mato grosso

Centro de Triagem atenderá três vezes por semana até o dia 15 de outubro

Publicados

em


Em atividade há mais de um ano, o Centro de Triagem Covid-19 dará início ao cronograma de desligamento da unidade. A partir da próxima segunda-feira (20.09), o serviço passará a funcionar somente às segundas, quartas e sextas-feiras e se estenderá até o dia 15 de outubro, quando encerrará a atividade. 

O desligamento ocorre após a diminuição de casos, hospitalizações e óbitos por coronavírus em Mato Grosso. Instalado na Arena Pantanal, o Centro auxiliou a Atenção Básica da Baixada Cuiabana com testagem em massa, realização de exames e fornecimento de medicamentos após prescrição médica.

“O Centro de Triagem é um serviço complementar do Estado, mas esse tipo de atendimento sempre foi atribuição dos municípios. A partir de agora, seguiremos auxiliando os municípios de outras formas, pois houve tempo suficiente para que eles se estruturassem para atender toda a demanda”, explicou a secretária estadual de Saúde em exercício, Kelluby de Oliveira.

Após a desativação da unidade, a testagem e o atendimento primário da população deverão ser prestados pela Atenção Básica dos municípios, que é responsável pela execução destes serviços no Sistema Único de Saúde (SUS).

O Centro de Triagem já realizou 233.280 atendimentos. Os dados mais recentes mostram que, de 22 de julho de 2020 a 13 de setembro de 2021, 40.023 pessoas testaram positivo para o novo coronavírus, 135.615 tiveram o resultado negativo e 57.642 apresentaram quadro suspeito da Covid-19.

No mesmo período, foram realizadas 14.836 tomografias, exame de avaliação dos pulmões que auxilia no diagnóstico e tratamento da doença.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Ocupação de UTI está em 38%; Mato Grosso teve 6 mortes por Covid em 24h

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (19.09), 531.303 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.714 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Nas últimas 24 horas, foram notificadas 6 mortes e 259 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 531.303 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso 4.130 estão em isolamento domiciliar e 512.652 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 162 internações em UTIs públicas e 87 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está 38,76% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (109.529), Rondonópolis (37.445), Várzea Grande (37.390), Sinop (25.634), Sorriso (18.075), Tangará da Serra (17.642), Lucas do Rio Verde (15.551), Primavera do Leste (14.638), Cáceres (11.708) e Barra do Garças (10.539).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 386.221 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 116 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (18.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.230.325 casos da Covid-19 no Brasil e 590.508 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.080.219 casos da Covid-19 no Brasil e 589.573 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (19.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana