Saúde

Caminhos da Reportagem apresenta hoje os benefícios da equoterapia

Publicados

em


A equoterapia é uma prática terapêutica que tem mostrado, ao longo de décadas, o quanto a interação entre homem e animal pode oferecer benefícios para a saúde. No programa Caminhos da Reportagem deste domingo (28), a TV Brasil mostra que a equoterapia vai muito além de um passeio a cavalo.

Para a psicóloga Ana Carolina Sánchez, a prática pode melhorar a saúde de pessoas com comprometimentos físico e mental: “Hoje a equoterapia já abrange várias áreas: crianças com problema de aprendizagem, adultos com dependência química”.

Ana Júlia Fernandes, de 15 anos, nasceu com paralisia cerebral e começou a praticar equoterapia antes dos dois anos de idade. “Ela começou muito cedo e, de lá pra cá, nunca parou, porque foi uma evolução muito grande. Então, a gente viu que podia parar tudo, menos a equoterapia”, conta Rosa Maria Fernandes, mãe da adolescente. ”Eu gosto de tudo. Gosto de galopar, gosto de um trote básico, que é uma voltinha…”, diz Ana Júlia.

Para o neuropediatra Carlos Nogueira, “o fato de a mãe colocar a roupinha da equoterapia na criança já está havendo um treinamento espaço-temporal. Ela já passa a reconhecer para onde está indo e o tempo que isso vai acontecer”.

Equoterapia pode oferecer benefícios para a saúde física e mentalEquoterapia pode oferecer benefícios para a saúde física e mental

Equoterapia pode oferecer benefícios para a saúde física e mental – Divulgação/TV Brasil

Histórico

Segundo a fisioterapeuta Alessandra Pietro, a equoterapia surgiu no final da década de 1940, na Escandinávia, após surtos de poliomielite. Porém, a atividade só chegou ao Brasil entre 1970 e 1980 e somente em 2019 a prática foi regulamentada, por meio da Lei 13.830. 

Dados da Associação Nacional de Equoterapia (Ande), responsável pela metodologia da prática terapêutica no país, indicam que atualmente mais de 30 mil pessoas se beneficiam do movimento ritmado dos cavalos. “A equoterapia está inserida em todas as regiões do país, em todas temos um centro de equoterapia filiado à Ande Brasil”, diz o presidente da associação, Jorge Dornelles Passamani.

Esta edição do programa Caminhos da Reportagem vai mostrar o treinamento e os cuidados com os animais utilizados nas sessões de equoterapia. Além disso, a equipe do programa ouviu pessoas que contam com a ajuda de cavalos para superar o medo e a timidez. O programa vai mostrar também a história de dois atletas paralímpicos brasileiros: Flamarion Pereira e Vera Lúcia Mazzili. 

Vera Lucia Mazzili é atleta paralímpica brasileira.Vera Lucia Mazzili é atleta paralímpica brasileira.

A atleta paralímpica Vera Lúcia Mazzili treinando em seu cavalo Divulgação/TV Brasil

Serviço: 

O programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, vai ao ar no domingo, às 20h. 

Clique aqui para saber como sintonizar a TV Brasil.

Ficha técnica:

Reportagem: Carlos Molinari e Morillo Carvalho
Produção: Carlos Molinari, Morillo Carvalho, Naitê Almeida e Tiago Bittencourt
Imagens: André Rodrigo Pacheco, Osvaldo Alves, Rafael Oliver e Rogerio Verçoza
Apoio às imagens: Manoel Lenaldo
Auxílio técnico: Alexandre Souza, Dailton Matos, Thiago Pinto
Edição de texto: Suzana Guimarães
Edição de imagens e finalização: Rivaldo Martins
Arte: Lucas de Souza Pinto

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Brasil registra 1.347 óbitos e 30.634 casos de covid-19

Publicados

em


O Brasil contabiliza 374.682 mortes por covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta segunda-feira (19). Em 24 horas, foram registrados 1.347 novos óbitos pelas secretarias estaduais de saúde. 

A soma de casos acumulados é de 13.973.695. Entre ontem e hoje, foram notificados 30.624 novos casos de infecção. Os dados indicam também que 1.138.301 pacientes estão, neste momento, em acompanhamento. Outros 12.460.712, o correspondente a 89,2% dos infectados, já se recuperaram.

Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil (19.04.2021). Situação epidemiológica da covid-19 no Brasil (19.04.2021).

Estados

São Paulo soma até o momento 2.750.300 pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (1.281.421) e Rio Grande do Sul (922.550). Já o Acre segue com o menor número de casos (75.599), seguido de Roraima (93.790) e Amapá (103.374).

Em número de mortes, São Paulo também lidera, com 88.528 óbitos. Rio de Janeiro (41.418) e Minas Gerais (30.397) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (1.433), Roraima (1.445) e Amapá (1.477).

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana