ainda é considerado alto.

A taxa de transmissão é uma das principais referências para acompanhar a evolução epidêmica do Sars-CoV-2 no Brasil. Quando está abaixo de um, indica tendência de estabilização.

As maiores taxas de transmissão da semana foram registradas na Sérvia (Rt 1,58) e Dinamarca (Rt 1,49). O índice também é alto no Japão (Rt 1,40), Alemanha (Rt 1,38), Turquia, Palestina e Noruega (Rt 1,37), entre outros. Os EUA não foram incluídos na análise do relatório.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana