BRASIL E MUNDO

Caça russo cai durante treinamento na fronteira com a Ucrânia; veja vídeo

Publicados

em

 

source
Caça russo modelo Sukhoi Su-25 Frogfoot durante treinamento militarCaça russo modelo Sukhoi Su-25 Frogfoot durante treinamento militar

Um caça das Forças Aeroespaciais Russas caiu nesta sexta-feira após fazer rasantes durante um treinamento em Belgorod, cidade situada a 38 km da fronteira com a Ucrânia. De acordo com a mídia local, a aeronave atingiu um poste de linha de energia.

 

 

A mídia estatal russa confirmou a queda da aeronave modelo Sukhoi Su-25 Frogfoot “durante um voo de treinamento planejado”, mas alegou que houve “um mau funcionamento técnico” no caça. A imprensa oficial da Rússia disse ainda que o piloto conseguiu ejetar e foi resgatado pelo serviço de busca e salvamento.

De acordo com o Distrito Militar Ocidental, o avião caiu em um local deserto. Após o impacto com o solo, a aeronave de ataque explodiu e foi completamente destruída.

 

 

Durante a última semana, moradores da região registraram os treinamentos feitos com os aviões Su-25. Imagens gravadas por testemunhas mostram algumas dessas aeronaves passando próximas da fiação elétrica.

Os aviões Su-25 são os principais modelos usados em ataques aéreos dos invasores russos na Ucrânia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Trump sabia que apoiadores portavam armas durante invasão do Capitólio

Publicados

em

Donald Trump
Reprodução/Twitter

Donald Trump

A ex-assessora de Mark Meadows, último chefe de gabinete do presidente Donald J. Trump, disse que Trump insistiu para que a segurança permitisse que os manifestantes transitassem armados livremente durante a invasão do Capitol no dia 6 de janeiro. Cassidy Hutchinson disse que seu chefe, Mark Meadows, fez ‘pouco caso’ para tentar administrar a situação.

Trump, em seu site Truth Social, negou muitas das acusações de terça-feira. Hutchinson depôs que Meadows previu a um de seus próprios assessores que as coisas ficariam “muito, muito ruins”, sugerindo que a equipe de Trump sabia que seus apoiadores planejavam invadir o Capitólio ou cometer violência dias antes do ataque. 

A ex-assessora da Casa Branca detalhou aos legisladores como Donald Trump explicou abertamente que não “se importava” após ser informado de que seus apoiadores nas cidade e ao redor do Capitólio portavam armas de fogo, facas, porretes e até fuzis AR-15, proibidos no Distrito de Columbia.

O depoimento da funcionária detalha que Donald Trump e seus aliados sabiam que seus apoiadores planejavam cometer atos de violência contra os adversários políticos na tentativa de derrubar o resultado das eleições. 

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana