POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro diz que está “louco para entregar” a presidência da República

Publicados

em

 

 

source
Bolsonaro diz que está
Bolsonaro diz que está “louco para entregar” a presidência da República.

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na última quarta-feira (24) aos apoiadores – no cercadinho do Alvorada – que gostaria de deixar o cargo da presidência da República. Confira o vídeo:

 

 

“Tô louco pra entregar isso aqui”, revelou Bolsonaro. Os simpatizantes do políticoo pediram para que ele ficasse mais tempo no cargo. “Entrega não”, pediu um apoiador. Já outro completou pedindo para Bolsonaro aguentar “mais 4, mais 8 [anos]”.

Na sequência, o presidente disse em tom de desabafo que o Palácio da Alvorada – residência oficial do chefe do execuivo federal – é um bom local “para visitar”, mas “para morar não é bom não”.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

MP cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

Publicados

em


A edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de hoje (7) trouxe o texto da Medida Provisória (MP) 1.076 de 2021, que antecipa o pagamento do novo valor do Auxílio Brasil – programa social de distribuição de renda que substitui o antigo Bolsa Família.

O instrumento cria um benefício extraordinário que complementa as parcelas já previstas do Auxílio Brasil para o valor de R$ 400 divulgado pelo governo. A manobra ocorre devido à necessidade de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que deverá ser fatiada e que possibilitará a alocação de recursos para o pagamento integral do Auxílio Brasil.

Segundo o calendário de pagamentos já divulgado pela Caixa, os créditos relativos à parcela de dezembro do Auxílio Brasil serão recebidos a partir da próxima sexta-feira (10).

Leia também:
» Veja o calendário do ciclo de pagamentos do Auxílio Brasil em dezembro

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a PEC dos Precatórios e afirmou que o instrumento não é “calote”, mas uma forma viável de realocar dívidas em prol de uma revisão justa de benefícios sociais.

“[A PEC dos Precatórios] não é um calote, muito pelo contrário. É uma renegociação, um alongamento de dívida para quem tinha mais de R$ 600 mil para receber do governo. É isso que nos permite um saldo, um espaço, para potencializar com justiça o programa”, disse o presidente durante a cerimônia de assinatura da concessão de frequências do 5G no Palácio do Planalto.

Título alterado às 8h22 para corrigir informação. O texto publicado em edição extra do Diário Oficial é uma medida provisória, e não um decreto.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana