mato grosso

Chapada dos Guimarães comemora aniversário beneficiada com investimentos superiores a R$ 100 milhões

Publicados

em


Um dos principais destinos turísticos mato-grossense, Chapada dos Guimarães, distante 65 quilômetros da capital Cuiabá, comemora neste sábado, 31 de julho, 68 anos como município (a fundação de seu núcleo original foi em 1751) com investimentos, do Governo do Estado, superiores a R$ 100 milhões em obras rodoviárias e de saneamento básico em benefício do município, atualmente com 19.453 habitantes.

Entre pavimentação e revitalização de rodovias, são mais de 250 quilômetros entregues, em execução ou com edital publicado para início das obras e três pontes de concreto, além da ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto e entrega de maquinário para manutenção de estradas de terra. Houve também ações nas áreas de agricultura familiar e assistência social.

Infraestrutura

Na atual gestão, foi concluída a revitalização de 61 quilômetros da MT 251, no trecho entre Chapada dos Guimarães e entroncamento da MT 140, em Gardes, e a pavimentação de 23 quilômetros da MT 020 entre entroncamento da MT 251 e Água Fria/Lago do Manso. Os investimentos foram, respectivamente, de R$ 11,441 milhões e R$ 18,145 milhões.

Quatro outras obras estão em andamento, entre restauração e pavimentação. No primeiro caso, estão 44 quilômetros da MT-251, entre Trevo do Manso e Chapada dos Guimarães, cujos investimentos somam R$ 27,147 milhões, e 78,2 km da MT 351, entre entroncamento da MT 251 (trevo do Manso) e Lago do Manso.                                                                                             

Restauração da MT 251 de 44 quilômetros da MT-251, entre Trevo do Manso e Chapada dos Guimarães – Foto Tchelo Figueiredo

No segundo, um trecho de 28 quilômetros da MT 140, entre o município ao entroncamento Campo Verde/Nova Brasilândia, com investimentos de R$ 26,96 milhões.                                                                                   

Seis projetos beneficiando Chapada dos Guimarães estão em elaboração na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística(Sinfra-MT) – três de pavimentação e três de construção de pontes de concreto.

São 22,54 quilômetros da MT 246, entre Água Fria e divisa de Chapada dos Guimarães com Cuiabá; 7,63 quilômetros, entre o condomínio Paraíso e divisa Chapada dos Guimarães/Rosário Oeste; e 6,82 quilômetros da MT 241, entre as divisas de Nova Brasilândia/Chapada dos Guimarães e Chapada dos Guimarães/Rosário Oeste. 

Entre as pontes de concreto a serem construídas, duas serão sobre o Rio da Casca, com 24 metros de extensão cada, e uma sobre o Rio Manso, com 118 metros de comprimento.

Aguarda liberação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o projeto de reforma e revitalização da Praça Dom Wunibaldo e entorno, no centro da cidade, elaborado em conjunto por Sinfra/MT e Sedec (Secretaria de Desenvolvimento Econômico).  

Após a autorização, será aberta licitação para execução das obras – espaços multiuso, com área de alimentação e artesanato, pintura das fachadas dos prédios, bancos de madeira e concreto, com encaixe para estacionar bicicletas e faixas elevadas para pedestres, entre outras melhorias.

Projeto de reforma e revitalização da Praça Dom Wunibaldo foi elaborado em conjunto por Sinfra/MT e Sedec – Divulgação

Para auxiliar na manutenção de rodovias não pavimentadas, a Prefeitura de Chapada dos Guimarães recebeu do Governo do Estado uma motoniveladora, complementando o maquinário municipal.  

Abastecimento de água

Foi concluída em 2020, a ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto, que atenderá outros municípios além de Chapada dos Guimarães, expandindo sua capacidade de fornecimento de 30 para 100 litros por segundo. Investimentos de R$ 15 milhões.

Foi concluída em 2020, a ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto – Foto Christiano Antonucci

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setasc), além da entrega de 1.256 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 1.300 cestas básicas entre 2020 e 2021 pelo programa Vem Ser Mais Solidário e 1.625 cobertores, pelo Aconchego.

Agricultura familiar

Para atendimento a agricultores familiares, o município recebeu, no início deste ano, uma patrulha mecanizada composta por um trator agrícola 4×4 com potência de 110 CV, uma carreta basculante com capacidade para seis toneladas e uma grade aradora com 18 discos de 28 polegadas. 

Por meio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer-MT), estão em teste, por agricultores familiares de Chapada dos Guimarães, quatro cultivares de grão-de-bico. Iniciado em maio de 2020, o estudo têm como meta identificar quais se adaptam melhor às condições de cultivo na região.

Empaer/MT mantém cultivares de grão de bico com agricultores familiares no município – Foto Empaer/MT   

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) repassou ao município 1.675 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 72.292 comprimidos, entre azitromicina (8.888), ivermectina (7.111) e dipirona (56.293), também distribuído em gotas, com 1.383 frascos.              

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 24,9 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 2,5 milhões em assistência social, transporte escolar e emendas parlamentares entre 2019 e 2020; e R$ 1,113 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Liderado pela produção de algodão, milho e soja, o setor agropecuário, com R$ 269,7 milhões, responde por mais de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) Municipal avaliado em R$ 742,8 milhões em 2018, segundo o IBGE.

Serviços (R$ 168,8 milhões), indústria (R$ 146,9 milhões), administração pública (R$ 121,9 milhões) e impostos (R$ 35,3 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é R$ 37.922,51.

Em 2019, R$ 74,222 milhões, entre salários e outras remunerações, foram pagos por 462 empresas ou organizações ativas a 2.781 pessoas ocupadas (14,1% da população), das quais 2.308 assalariadas, com média mensal de 2,4 salários mínimos.

Além das commodities, Chapada dos Guimarães produz ainda abacaxi, banana, limão, mamão, manga, melancia, tangerina, tomate, cana-de-açúcar e mandioca.

Na pecuária, detém um rebanho bovino com 139,227 cabeças, das quais 1.379 vacas ordenhadas, com 1.360 milhão de litros de leite; rebanho galináceo, com  173,734 cabeças, das quais 11.096 galinhas com 110 mil dúzias de ovos; além de 7.407 suínos (186 matrizes), 4.491 equinos, 2.938 ovinos, 391 caprinos e uma produção de 56,5 toneladas de peixes em cativeiro e 450 quilos de mel de abelha.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Seduc e Sintep debatem retorno das aulas, contratações e processo de atribuição

Publicados

em


A volta às aulas na modalidade híbrida foi tema de reunião entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) e representantes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT). O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, apresentou as medidas adotadas e os investimentos feitos pelo Governo do Estado para garantir o retorno seguro para profissionais e estudantes.

Foram abordados temas como o funcionamento das escolas, medidas de biossegurança, plano de contingência, além dos processos seletivo e de atribuição dos professores para o próximo ano, chamamento do cadastro de reserva do concurso de 2017 e ações para melhorar a educação e garantir a recuperação da aprendizagem dos estudantes. O Sintep apresentou sugestões que serão avaliadas pela Seduc.

Essa é a primeira de uma série de reuniões que serão realizadas entre a Seduc e o Sintep. Foi definido que as reuniões serão por temas. O secretário Alan Porto reforçou que a Seduc está aberta ao diálogo e que o objetivo da reunião foi sanar todas as dúvidas sobre o retorno das aulas.

Processos seletivo e de atribuição

A secretária-adjunta de Gestão de Pessoas, Flávia Emanuelle de Souza Soares tirou dúvidas sobre os processos seletivo e de atribuição para o próximo ano. Destacou que após uma consulta à rede, foi identificado que o processo seletivo é uma reivindicação da maioria. A Seduc já está trabalhando no edital.

Quanto ao processo de atribuição, a portaria será publicada nos próximos dias. Entre as mudanças, está a antecipação do início da atribuição para o mês de outubro de forma que até o final do ano, antes do recesso escolar, os profissionais já estejam atribuídos e saibam onde vão atuar no próximo ano.

Além disso, a atribuição passará a ser totalmente online e deixará de contar com os certificados para somar pontos. A decisão é para evitar fraudes com a apresentação de certificados falsos. “São soluções de gestão para incluir qualidade na educação”, enfatiza a secretária.

Concurso público

Foi reafirmado ao Sintep que o chamamento de 141 professores de área do Concurso de 2017, por polo, já está adiantado, aguardando apenas autorização da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag). São profissionais do cadastro de reserva, uma vez que todos os aprovados já foram chamados.

Biossegurança

O secretário Alan Porto esclareceu todas as medidas de biossegurança adotadas para o retorno seguro, com ampliação de recursos para as escolas, além da criação do plano de contingência, junto com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), para casos de suspeita ou confirmação de Covid-19 nas unidades.

Enfatizou que os casos suspeitos e confirmados são acompanhados diariamente pela Seduc, por meio do sistema Indica-SUS.

Secretária adjunta de Gestão de Pessoas reforçou que o Programa de Educação para Redução do Absenteísmo (ERA) também está focado no pós-covid, acompanhando os profissionais com atendimento psicológico, de educador físico e outros atendimentos necessários.

Investimentos

Alan Porto fez, ainda, uma explanação dos recursos que estão sendo investidos em infraestrutura física e tecnológica, e na área pedagógica. São R$ 936 milhões do Programa Mais MT.

O secretário reforçou que todas as obras paralisadas da educação, em gestões anteriores, estão sendo retomadas pelo atual governo e serão concluídas.

Até o final de 2022, serão 35 novas escolas, 40 unidades reformadas e ou ampliadas, mais de 300 unidades climatizadas, mais de 30 novas quadras poliesportivas, manutenção em mais de 380 escolas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana