economia

Caixa libera saque-aniversário para nascidos em maio; veja as datas

Publicados

em


source
Saque aniversário para nascidos em maio estão disponíveis
Agência Brasil

Saque aniversário para nascidos em maio estão disponíveis

A Caixa Econômica Federal iniciou os depósitos do saque-aniversário do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para quem nasceu em maio. As retiradas podem ser feitas até 30 de julho.

O benefício permite o saque de parte do fundo de garantia no mês de nascimento do beneficiário. Quem tem até R$ 500 em depósitos, tem direito à 50% do benefício, enquanto valores acima de R$ 20 mil, o beneficiário terá apenas 5% do FGTS.

A retirada do saque aniversário retira do direito de sacar o fundo de garantia em caso de demissão sem justa causa. No entanto, é considerado um bom meio para os beneficiários que precisam do dinheiro rapidamente ou os que pediram demissão de seus empregos.

Confira o calendário de saques-aniversário

  • Janeiro – 4/1 a 31/3        
  • Fevereiro – 1/2 a 30/4   
  • Março – 1/3 a 31/5         
  • Abril – 1/4 a 30/6             
  • Maio – 3/5 a 30/7            
  • Junho – 1/6 a 31/8         
  • Julho – 1/7 a 30/9            
  • Agosto – 2/8 a 29/10      
  • Setembro – 1/9 a 30/11
  • Outubro – 1/10 a 31/12
  • Novembro – 1/11 a 31/1/22        
  • Dezembro – 1/12 a 28/2/22

Como solicitar o saque-aniversário

A solicitação do benefício pode ser feita no site ou aplicativo da Caixa até o último dia do mês de nascimento do beneficiário. A transferência é realizada gratuitamente em qualquer conta bancária.

Para conferir o saldo do FGTS é preciso acessar o site www.caixa.gov.br/extrato-fgts ou por meio das agências bancárias da estatal.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

Guedes não deve continuar no governo em caso de reeleição de Bolsonaro; entenda

Publicados

em


source
Guedes estuda deixar o governo em caso de reeleição de Bolsonaro
Edu Andrade/Ascom/ME

Guedes estuda deixar o governo em caso de reeleição de Bolsonaro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a interlocutores que não deve continuar no governo em caso de reeleição de Bolsonaro em 2022. A informação é do jornal O Globo .

Guedes afirmou que pretende entregar “um país democrático”, com a apresentação de reformas e privatizações. À frente da pasta, o ministro apresentou a reforma da previdência , aprovada em 2019, além das reformas administras e tributárias , ainda em discussão no Congresso Nacional.

Paulo Guedes foi protagonista de diversas polêmicas envolvimento discórdias políticas ou com o presidente Jair Bolsonaro. A mais forte foi no começo deste ano, após a aprovação da Lei Orçamentária Anual de 2021 . Após alterações na peça orçamentária, Guedes ameaçou cortar as verbas e atiçou a ala política do Palácio do Planalto. Durante as discussões, parlamentares pediram o desmembramento da pasta e Bolsonaro precisou tomar frente às negociações.

Após os boatos e a sinalização positiva de Bolsonaro para desmembrar os setores da Indústria e Planejamento do Ministério da Economia, Guedes ameaçou desembarcar do governo, mas recuou após conversas com interlocutores. No entanto, a retirada de secretarias não agrada ao ministro e seus assessores.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana