POLÍTICA MT

Botelho intervém e relatório apontará motivos pela demora na emissão de títulos definitivos

Publicados

em

 

Com aproximadamente quatro mil títulos em tramitação nos cartórios, sendo 900 deles pendentes somente em Várzea Grande, um levantamento será feito para averiguar os motivos que travam os serviços notariais à conclusão desses documentos tão aguardados pelos cidadãos mato-grossenses.  

O resultado será apresentado no próximo dia 18, quando o deputado Eduardo Botelho (União Brasil) voltará a se reunir com o corregedor Geral do Estado, desembargador José Zuquim, com a presidente da Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso – Anoreg/MT, Velenice Dias e com o presidente do Instituto de Terras de Mato Grosso – Intermat, Francisco Serafim, conforme encaminhamento feito hoje (11), durante reunião no gabinete do deputado Botelho, na Assembleia Legislativa.

O desembargador Zuquim solicitou a relação dos títulos pendentes nos cartórios para que seja feito o levantamento sobre a morosidade. “Vamos fazer um levantamento sobre o que está ocorrendo, quais os motivos que levam ao retardamento do registro e vamos discutir com registradores e com Anoreg. Creio que vamos achar uma solução e, no próximo dia 18, em razão desse levantamento vamos apresentar a solução porque unidos somos mais fortes. O nosso objetivo é levar serviço de qualidade ao cidadão”, destacou o magistrado.

Velenice Dias, presidente da Anoreg, relatou sobre a importância do diálogo para chegar à solução. “Fico muito feliz por ter essa oportunidade de sentar com todos os envolvidos, ouvir cada um, assim identificar o porquê de todas essas dificuldades e encontrar a solução. Tenho certeza absoluta que até o próximo dia 18 já tenha um encaminhamento. São pelo menos 3,6 mil títulos nos diversos cartórios, têm várias situações envolvidas e tem que analisar cada caso, depois dessa reunião vamos identificar as causas”, avaliou, ao acrescentar que os setores de tecnologia da Anoreg e do Intermat trabalham juntos para melhorar o sistema.

Conhecedor da realidade das comunidades do estado, Botelho tem se desdobrado para promover a regularização fundiária. Tanto que assegurou apoio da ALMT para ajudar no que for preciso e pediu detalhamento sobre a razão do problema que emperra a emissão.

“Colocamos a Assembleia à disposição para ajudar e pode fornecer mão de obra. O desembargador Zuquim ficou de reunir com os cartórios para achar uma solução e apresenta-la para nós no próximo dia 18. Hoje temos quase quatro mil títulos parados no cartório, estamos com programa de encaminhar mais 15 mil títulos, e sem achar a solução, demora mais de ano para o cartório emitir os documentos. Essa morosidade trava o trabalho que estamos implementando em parceria da Assembleia Legislativa com o governo do estado e Intermat e precisamos mostrar o resultado para a população, mas isso passa pelo registro em cartório”, explicou Botelho.

De acordo com Serafim, acelerar a emissão dos títulos é o desejo de todos os órgãos e autoridades que envolvem o sistema, tanto que prontamente atenderam ao convite do deputado para debater o assunto. Disse que os cartorários alegam que nunca houve uma grande quantidade de títulos para registrar ao mesmo tempo, e isso demonstra a produtividade do órgão.

“Estamos com quase quatro mil títulos em cartórios, alguns muito demorados e unindo a Corregedoria, Intermat e Anoreg queremos encontrar condições e dar suporte aos cartórios para que eles possam atender a necessidade do cidadão. A nossa programação é a de completar na gestão Mauro Mendes 21 mil títulos entregues”, afirmou Serafim.

Também participou o juiz de Direito, Eduardo Calmon, Auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça e a deputada Janaina Riva..

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA MT

Apoio dos prefeitos vem porque 100% do que destino em recursos chegam aos municípios, afirma Neri

Publicados

em

Candidato a senador Neri Geller

Responsável por viabilizar mais de R$ 1 bilhão em recursos para todos os municípios de Mato Grosso, o candidato ao Senado Neri Geller (PP) destacou o grande diferencial dele em relação a muitos políticos, o fato de que 100% dos recursos destinados pelo candidato chegaram aos municípios e melhoraram a vida da população. E isso explica o apoio da maioria dos prefeitos das 141 cidades de Mato Grosso a seu projeto político. Neri concedeu entrevista nesta terça-feira (16), em Cuiabá, em que tratou do tema.

A atuação em favor de Mato Grosso, salientou Neri, trouxe melhorias em diversas áreas, como infraestrutura, saneamento básico, saúde, educação e qualificação profissional. “Ajudei os 141 municípios porque sei que este é o papel de um parlamentar, tenho foco, disciplina e minha história de vida deixa claro que sempre fui uma pessoa de trabalho”.

Como exemplo da destinação dos recursos, o candidato, atualmente deputado federal, lembrou dos mais de R$ 40 milhões destinados para a reforma da maioria dos Institutos Federais de Mato Grosso (IFMTs). “Isso representa a melhora na qualificação profissional, que garante a mais pessoas empregos melhores, com uma remuneração maior”. 

Além disso, Neri enviou recursos para as prefeituras realizarem obras de pavimentação asfáltica, aquisição de ambulâncias e para conseguir atender a grande procura de pessoas desde o início da pandemia da Covid-19. “Tenho serviços prestados a todos com um grande diferencial. O meu recurso foi 100% na ponta e por isso tenho o apoio das maiorias dos prefeitos”.

Para o candidato, além de todo o trabalho realizado, seja como Secretário de Política Agrícola, seja como Ministro da Agricultura, ou ainda como deputado federal, aquilo que é possível fazer no Senado é a sua principal credencial para se tornar senador por Mato Grosso. “Conheço o Congresso Nacional e a Esplanada dos Ministérios como poucos porque trabalhei. Não fiquei lá fazendo ‘rolo’, fiquei trabalhando para ajudar Mato Grosso e o Brasil, seja com recursos, seja nos debates dos grandes temas”, finalizou.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana