BRASIL E MUNDO

‘Bolsonaro tinha um assessoramento paralelo dos filhos’, diz Mandetta

Publicados

em


source
 'Bolsonaro tinha um assessoramento paralelo dos filhos', diz Mandetta
Reprodução

‘Bolsonaro tinha um assessoramento paralelo dos filhos’, diz Mandetta

Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, declarou em depoimento à  CPI da Covid nesta terça-feira (04) que o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) tomou decisões no início do combate ao novo coronavírus tendo como base os conselhos dos filhos.

De início, os questionamentos foram realizados pelo senador e relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), e entre as perguntas realizadas, Mandetta foi precisou responder sobre os aconselhamentos que recebia de pessoas fora do Ministério da Saúde. Carlos Bolsonaro (Republicanos), vereador do Rio de Janeiro, foi citado neste momento.

“Várias vezes na reunião do Ministério, o filho do presidente, que é vereador no Rio de Janeiro, estava sentado atrás, tomando as notas na reunião. Eles tinham constantemente reuniões com esses grupos dentro da presidência”, relatou Mandetta.

De acordo com o ex-ministro, foi neste momento, em meio aos conselhos e reuniões, que a “cloroquina”, medicamento sem comprovação científica para o combate ao novo coronavírus, passou a entrar em pauta. “Fui informado, após uma reunião, que era para subir para o terceiro andar porque tinha lá uma reunião de vários ministros e médicos. Vinha propor esse negócio de cloroquina que nunca eu havia conhecido, porque ele [Bolsonaro] tinha um assessoramento paralelo nesse dia”.


Mandetta ressaltou, ainda, que a prática de aconselhar o presidente era recorrente e que Bolsonaro tomava suas atitudes baseadas nos conselhos de pessoas à margem da área da saúde.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Autor do ataque a creche em SC se encontra em estado grave no hospital

Publicados

em


source
Fabiano, de 18 anos, foi o autor do ataque na creche em SC
Reprodução

Fabiano, de 18 anos, foi o autor do ataque na creche em SC

Em Florianópolis , em Saudades, o estado de saúde do responsável pelo ataque a facadas que matou cerca de cinco pessoas , Fabiano Kipper Mai , de 18 anos, é grave e ele se encontra entubado e sedado. As informações foram apuradas pelo Metrópoles.

Segundo a mais recente atualização de seu boletim médico, ele tentou suicídio após matar três crianças, uma professora e uma funcionária do ensino infantil de Santa Catarina.

Primeiramente, ele foi encaminhado para o Hospital Regional de Pinhalzinho, cerca de 11 quilômetros do local do ataque. Em seguida, por questões de segurança, foi realocado para outra unidade de saúde, em Chapecó.

De acordo com a direção do Hospital de Pinhalzinho, a transferência do criminoso ocorreu devido ao possível linchamento que ele poderia receber dos residentes da região. Ainda na escola, Fabiano tentou suicídio com uma espada que também foi usada durante ataque.

A Polícia Civil de Santa Catarina é a responsável pelo andamento das investigações. Ainda não se sabe a motivação do crime , se foi por desavenças ou problemas pessoas do autor do ataque. Ele não apresenta ligação com os profissionais da creche e nem com as crianças.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana