mato grosso

Chapada dos Guimarães comemora aniversário com obras em rodovias e no centro urbano

Publicados

em


.

Chapada dos Guimarães, um dos principais pontos turísticos mato-grossenses, comemora 67 anos como município (embora a fundação de seu núcleo original tenha sido em 1751), nesta sexta-feira (31.07).

Por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, o Governo restaura 44 quilômetros da rodovia MT-251, ligando o município à capital, entre o Trevo do Manso (entroncamento da MT-351) e cachoeira “Cachoeirinha”. Os serviços englobam recuperação asfáltica, limpeza (roçada) e sinalização.

Já foram refeitos 20 quilômetros de asfalto – o restante está em andamento. Atualmente, é feita a roçada dentro do Parque Nacional, no sentido Cachoeirinha-Cuiabá. A conclusão está prevista para o final de outubro deste ano.    

Revitalização da MT 251,ligando Cuiabáa Chapada dos Guimarães – Tchelo Figueiredo

Em dezembro do ano passado, o governador Mauro Mendes entregou os 23 quilômetros restantes da pavimentação da MT-020, entre Chapada dos Guimarães e o Distrito de Água Fria, com acesso à Lagoa do Manso. Antigo sonho dos moradores do distrito chapadense, a obra foi em parceria com o Prodestur (Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo), por meio da Sedec (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico).

Também pela parceria Ministério do Turismo e Sedec, estão previstas mais duas obras para Chapada dos Guimarães: reforma e construção no entorno da Praça Dom Wunibaldo, cujo projeto está sendo concluído; e a portaria do Parque Nacional, com licitação em programação.

Rodovia Chapada – Distrito de Água Fria  totalmente asfaltada -Mike Toscano 

Turismo

Localizada a 67 km de Cuiabá, Chapada dos Guimarães, com 19.752 habitantes, tem no turismo uma de suas principais riquezas. É conhecida internacionalmente por suas dezenas de cachoeiras, pelo Mirante do (simbólico) Centro Geodésico da América do Sul, Portão do Inferno, Morro de São Jerônimo, Cidade de Pedra, Gruta da Lagoa Azul, Paredão do Eco, Caverna Aroe Jari.

Recebe anualmente milhares de visitantes (do estado, do país e do mundo) seja para visitar sua bicentenária Igreja de Santana do Santíssimo Sacramento (de 1779), para assistir ao Festival de Inverno ou ao desfile do Bloco do Karuá, para ouvir histórias sobre o Pé de Garrafa, frequentar seus inúmeros restaurantes ou simplesmente apreciar, caso tenha chovido, um duplo arco-íris. 

Economia

Embora seja mais conhecida pela sua riqueza turística, é o setor agropecuário o que mais pesa na composição de seu PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 693,5 milhões, respondendo por 37,2% deste total. É seguido por serviços (22,2%), indústria (19,9%), administração pública (16,1%) e impostos (4,6%). O PIB per capita é de R$ 36.407,06 (dados do IBGE de 2017).

Com sua altitude e clima ameno (quando comparado ao cuiabano), produz banana, limão, mamão, manga (3º produtor estadual), tangerina, abacaxi, melancia, tomate e mandioca, além de algodão herbáceo (18,9 mil toneladas avaliadas em R$ 48,94 milhões), milho (120 mil toneladas, R$ 44,39 milhões) e soja (95,43 mil toneladas, avaliadas em R$ 81,9 milhões, em 2018).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Formação continuada terá como base o diagnóstico de cada escola

Publicados

em


Gestores e coordenadores das 15 Diretorias Regionais de Ensino de Mato Grosso (DREs)/Cefapros debatem essa semana, na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), os desafios do ano letivo de 2021. A pauta principal é a formação continuada com base no diagnóstico de cada escola.

Superintendente de Relacionamento Escolar da Seduc, Alcimaria Ataídes da Costa explica que esses diretores dos 15 polos pensam metas a partir dos indicadores que possuem.

“O formador vai in loco. Quando ele chegar à unidade vai pensar, junto com os professores, formas de melhorar a qualidade e os resultados da educação”.

As DREs seguirão com professores formadores de língua portuguesa, matemática e pedagogia para atender as séries iniciais do Ensino Fundamental.

A novidade é o formador em tecnologia, responsável por aproximar os profissionais das ferramentas disponíveis para melhorar o ensino, principalmente neste momento pandêmico. 

Secretário adjunto Executivo da Seduc, Amauri Monge explica que as Diretorias Regionais concentram nos formadores de português e matemática com o objetivo de melhorar os índices de alfabetização e aprendizagem.  

“Não estamos inventando nada. Buscamos as boas práticas na educação do Brasil e do mundo. E uma delas é focar nas práticas pedagógicas”, frisa.

Diagnóstico

A Coordenadoria de Currículo e Avaliações da Seduc apresentou os resultados das avaliações diagnósticas realizadas no retorno das atividades escolares em agosto do ano passado.

“O tema, como usar os resultados para definir a demanda de formação continuada, foi apresentado aos participantes. As DREs vão levantar os cursos de formação baseados nos resultados dessa avaliação”, explica a coordenadora Brígida Couto Mendes.

Conforme o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, é fundamental trabalhar a formação do professor e como está a prática pedagógica dele em sala de aula.

“Esse novo momento que a educação vem passando aponta que nossos desafios são maiores que em outros tempos. A Seduc é um órgão parceiro e vai dar as ferramentas necessárias para recuperarmos a aprendizagem dos nossos estudantes, tão impactada com a pandemia”, assinala.

Para a diretora da DRE em Alta Floresta (803 km ao norte da Capital), Edileuza Maçaneiro, os desafios são imensos. Ela enfatiza que para romper os obstáculos, as Diretorias Regionais estão recebendo orientações de todos os setores da Seduc.

“É uma equipe preparada diante de um grande desafio. A expectativa é a ampliação dessa equipe, mas com esses formadores já é de grande relevância”, comemora.

Diretor da DRE em Primavera do Leste (231 km ao sul da Capital), Dilson Thomaz reforça que o encontro é muito importante por ser um diálogo direto entre as diretorias e a sede da Seduc. “E também estamos tendo sugestões de como desenvolver o trabalho de formação junto às escolas”, salienta.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana