BRASIL E MUNDO

Cadela ajuda PM a encontrar uma tonelada de drogas no Jacarezinho

Publicados

em


source
Cadela ajuda policiais a encontrar 1 tonelada de drogas
POLÍCIA MILITAR / DIVULGAÇÃO

Cadela ajuda policiais a encontrar 1 tonelada de drogas


Uma cadela ajudou policiais do Batalhão de Operações com Cães (BAC) a encontrar mais de uma tonelada de drogas e armas , na noite desta quinta-feira, no Jacarezinho , na Zona Norte do Rio. A comunidade fica a poucos metros da Cidade da Polícia — complexo de delegacias da Polícia Civil.

De acordo a Polícia Militar, equipes do BAC faziam um policiamento e também abordagens na Avenida Dom Helder Câmara quando a cadela Nascar sinalizou um local abaixo da linha do metrô . No lugar os agentes encontraram o material. Maconha, cocaína, crack e armas estavam no esconderijo. Ninguém foi preso. O caso foi registrado na 21ª DP (Bonsucesso).


A apreensão aconteceu uma semana após uma operação da Polícia Civil que resultou na morte de 28 pessoas , entre elas a do inspetor André de Mello Frias, de 48 anos. Na ocasião quase 20 fuzis foram apreendidos, além de várias pistolas, drogas, munição, carregadores, granadas, plantação de maconha e uma munição anti-tanque.

Você viu?

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Família de novo ministro teria tentado expulsar indígenas de terra em SP

Publicados

em


source
O novo ministro do Meio Ambiente e o presidente Jair Bolsonaro
Reprodução

O novo ministro do Meio Ambiente e o presidente Jair Bolsonaro

O novo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite , integra uma tradicional família de fazendeiros de café que disputa uma porção da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo. As informações são da BBC Brasil.

Um documento da Funai (Fundação Nacional do Índio) diz que capatazes da família do ministro chegaram a destruir a casa de uma família indígena ao tentar expulsá-la do território.

A terra tem 532 hectares e fica nos municípios de São Paulo e Osasco. Nela moram indígenas dos povos Guarani Mbya e Ñandeva, segundo a Comissão Pró-Índio de São Paulo.

Segundo relatório de identificação da terra indígena, o pai do novo ministro, Joaquim Álvaro Pereira Leite Neto, teria, em 1986 exigido a Funai “retirasse os marcos físicos do processo demarcatório da área indígena Jaraguá, alegando ser o proprietário da área, acusando agressivamente a Funai de estar praticando um crime”.

Você viu?

“Tal agressividade, no entanto, extrapolou para além das missivas, e passaram então esses cidadãos a fazer ameaças aos índios, a intimidá-los com capatazes, e mesmo destruindo uma de suas casas”, segue o relatório.

Como a Funai não paralisou a demarcação, os indígenas teriam passado a sofrer ameaças da família.

No entanto, o Ministério Público Federal teria acionado a Polícia Federal, que interveio e evitou a expulsão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana