POLÍTICA NACIONAL

Campanha de Crivella nega uso de música de Marília Mendonça; entenda

Publicado


source
mulher em microfone
Creative Commons

Música ficou famosa por ser interpretada por Marília Mendonça

Baseado em um hit interpretado pela cantora Marília Mendonça, a música que ilustra um vídeo l ançado durante o período de reeleição do atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, causou polêmica . Isso acontece porque o compositor, Hugo Del Vecchio, não autorizou a utilização do som para uso político. A revelação foi feita pelo blog Radar, do Jornal O Globo.

A música, que inicialmente fala “Se ele não te quer, supera”, teve trecho substituído por “O Rio vai votar Crivella” e “Junto com Bolsonaro é Crivella”. Em entrevista à coluna, o compositor afirmou que a editora na qual trabalha não foi consultada pela equipe do atual prefeito do Rio. Del Vecchio disse, ainda, que a campanha foi notificada sobre o uso indevido.

A assessoria do prefeito disse que a música não é um jingle de campanha, e sim um material feito por apoiadores.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

“Sem fundamento”, diz Barroso sobre críticas como as de Bolsonaro a urnas

Publicado


source
Presidente do TSE, Luiz Roberto Barroso
Agência Brasil

Presidente do TSE, Luiz Roberto Barroso

Encerradas as eleições 2020, o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, afirmou na noite deste domingo (29), que nunca foi detectado nenhum caso de fraude nas urnas eletrônicas. E destacou que declarações que tentam apontar uma suposta fragilidade do sistema não têm fundamento.

Na tarde desde domingo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a questionar a segurança da urna eletrônica e a defender a retomada do voto impresso. Sem fazer qualquer menção a Bolsonaro, Barroso disse que as acusações de fraude são feitas “sem nenhum fundamento”.

“Para além da retórica, sobre a qual ninguém tem controle, jamais se comprovou qualquer aspecto fraudulento no sistema”, disse Barroso.

O presidente do TSE reforçou que as urnas não ficam conectadas à internet. 

“Em relação às acusações de fraude que se repetem insistentemente, mas evidentemente sem nenhum fundamento, eu vou explicar mais uma vez às pessoas que não tenham entendido. Só posso explicar às que não tenham entendido, às que não queiram entender, não há remédio na farmacologia jurídica para esse problema”, afirmou o presidente do TSE.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana