Saúde

Brasil volta a registrar quase 3 mil mortes por Covid-19 em 24h

Publicados

em


source
Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida
Foto: Alex Pazuello/Semcom

Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida

O país registrou 2.966 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou, nesta terça-feira (4), 411.588 óbitos acumulados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 2.367.

Já são 104 dias seguidos no Brasil com a média móvel de mortes acima da marca de mil e 49 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 14.856.888 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 77.359 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 59.332 novos diagnósticos por dia. 

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Desde o início de junho, o Conass divulga os números da pandemia da Covid-19 por conta de uma confusão com os dados do Ministério da Saúde. As informações dos secretários de saúde servem como base para a tabela oficial do governo, mas são publicadas cerca de uma hora antes.

Mais de 154 milhões pessoas foram infectadas em todo o mundo. Do total de doentes, mais de 3,2 milhões morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Rio pretende vacinar todos grupos até 18 anos até outubro

Publicados

em


A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou, nesta quarta-feira (12), o calendário de vacinação até outubro deste ano, quando deverá vacinar pessoas de todos os grupos até 18 anos de idade. Porém, a prefeitura ressalta que isto só será alcançado se não houver atrasos nas entregas das vacinas.

Em maio, estão sendo vacinadas pessoas dos grupos prioritários, entre 45 e 18 anos. Entre esses, pessoas com comorbidades, deficiência permanente, trabalhadores da saúde, guardas municipais envolvidos em ações de saúde pública e medidas de distanciamento, pacientes renais crônicos, com síndrome de Down, gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de dar à luz).

Em junho, começam a ser vacinadas pessoas entre 59 anos e 51 anos. Em julho, é a vez das pessoas entre 50 anos e 42 anos. Em agosto, serão vacinadas pessoas entre 41 anos e 33 anos. Em setembro, a vacina será aplicada em pessoas entre 33 e 24 anos. E, em outubro, serão imunizados todos entre 24 e 18 anos de idade.

As tabelas completas, com as idades e dias de vacinação, podem ser acessadas na página da prefeitura do Rio .

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana