mato grosso

Centro de Triagem da Covid-19 já atendeu mais de 93 mil pessoas

Publicado


Aberto ao público desde o dia 22 de julho, o Centro de Triagem da Covid-19 completa seis meses de funcionamento em janeiro de 2021. A unidade de testagem tem auxiliado a Atenção Básica dos municípios da Baixada Cuiabana no enfrentamento à pandemia, por meio do tratamento precoce da doença. 

Os dados mais recentes mostram que, de 22 de julho de 2020 a 12 de janeiro de 2021, 93.490 pessoas foram atendidas na unidade. Deste total, 15.118 (16,17%) testaram positivo para o novo coronavírus, 51.125 (54,68%) tiveram o resultado negativo e 27.247 (29,14%) apresentaram quadro suspeito da Covid-19.

Neste mesmo período, foram realizadas 7.020 tomografias, exame de avaliação dos pulmões que auxilia no diagnóstico e tratamento da doença.

Para o tratamento dos pacientes que testaram positivo ou que apresentaram a suspeita de coronavírus, a farmácia da unidade já entregou 42.365 (45% em relação aos atendidos) de medicamento. Os remédios só são fornecidos após realização de consulta e emissão de receita médica.

A secretária adjunta de Gestão Hospitalar da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), Caroline Dobes, enfatizou que são distribuídas de 500 senhas virtuais e 400 senhas presenciais – 900 no total.

“O serviço que ofertamos no Centro de Triagem é uma função da Atenção Primária dos municípios. Mas, como forma de auxiliar, o Governo do Estado queria um espaço onde as pessoas pudessem receber o tratamento precoce com orientação e atendimento médico. Estamos atendendo entre 800 e 900 pessoas por dia. A Arena está sendo procurada e acreditamos que este projeto superou os objetivos positivamente”, avaliou a gestora.

Somente na terça-feira (12.01), o Centro de Triagem Covid-19 registrou 807 atendimentos, sendo 203 (25%) casos positivos, 248 (32%) casos suspeitos e 356 (44%) casos negativos. 

Como funciona o Centro de Triagem

O atendimento no Centro de Triagem funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. São entregues até 900 senhas por dia, sendo 500 emitidas pela internet – por meio do link triagem.mt.gov.br – e 400 senhas presenciais entregues das 6h às 6h45.

É obrigatório o uso de máscaras de proteção e as equipes do Corpo de Bombeiros monitoram o local para garantir a organização do espaço durante a entrega das senhas.

O Centro de Triagem na Arena Pantanal fica localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Perito compartilha conhecimentos e experiências em livro sobre prática da Medicina Legal

Publicado


Resultado de 32 anos de experiências e aprendizados nas salas da Gerência de Medicina Legal de Barra do Graças, o perito oficial médico legista aposentado Chu em Lay Paes Leme, reuniu na 2ª edição de seu livro “Medicina Legal Prática Compreensível” a fundamentação de como se deve fazer o trabalho pericial de forma eficiente e segura.  O livro traz uma abordagem inovadora ao estabelecer um vínculo entre a legislação penal e a processual penal, a doutrina e a prática médico-legal.

Apesar do título voltado à Medicina Legal, a obra contempla a importância da perícia oficial em todas as suas áreas de atuação, na produção da prova pericial e materialização dos crimes, e na garantia da inviolabilidade dos direitos humanos. Esta segunda edição, lançada em novembro de 2020, está reordenada, revisada, ampliada e atualizada.

“Nesta nova edição a reordenação está caracterizada pela abordagem que faço dos quatro primeiros capítulos do texto, onde, na parte I, trato da Perícia Oficial de forma geral como está disposta no Código de Processo Penal, o qual não particulariza os institutos que integram a Perícia Oficial. Eu assim o faço com a intenção de colaborar para que todos os peritos oficiais, do país, possam compreender que a Perícia Oficial é uma Instituição única e indivisível. E na parte II, trato de forma específica da Perícia Oficial Médico-legal”, citou o legista.

Ela apresenta, além dos capítulos da 1ª edição que foram atualizados e ampliados, quatro novos capítulos que são: Antropologia Forense, escrito pelo Dr. Aluisio Trindade Filho e pela Professora Dra. Eugênia Maria Guedes Pinto Antunes da Cunha (Professora catedrática de antropologia da Universidade de Coimbra – Portugal); Exumação; Perícia para o DPVAT e Toxicologia Forense.

A 2ª edição contempla todos os principais tópicos que estruturam a Medicina Legal Oficial. Conforme o autor, a obra poderá contribuir para os colegas que se iniciam nesta atividade, ou que por ventura forem nomeados peritos ad doc.  “Intuo e tenho esperança de que esta 2ª edição ampliada e atualizada, possa ser útil aos colegas médicos legistas que atuam no IML, aos colegas peritos criminais que atuam no Instituto de Criminalística e nos Laboratórios Forenses, aos estudantes de medicina e de direito e a todos os operadores do direito penal”, destacou o autor.

O livro é composto por dezoito capítulos e contém 610 páginas. A primeira edição foi lançada em 2010.

“A estrutura didática e o estilo de linguagem escolhidos para apresentar e abordar os conteúdos da perícia oficial e da medicina legal oficial tornam a obra singular. Simples, claro, lógico, fundamentado e por isso compreensível. Ele é um texto com viés prático e inovador”, explicou Leme.

O livro pode ser adquirido através do site www.editoraespacoacademico.com.br ou www.facebook.com/medicinalegalpratica.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana