BRASIL E MUNDO

Caso Lázaro: Polícia recebe mil denúncias e pede que não sejam feitos trotes

Publicados

em


source
Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa de Sousa, feitas pela Polícia Civil do DF
Divulgação/PCDF

Projeções de disfarces de Lázaro Barbosa de Sousa, feitas pela Polícia Civil do DF

A megaoperação que já dura 13 dias em Goiás conta com apoio da população para localizar e prender o fugitivo Lázaro Barbosa Sousa , autor de uma chacina no último dia 9. Enquanto algumas denúncias são úteis para as buscas, a maior parte das ligações para o setor que está em funcionamento há aproximadamente 24h é composta por trotes e conversas irrelevantes , conforme revelou nesta segunda-feira, dia 21, a Secretaria de Segurança Pública do estado. O disque denúncia contabilizou cerca de mil chamados . O número disponibilizado para receber informações sobre a localização de Lázaro é (061) 9 9839-5284.

Apesar dos trotes, a força-tarefa manifestou gratidão pelas doações entregues aos agentes por setores público e privado desde o início da ação, e em especial pelo apoio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).

Você viu?

No 13º dia de buscas, a secretaria informou por meio de nota que foram realizadas incursões com apoio de cães para checagem de informações de possíveis locais por onde Lázaro passou. O cerco se fechou ainda mais. Também estão sendo utilizados 40 rádios comunicadores cedidos pelo Exército.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

MG: Homem de 34 anos é preso por abusar de criança de 10 anos

Publicados

em


source
Homem foi preso pela Polícia Civil na cidade de Pocrane, região do Rio Doce
Reprodução: Jovem Pam

Homem foi preso pela Polícia Civil na cidade de Pocrane, região do Rio Doce

Suspeito de abusar sexualmente de uma criança de 10 anos de idade foi preso na cidade de Pocrane, Minas Gerais. Segundo a Polícia Civil, a vítima já foi enteada do autor do crime.

O vizinho e amigo do avô da criança, homem de 56 anos, também é supeito de abusar da vítima em uma outra circuntância. Os dois homens teriam se aproveitado da liberdade que tinham com a família para abusar da criança.

Os crimes aconteceram entre 2018 e 2019, mas na época, a família ainda não sabia do ocorrido. A vítima procurou o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da cidade no ano passado. O departamento que levou o caso até a polícia.

Enquanto eram realizadas as investigações contra os dois suspeitos, eles ainda coagiram a mãe e a avó da criança para não prestarem depoimento. De acordo com o ocorrido foi pedido a prisão temporária dos dois imediatamento, segundo a Polícia Civil.

O homem de 56 anos ainda não foi localizado, portanto, as buscas continuam. Já o homem de 36 foi achado. A polícia declarou que a prisão de ambos será de 30 dias até que sejam finalizadas as investigações.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana