Comodoro

Carreta carregada com 652 quilos de cocaína é apreendida; droga é avaliada em R$ 81 milhões

Publicado

Uma carreta carregada com substância análoga a cloridrato de cocaína foi apreendida na madrugada desta terça-feira (22.09), na cidade de Comodoro (a 597 km de Cuiabá), durante ação policial do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT). Em um compartimento clandestino foram encontrados 652 quilos de drogas, que estavam separados em tabletes.

Além dos entorpecentes, foram apreendidos a carreta, três veículos, sendo duas caminhonetes, dois barcos e dois motores. Ao todo, cinco pessoas foram presas.

A ação aconteceu durante patrulhamento na região, quando os policiais viram uma carreta de cor vermelha estacionada as margens da mata na BR-174. Ao se aproximar de um dos veículos, o condutor da caminhonete, junto com outros passageiros, fugiu. A polícia seguiu em perseguição e, mais a frente, o grupo sofreu um acidente e conseguiram fugir pela região de mata.

De volta ao local onde estava estacionada a carreta, os profissionais iniciaram as buscas e, em um compartimento oculto foi encontrada a carga. Todo material apreendido foi encaminhado para a Polícia Federal do município de Cáceres (a 212 km ao Norte de Cuiabá).

A polícia segue em busca pelos suspeitos que conseguiram fugir. O prejuízo estimado para o crime com as apreensões ultrapassa os R$ 81 milhões.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Governador anuncia aos servidores a correção monetária sobre salários escalonados

Publicado


O Governo de Mato Grosso vai pagar aos servidores estaduais (ativos e inativos) a correção monetária sobre os salários que foram pagos de forma escalonada.

O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes nesta terça-feira (27.10), após reunião com os secretários Rogério Gallo (Fazenda) e Basílio Bezerra (Planejamento e Gestão).

A correção será paga de uma só vez a todos os servidores que têm o direito na folha de novembro, junto com a folha de pagamento.

“Infelizmente o Estado de Mato Grosso, nos últimos anos, atrasou salários e em alguns meses pagou de forma parcelada. E a legislação estadual diz claramente que quando o Estado paga além do dia 10, o servidor tem direito à correção monetária. Graças ao nosso trabalho e dos nossos servidores, conseguimos consertar o Estado e isso nos permitiu pagar este direito”, afirmou o governador.

Os valores são correspondentes a pagamentos atrasados e/ou escalonados no período de agosto de 2017 a outubro de 2019, incluindo o 13° do período.

A correção será feita pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

De acordo com o secretário da Seplag, Basílio Bezerra, o Governo tem envidado todos os esforços para corrigir distorções ocorridas no passado relativas aos servidores públicos. “Esse pagamento é justo e representa a valorização e respeito aos servidores públicos estaduais”, ressaltou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana