mato grosso

Cerca de 100 feirantes passam por exame preventivo ao câncer de próstata

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio das equipes técnicas do Centro Estadual de Referência em Média e Alta Complexidade (Cermac), da Superintendência de Assistência Farmacêutica (SAF) e do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), realizou uma ação de prevenção ao câncer de próstata neste sábado (27.11). A ação ocorreu na Feira do Porto, em Cuiabá, das 8h às 11h, e promoveu o atendimento de cerca de 100 feirantes. 

O Laboratório Central de Cuiabá (Lacec) também foi parceiro da ação. Além da panfletagem de material com orientação especializada, foi ofertado o exame clínico de sangue – conhecido como PSA (Antígeno Prostático Específico) – para homens feirantes que se enquadraram nos requisitos necessários.

A triagem levou em consideração homens com mais de 50 anos ou com mais de 45 anos que tenham fator de risco.

“Essa é uma ação preventiva, de estímulo aos homens. A necessidade do exame de próstata e a importância desse cuidado já está bastante ensejada junto ao público masculino. Neste sábado, promovemos algo em torno de 100 atendimentos na Feira do Porto, o que evidencia à adesão do público”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Mesmo que a busca ativa e os exames de detecção do câncer de próstata sejam responsabilidade da Atenção Básica municipal, o Estado auxilia com ações pontuais de prevenção à doença e de promoção à saúde do homem. 

Para o presidente da Associação dos Feirantes do Mercado do Porto, Jorge Lemos Junior, a ação do Estado estimulou os feirantes a realizarem o exame. “É muito importante essa parceria com o Governo do Estado e com a Secretaria Estadual de Saúde porque muitos têm o receio de irem fazer o exame. Com essa parceria, fica muito mais fácil a identificação do diagnóstico precoce do câncer de próstata”, disse o feirante.

De acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), para cada ano do triênio 2020-2022, ocorrerão 625 mil casos totais de câncer no Brasil, sendo que o câncer de próstata representa 29,2% do total de casos em homens.

“Nós selecionamos previamente, orientamos sobre a coleta e realizamos os exames de sangue, mas é preciso que os homens tenham a consciência de que o exame clínico com o médico é muito importante, pois 20% dos casos de câncer de próstata não são detectados no exame de sangue”, enfatizou a farmacêutica da Farmácia Estadual, Elizângela Vicuna.

Ainda estiveram presentes na ação a diretora do Lacen, Elaine Cristina de Oliveira, e a superintendente da SAF, Luci Emilia Grzybowski.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Governador de Mato Grosso reforça defesa do congelamento do ICMS dos combustíveis

Publicados

em


Em carta pública, o governador Mauro Mendes reforçou a defesa por prorrogar o congelamento do preço médio do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), que é o preço usado para a base de cálculo de cobrança do ICMS dos combustíveis.

A carta foi assinada por 21 governadores, nesta quarta-feira (26.01). O Governo de Mato Grosso já havia votado pela prorrogação do congelamento no dia 14 de janeiro, junto ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), mas foi voto vencido na ocasião.

Nesta semana, Mauro Mendes enviou nova proposta ao grupo de governadores, na qual insistiu em prorrogar a medida por mais 180 dias, mas não foi aceita em sua integralidade, ficando definido o prazo de mais 60 dias. A proposta deve ser votada nesta quinta-feira (27.01) junto ao Confaz.

“Diante do novo cenário que se descortina, com o fim da observação do consenso e a concomitante atualização da base de cálculo dos preços dos combustíveis, atualmente lastreada no valor internacional do barril de petróleo, consideram imprescindível a prorrogação do referido congelamento pelos próximos 60 dias, até que as soluções estruturais para a estabilização dos preços desses insumos sejam estabelecidas”, consta trecho da carta assinada pelos 21 governadores.

Conforme os gestores, a proposta é mais um esforço para amenizar a inflação que tem prejudicado a população, em especial “as camadas mais pobres e desassistidas”.

Mauro Mendes e os demais governadores também defenderam a mudança na política de preços da Petrobras, que é baseada no preço internacional do barril de petróleo.

“Enfatizam a urgente necessidade de revisão da política de paridade internacional de preços dos combustíveis, que tem levado a frequentes reajustes, muito acima da inflação e do poder de compra da sociedade”, finalizaram.

Em relação aos combustíveis, o Governo de Mato Grosso também realizou promoveu redução de ICMS que passou a valer a partir deste ano. Foi reduzido o imposto da gasolina de 25% para 23% (a menor alíquota do país) e do diesel de 17% para 16%. No etanol, Mato Grosso tem a menor alíquota entre os estados, de 12,5%.

Além de Mauro Mendes, assinaram a carta pública os seguintes governadores: Waldez Góes (Amapá), Ronaldo Caiado (Goiás), Wilson Lima (Amazonas), Flávio Dino (Maranhão), Camilo Santana (Ceará), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Reinaldo Azambuja (Mato Grosso do Sul), Renato Casagrande (Espírito Santo), Romeu Zema (Minas Gerais), Helder Barbalho (Pará), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), João Azevêdo (Paraíba), Eduardo Leite (Rio Grande do Sul), Ratinho Júnior (Paraná), Carlos Moisés (Santa Catarina), Paulo Câmara (Pernambuco), João Doria (São Paulo), Wellington Dias (Piauí), Belivaldo Chagas (Sergipe) e Cláudio Castro (Rio de Janeiro).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana