AGRO & NEGÓCIO

Capacitação em Fruticultura Tropical: sistema de produção do mamão é o tema da próxima edição

Publicados

em


O mamão é o assunto da próxima edição do evento Capacitação em Fruticultura Tropical. O treinamento on line ocorre na terça-feira (1°) e a palestra técnica sobre sistema de produção do mamão no Cerrado será conduzida pelo pesquisador da Embrapa Cerrados, Nilton Junqueira. A transmissão pode ser acompanhada pelo canal da Embrapa no Youtube e pela página da Embrapa Cerrados no Facebook, a partir das 9h.

O mamão é atualmente a 5° fruta mais consumida no Brasil, ficando atrás da banana, laranja, melancia e maça. Na ocasião, o pesquisador fará um breve relato sobre o cultivo do mamão no Cerrado, mostrando os pontos fortes e fracos, e irá sugerir um sistema de produção da fruta para o Distrito Federal e Entorno. A expectativa dos organizadores com o curso é contribuir para aumentar a taxa de adoção das tecnologias desenvolvidas pela Embrapa.

A capacitação on line sobre o mamão faz parte de uma série que teve início em junho de 2021 e segue até abril de 2022. A cada 14 dias, sempre às terças-feiras às 9h, é realizada uma palestra com pesquisadores de diversas unidades da Embrapa, com a participação de técnicos, extensionistas e especialistas da Emater-DF, da Emater Goiás, e da Emater-MG e das demais instituições parceiras. A cada edição um tema específico é abordado.

A iniciativa tem a contribuição de profissionais da pesquisa, extensão rural e ligados às políticas públicas. Além disso, conta com o apoio da Rota da Fruticultura da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride), uma das Rotas de Integração Nacional idealizada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) com o objetivo de profissionalizar a cadeia produtiva da fruticultura, integrando os subsistemas de insumos, produção, extrativismo, processamento e comercialização por meio da criação de sistemas agroflorestais, agroindustriais e de serviços especializados. 

Os temas das palestras foram definidos a partir de prospecção realizada pela Embrapa Cerrados (DF) e pela Emater-DF, com apoio da Emater-MG, Emater-GO e da Rota da Fruticultura, que buscou identificar as culturas mais importantes visando à elaboração de políticas públicas para o desenvolvimento regional com a melhoria das condições de vida de produtores rurais do segmento na região do Cerrado.

Confira as palestras já realizadas

A primeira palestra técnica da Capacitação teve o tema Maracujá: cultivares, sistemas de produção e mercado, realizada em 15 de junho de 2021 pelo pesquisador Fábio Faleiro, da Embrapa Cerrados. A segunda foi Citros: do plantio à colheita, ministrada pelo pesquisador Eduardo Girardi, da Embrapa Mandioca e Fruticultura em 29 de junho. 

Mercado e a comercialização de frutas frescas e processadas foi apresentado por Ana Maria Costa, pesquisadora da Embrapa Cerrados, no dia 13 de julho. A quarta palestra foi realizada no dia 27 de julho com o pesquisador João Dimas Maia, da Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS), que falou sobre Uvas de mesa: cultivares, sistemas de produção e mercado

No dia 10 de agosto, foi abordado o tema Uvas para vinho e suco: mercado, agregação de valor e perspectivas pelo pesquisador Giuliano Pereira, da Embrapa Uva e Vinho. No dia 20 de agosto, o pesquisador Luís Eduardo Corrêa Antunes, da Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), apresentou conteúdos sobre Frutas vermelhas: sistema de produção de morango, mirtilo e amora-preta.

O tema no dia 8 de setembro foi Fruteiras temperadas: sistema de produção em ambiente tropical, com o pesquisador Paulo Lopes, da Embrapa Semiárido. No dia 21, o pesquisador Raul Rosa, da Embrapa Agrobiologia (Seropédica, RJ), palestrou sobre Cultivo orgânico: sistemas de produção na fruticultura.

No dia 5 de outubro, o tema tratado foi Fruteiras Nativas: propagação e domesticação, com o pesquisador Ailton Pereira, da Embrapa Cerrados. No dia 26, o tema foi Banana: cultivares sistemas de produção e mercado, com o pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Edson Perito Amorim. O pesquisador Tadeu Graciolli abordou, no dia 3 de novembro, o Cultivo comercial do abacate.

No dia 16, o assunto foi Goiaba: instruções técnicas para o cultivo comercial tema também abordado pelo pesquisador da Embrapa Cerrados. A última palestra de 2021 tratou da Pitaya: melhoramento genético e sistemas de produção e ficou a cargo do pesquisador Fábio Faleiro. Já a manga foi o tema da primeira palestra de 2022. O tema Instruções técnicas para o cultivo comercial da manga foi tratado pelo pesquisador Tadeu Graciolli.

Também estão agendadas as seguintes palestras, sempre às 9h:

Graviola: sistema de produção no Cerrado – Nilton Junqueira (Embrapa Cerrados) – 15 de fevereiro de 2022
Pêssego: pesquisa, inovação e produção em clima tropical de altitude – Maria do Carmo Raseira (Embrapa Clima Temperado) – 1 de março de 2022
Açaí: cultivares, sistemas de produção e mercado – João Tome de Farias Neto (Embrapa Amazônia Oriental) – 15 de março de 2022
Cacau: cultivares, mercado e sistema de produção no Cerrado – Paulo Cesar Lima (pesquisador UMIPI Cacau) – 29 de março de 2022
Melão e melancia: cultivares, sistema de produção e mercado – Jony Yuri (pesquisador da Embrapa Semiárido) – 12 de abril de 2022.

Todas as palestras estão sendo gravadas e disponibilizadas no canal da Embrapa no Youtube e também na homepage da Embrapa Cerrados para acesso gratuito.

Serviço:
Mamão: sistema de produção no Cerrado
Quando: 1 de fevereiro, às 9h
Onde: https://www.youtube.com/watch?v=Zud0KdqO0XQ

Fonte: Embrapa

Comentários Facebook
Propaganda

AGRO & NEGÓCIO

Presidente da Aprosoja-MT se reúne com ministros da Agricultura e do Meio Ambiente

Publicados

em

Presidente da Aprosoja-MT se reúne com ministros da Agricultura e do Meio Ambiente

Fernando Cadore participou de agendas nesta segunda e terça-feira (23 e 24) para tratar de temas como plano safra, aumento no custo da produção e comércio de carbono

24/05/2022

O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore, cumpriu duas agendas importantes nesta segunda e terça-feira (23 e 24.05), em Brasília, com os ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Marcos Montes, e Meio Ambiente (MMA), Joaquim Leite.

“Apresentei aos ministros questões internas e externas que impactam no custo de produção e que vem refletindo em um reajuste generalizado em toda a cadeia produtiva. É importante entender que a conta não é apenas do produtor rural e que quem acaba pagando é a população, na prateleira do supermercado”, destacou Cadore.

Entre os temas na pauta com o MAPA estiveram o plano safra 2022/2023, o alto custo dos insumos agrícolas e, principalmente, os desafios da produção de grãos em Mato Grosso, que carece de estrutura da “porteira para fora” para se manter competitivo, o que inclui logística adequada para escoamento da produção. Além disso, ele citou o impacto na quebra da safra de milho, com uma perda estimada em 4 milhões de toneladas por conta da estiagem prolongada.

Já na reunião-almoço de hoje com a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Cadore apresentou ao ministro Joaquim Leite o trabalho pioneiro realizado pela Aprosoja-MT sobre sequestro de carbono na agricultura, já solicitando mecanismos de comercialização do produto em benefícios dos produtores mato-grossenses.

“Também sugerimos ao presidente da FPA, o deputado federal Sérgio Souza, que a Frente represente as multinacionais de fertilizantes na Organização Mundial do Comércio (OMC) por formação de cartel pelas altas sem precedentes deste insumo, caso contrário, poderá ocorrer um desabastecimento mundial de alimentos”, disse o presidente da Aprosoja-MT.

Fonte: Rose Domingues

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana