POLÍTICA NACIONAL

Câmara aprova 180 propostas em 2020, com prioridade para combate à pandemia

Publicados

em


Najara Araujo/Câmara dos Deputados
Votação de propostas legislativas. Presidente da Câmara dos Deputados, dep. Rodrigo Maia
Plenário da Câmara funcionou virtualmente durante 2020

Em plena pandemia, a Câmara dos Deputados adaptou seu sistema de votação em Plenário para viabilizar a tramitação de projetos que ajudaram no enfrentamento do novo coronavírus, que vitimou mais de 188 mil pessoas no Brasil.

Foram votados temas como o auxílio emergencial (PL 9236/17), o programa de suspensão de trabalho (MP 936/20), ajuda a micro e pequenos empresários (PL 1282/20), orçamento especial para o estado de calamidade pública (PEC 10/20), ajuda a estados e municípios (PLP 39/20) e várias outras propostas para responder ao desafio sanitário e econômico provocado pela Covid-19.

Ao todo, o Plenário analisou e aprovou 81 projetos de lei, 53 medidas provisórias, 9 projetos de lei complementar e 4 propostas de emenda à Constituição. Aprovaram-se ainda 22 projetos de decreto legislativo e 5 projetos de resolução.

Além da pandemia
Mas a Câmara dos Deputados aprovou também muitas proposições que não tiveram relação direta com a pandemia. Entre esses temas destacam-se o novo Fundeb (PEC 15/15 e PL 4372/20); mudanças no Código de Trânsito (PL 3267/19), no setor de gás (PL 6407/13), na navegação (4199/20) e na segurança de barragens (PL 550/19); pagamento por serviços ambientais (PL 5028/19); novas regras para estados refinanciarem suas dívidas com a União (PLP 101/20); e reforço no combate ao racismo (PDL 861/17).

Ao longo dos próximos dias, a Agência Câmara publicará um balanço com as principais votações do ano. Acompanhe:

Projetos sobre Covid-19
Saúde

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Cláudia Lemos

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Governador do DF desiste de ir a casamento após repercussão negativa

Publicados

em


source
Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal
Reprodução

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha , desistiu de ir a um casamento no qual seria padrinho nestes sábado (27), após receber críticas. As informações são do jornalista Guilherme Amado, do jornal O Globo.

Ibaneis decretou lockdown no Distrito Federal , que está sem leitos de UTI disponíveis. O decreto de restrição só passa a valera a partir deste domingo (28).

Depois que a coluna de Guilherme Amado revelou que o governador seria padrinho de um casamento neste sábado, a repercussão negativa tomou conta. Ibaneis seria padrinho do filho de Olegário Oliveira de Moraes, chefe de gabinete Casa Militar de seu governo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana