Rondonópolis

CEDERO realiza ação alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Colesterol

Publicados

em

Por orientação da Secretaria Municipal de Saúde, o CEDERO – Centro de Diabetes e Endocrinologia de Rondonópolis, realizou nesta sexta-feira (5) uma ação de orientação, prevenção e combate ao colesterol na Praça dos Carreiros, alusiva ao “Dia Nacional de Combate ao Colesterol”, comemorado oficialmente no dia 08/08.

Por se constituir num terminal de coletivo urbano, a praça foi escolhida pelo volume de pessoas que circulam e transitam no local, o que facilita a difusão de informações nas ações de divulgação de campanhas de saúde de cunho nacional e ou internacional. 

Equipe da unidade de saúde Cedero…

Por esta razão, equipes da unidade de saúde, lideradas pelo diretor do Cedero, Dr. Arthur Emílio Vieira realizaram a chamada busca ativa da população, abordando e orientando as pessoas sobre os perigos e malefícios do colesterol alto, relacionados a doenças endócrinas ou cardiovasculares, como infartos, AVCs entre outros, e faziam aferição de pressão arterial, repassavam dicas e maneiras de controlá-lo; cuidados pessoais com a alimentação, sugeriam exames regulares de controle; e, a prática de atividades físicas regulares, como caminhadas, entre outros.

Nos casos de pessoas que apresentaram o exame de colesterol, os técnicos avaliavam, e de acordo com a necessidade repassavam as orientações específicas de cada caso. E, as pessoas que por ventura estavam há um longo tempo (até de vários anos) sem realizar exames para a aferição do colesterol, os técnicos/médicos, já faziam o pedido e o encaminhamento para uma unidade básica de saúde para realização de exames lipidograma completo.

Faixas de alerta…

Conforme o diretor, o objetivo do Centro é orientar, prevenir, e proporcionar um serviço de saúde de qualidade à população, começando com a difusão de orientações preventivas, e posteriormente curativas, se necessário.

O QUE É O COLESTEROL
Conforme definições médicas do Ministério da Saúde, o colesterol é um conjunto de gorduras necessário para o organismo exercer algumas funções, como a produção de determinados hormônios. Portanto, precisamos dele, mas é preciso ingeri-lo de forma equilibrada para manter as taxas regulares. 

Ainda segundo o MS, há dois tipos de colesterol: o HDL, considerado “colesterol bom”, e o LDL, denominado de “colesterol ruim”. Cada grupo pode contribuir para a redução ou aumento dos índices. Quando em desequilíbrio no organismo, o colesterol torna-se fator de risco vascular, e aumenta a incidência de AVC, de morte súbita e doença coronariana. 

As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pelos óbitos registrados anualmente no Brasil. O desenvolvimento dessas doenças está associado a diversos fatores de risco, tais como: obesidade, aumento do colesterol, pressão alta, diabetes e tabagismo, que podem ser controlados com alimentação saudável e prática de atividades físicas. 

Além desses fatores, a hereditariedade pode determinar um colesterol alto mesmo em pessoas que tenham hábitos saudáveis, por isso, além da prática de atividade física e da alimentação equilibrada é importante verificar regularmente as taxas de gordura no sangue e, se necessário, utilizar medicamentos sob prescrição e acompanhamento médico.

Segundo o diretor do CEDERO outras ações orientativas e preventivas ainda serão realizadas este ano na cidade, e serão divulgadas adequadamente no devido tempo.

Fonte: Prefeitura de Rondonópolis

Comentários Facebook
Propaganda

Rondonópolis

Escola Rosalino recebe peça infantil sobre prevenção contra a COVID-19

Publicados

em

Os alunos da Escola Municipal Rosalino Antônio Silva, que fica no Cidade Alta, têm a oportunidade de assistir, na próxima segunda-feira (8), ao espetáculo “Ciência para uma Vida Melhor”, que levará a importante mensagem de conscientização às crianças e adolescentes sobre prevenção contra a Covid-19.  A atração gratuita é fruto de uma parceria firmada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O espetáculo faz parte da turnê do projeto Diverte Teatro Viajante, idealizado pela Ciência Divertida, empresa especializada em promover atividades científicas interativas para crianças e adolescentes. 

Por meio de lei federal de incentivo à cultura,  a “Lei Rouanet, as apresentações do projeto que percorre o país de Norte a Sul contam com o apoio de uma empresa de agricultura e inovação tecnológica. Em Mato Grosso, além de Rondonópolis, estudantes de Campo Novo do Parecis e Campo Verde também têm oportunidade de assistir ao espetáculo. 

A escola Rosalino encerra as apresentações realizadas em escolas públicas de Rondonópolis neste mês de agosto pelo Diverte Teatro Viajante.  Antes as apresentações ocorreram na Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Frei Milton Marques da Silva, na Vila Rica, no dia 3;  na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) José Antônio da Silva, na Vila Cardoso, no dia 4; na EMEF Bonifácio Sachetti, no Parque São Jorge, no dia 5. 

O espetáculo mostra para as crianças, além das medidas de prevenção de contágio do Coronavírus, como a ciência é uma grande aliada no combate à pandemia. “Tratar de uma questão séria de forma lúdica, leve, com uma linguagem simples e muita interação, faz com que o tema seja realmente compreendido pelas crianças”, explica o diretor do projeto, Júlio Martinez. 

Ele lembra que o Coronavírus não acabou totalmente e a convivência com a Covid-19 continuará existindo nas próximas gerações e a ciência e pequenos hábitos são grandes aliados na prevenção desta e de outras doenças.
Para o assessor do departamento de Ensino Fundamental da Semed, Joelson Santos, esta parceria é de extrema relevância ao aprendizado das crianças. “O teatro, além do encantamento da apresentação que estimula a criatividade, é uma ferramenta muito potente capaz de sensibilizar sobre as questões trabalhadas na peça”.

O ESPETÁCULO

Dois divertidos cientistas precisam se isolar em seu laboratório por causa de uma doença que se apoderou das rotinas das pessoas: a covid-19. Durante a peça, eles iniciam um estudo sobre o vírus e, durante essa descoberta, os participantes começam a entender mais sobre a doença, quais são os sintomas e como se prevenir.

O espetáculo mostra para as crianças, além das medidas de prevenção de contágio do coronavírus, como a ciência é uma grande aliada no combate à pandemia. “Tratar de uma questão séria de forma lúdica, leve, com uma linguagem simples e muita interação faz com que o tema seja realmente compreendido pelas crianças”, explica o diretor do projeto, Júlio Martinez.

Fonte: Prefeitura de Rondonópolis

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana